Pesquisar este blog

terça-feira, 22 de maio de 2018

Jerusalém que Desce


Três vezes no livro de Apocalipse é declarado que a Jerusalém celestial desce do céu.

Para os fiéis da igreja em Filadélfia, identificada como um grande exemplo de igreja, Deus prometeu:

Apocalipse 3.12
“Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá; gravarei também sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome.”

Na fundação do novo céu e da nova terra no final do milênio, João também prevê a nova Jerusalém.

A Jerusalém de cima é a morada de todos os anjos que permaneceram leais a Deus, e dos espíritos de homens e mulheres piedosos que morreram. Como a comunidade internacional das pessoas que creem em Yeshua, isto é, a Igreja, é chamada a noiva do Messias (Efésios 5), assim também a Jerusalém celestial é chamada aqui de "noiva", pois é onde estão as pessoas:

Apocalipse 21.2-3
“...a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus...”

A descida da Nova Jerusalém é a união da morada de Deus e a morada do homem em uma só. A maior parte do capítulo 21 é ocupada pela descrição deste lugar de habitação celestial. É a restauração final do Jardim do Éden, o casamento final do Cordeiro e a total reconciliação entre Deus e a humanidade.

Apocalipse 21.10
“E me transportou, em espírito, até a uma grande e elevada montanha e me mostrou a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus”

A ideia do Novo Testamento de que há uma Jerusalém celestial é semelhante à ideia rabínica de que há duas Jerusaléns, uma "de cima" e outra "de baixo". Há também um tabernáculo no céu e um tribunal do céu que são paralelos ao tabernáculo e ao "Sinédrio" aqui embaixo.

Quando uma pessoa piedosa "parte desta vida", seu corpo vai para a sepultura e seu espírito sobe para esta cidade celestial, chamada Jerusalém. Lá ela permanecerá até a hora de receber seu corpo de ressurreição. Então os santos que vivem na Jerusalém celestial descerão e recolherão seu corpo terreno, ressuscitado para poder viver para sempre no paraíso restaurado do Jardim do Éden.

Então os justos viverão lá com Yeshua e Deus Pai. Quando chegar o dia da nova criação, essa morada celestial descerá. Se vai descer, é preciso que desça para algum lugar. Esse lugar é na terra. Seu centro é Jerusalém.

Os justos sempre estarão em Jerusalém. Primeiro, eles estarão na Jerusalém que está no céu, e depois na Jerusalém que descerá para fazer parte do novo céu e da nova terra que serão restaurados na terra. Então sim, com certeza os espíritos dos justos sobem ao céu quando morrem. Mas, em última análise, sua morada estará de volta aqui na terra quando a Jerusalém celestial descer.

Asher Intrater

domingo, 20 de maio de 2018

DEVOCIONAL - 20 DE MAIO DE 2018

Não beberei eu o cálice que o Pai me deu? (Jo 18.11)



Deus gasta muito mais tempo conosco, e tem muito mais interesse por nós, do que o artista para com sua obra, pois Ele quer trazer-nos, através de vários sofrimentos e muitas circunstâncias adversas, à forma que aos Seus olhos é a mais elevada e nobre — e isto se apenas recebermos de Suas mãos a mirra, com um espírito reto.

Mas se rejeitamos o cálice e escondemos os sentimentos errados não os trazemos à cura, o dano que fazemos a nós mesmos é irreparável. Pois ninguém é capaz de sondar com que desvelo de amor Deus nos dá a mirra a beber; no entanto, isto que deveríamos receber para o nosso próprio bem, muitas vezes deixamos passar de nós, num cochilo indiferente; e nada obtemos dali.

Então chegamos e nos queixamos: "Ah, Senhor, estou tão seco, e tudo é escuro dentro de mim." Eu lhe digo, amado filho de Deus: abra o seu coração à dor, e ela lhe fará mais bem do que se você estivesse cheio de emoções e devoção. 

domingo, 13 de maio de 2018

DEVOCIONAL - 13 DE MAIO DE 2018 (DIA DAS MÃES)

Não sabemos o que havemos de pedir como convém. (Rm 8.26)

A maioria dos problemas que nos deixam perplexos em nossa experiência cristã não passa de resposta a orações nossas. Pedimos paciência, e o Pai nos manda aqueles que nos provam ao extremo; pois "a tribulação produz a paciência''.
 
Pedimos submissão, e Deus nos manda sofrimentos; pois aprendemos a obediência por aquilo que padecemos.
Pedimos para tirar de nós o egoísmo, e Deus nos dá oportunidades para nos sacrificarmos, pensando nos outros e dando a vida pelos irmãos.
 
Oramos pedindo força e humildade, e um mensageiro de Satanás vem afligir-nos até que ficamos prostrados no pó clamando para que ele seja afastado.
Oramos: "Senhor, aumenta a nossa fé", e o dinheiro cria asas; ou as crianças ficam doentes; ou nos chega um tipo de prova até agora desconhecido e que requer o exercício da fé numa situação que é nova para nós..
 
Oramos para ter a natureza do Cordeiro, e recebemos um quinhão de serviço humilde e insignificante, ou somos prejudicados sem que devamos pedir reparação; pois Ele "como cordeiro foi levado ao matadouro; e... não abriu a sua boca".
Buscamos mansidão, eis que surge uma verdadeira tempestade de tentações para levar-nos à aspereza e irritabilidade. Desejamos um espírito quieto, e cada nervo do nosso corpo é esticado até à máxima tensão, a fim de que, olhando para Ele, possamos aprender que quando Ele nos aquieta, ninguém nos pode perturbar.
 
Pedimos amor, e Deus nos envia sofrimentos maiores e nos coloca junto a pessoas aparentemente desagradáveis, e deixa-as dizer coisas que nos irritam os nervos e magoam o coração; pois o amor é paciente, é benigno, o amor não se conduz inconvenientemente, não se exaspera. O AMOR TUDO SOFRE, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha. Nós pedimos para ser semelhantes a Jesus, e a resposta é: "Provei-te na fornalha da aflição." "Estará firme o teu coração? Estarão fortes as tuas mãos?" "Podeis vós...?"
 
O caminho para a paz e a vitória é aceitar cada circunstância, cada provação, como sendo diretamente proveniente da mão de um Pai de amor; é viver nos lugares celestiais, acima das nuvens, na presença do Trono, e contemplar, da Glória, o nosso lugar, como escolhido pelo amor divino. 
 
 

sábado, 12 de maio de 2018

Devocional - 12 de maio de 2018

Tudo é possível ao que crê. (Mc 9.23)

Esse "tudo" nem sempre vem simplesmente com o pedir. Pois que Deus está sempre buscando ensinar-nos o caminho de fé; e em nossa preparação na vida de fé precisa haver espaço para a prova da fé, a disciplina da fé, a paciência da fé, a coragem da fé; e muitas vezes passam-se muitos estágios antes de realmente percebermos qual o fim da fé, a saber, a vitória da fé.
A verdadeira fibra moral é desenvolvida através da disciplina da fé. Se apresentamos um pedido a Deus, mas a resposta não vem, o que devemos fazer?
Devemos continuar crendo na Palavra de Deus; não nos desviemos dela pelo que vemos ou sentimos, pois enquanto permanecemos firmes, nosso poder e experiência vão se alargando e desenvolvendo. O fato de vermos a aparente contradição da Palavra de Deus e mesmo assim continuarmos inabaláveis na posição da fé, nos torna cada vez mais fortes.
Muitas vezes Deus demora propositadamente, e tanto é resposta a demora, como a bênção pedida, quando chega.
Na vida de todos os grandes personagens da Bíblia, Deus operou assim. Abraão, Moisés e Elias não eram grandes no começo, mas foram feitos grandes através da disciplina de sua fé, e só assim foram feitos idôneos para a posição a que Deus os chamara.
Quanto a José, por exemplo, que o Senhor estava preparando para o trono do Egito, lemos nos Salmos:
"A palavra do Senhor o provou." Não foi a vida na prisão, com suas camas duras e o parco alimento, que o provou, mas a palavra que Deus lhe tinha falado ao coração na meninice: que sua elevação e honra seriam maiores que as de seus irmãos; era isto que estava sempre diante dele, quando cada passo em sua carreira fazia parecer mais e mais impossível o seu cumprimento: ele, inocente, estava ali preso, enquanto outros, cujo aprisionamento seria talvez justo, eram postos em liberdade, deixando-o ali a definhar sozinho.
Essas foram horas que provaram a sua fé, horas, porém, de crescimento e desenvolvimento espiritual; e quando a palavra de libertação chegou, encontrou-o pronto para a difícil tarefa de receber os irmãos transgressores, com um amor e paciência só suplantados pelos de Deus.
Nem mesmo as perseguições nos provam tanto, como experiências assim. Quando Deus nos fala de um propósito Seu, e os dias se passam sem que Ele o cumpra, esse tempo de espera é verdadeiramente difícil; mas essa disciplina da fé nos trará a um conhecimento de Deus a que não chegaríamos de nenhuma outra forma.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

ANTROPOLOGIA - a Doutrina a respeito do Homem


1. Criação do Homem

1.1. O Homem foi Criado! 

E criado instantaneamente, por Deus, exatamente como diz a Bíblia, tomada literalmente! Gên 1.26-27. Quem crê na teoria da evolução, evolução teísta, dia/era, teoria da brecha (entre versos Gn 1.1 e Gn 1.2), etc., trema à luz de Jo 3.12; 5.46-47.

Gn 1.26-27  26 E Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança; e domine ele sobre os peixes do mar, e sobre as aves do ar, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o animal rastejante que se arrasta sobre a terra." 27 Assim Deus criou o homem à Sua própria imagem: à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.

Gn 1.1-2  1 No princípio Deus criou o céu e a terra, 2 e a terra era sem forma e vazia; e [havia] trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus pairava/adejava sobre a face das águas.

Jo 3.12 Se das coisas terrestres vos falei, e não credes, como crereis, se Eu vos falar das coisas celestiais?...

Jo 5.46-47  46 Porque, se vós críeis em Moisés, então críeis em Mim; porque concernente a Mim ele escreveu. 47 Se, porém, nos escritos dele vós não credes, como crereis vós nas Minhas palavras?"

Deus não fez o homem porque precisava de companhia! (Pela eternidade passada, antes de criar os anjos e o homem, o Pai estava tendo bendita comunhão com seu amado Filho Joã 17.5,24; Pro 8.22-30. Na realidade, as 3 pessoas da Trindade tinham perfeita comunhão entre si).

Jo 17.5 E, agora, glorifica-*Me* Tu, ó Pai, ao lado de Ti mesmo, com aquela glória que Eu tinha ao lado de Ti antes de o mundo existir.

Jo 17.24 Ó Pai, quanto a aqueles que Me tens dado, quero que, onde estou Eu, também eles estejam comigo, a fim de que vejam a Minha glória que Me deste; porque Tu Me amaste desde antes da fundação do mundo.

O homem foi criado para:

1) demonstrar a glória de Deus e agir contribuindo para a glória de Deus Is 43.7; 1Co 10.31.  

2) e ter comunhão com o Deus de glória Apo 4.11.

Is 43.7 A todos os que são chamados pelo Meu nome e os que criei para a Minha glória, Eu os formei, e também Eu os fiz. 

1Co 10.31 Se, pois, comeis, ou bebeis, ou qualquer outra coisa fazeis, então todas as coisas, para a glória de Deus, fazei. 

1.2. Método da Criação do Homem 

O próprio Deus, o Criador, na Sua infalível Palavra, a Bíblia, DIZ que o homem foi criado, e criado de forma imediata (direta) em oposição à gradual "Evolução Teística".

Imediatamente (diretamente e instantaneamente em um só instante de tempo), Deus: 

a. Criou o homem Gên 1.27, acima; Gên 5.1; Deu 4.32; Sal 104.30; Isa 45.12; 1Cor 11.9);

Gn 1.27 Assim Deus criou o homem à Sua própria imagem: à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.
Gn 5.1 Este é o livro/rolo das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus Ele o fez.
Dt 4.32 Agora, pois, pergunta aos tempos passados, que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra, pergunta desde uma extremidade do céu até à outra, se sucedeu jamais coisa tão grande como esta, ou se jamais se ouviu coisa como esta?
Sl 104.30 Envias o Teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra.
Is 45.12 Eu fiz a terra, e criei nela o homem; Eu o fiz; as Minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as Minhas ordens.
1Co 11.9 Porque também não foi criado o varão para benefício da mulher, mas a mulher foi criada para benefício do varão. 

b. Fez, formou, deu FORMA determinada ao corpo do homem (Gên 2.7a),
Gn 2.7 E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra, e soprou o fôlego da vida em suas narinas; e o homem foi feito alma vivente.
Transformando diretamente, a partir do PÓ DA TERRA. (e, Eva, indiretamente, da costela de Adão) Gên 2.7, acima; Gn 2.22; Sal 103.14; 1Ti 2.13;
Gn 2.7 E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra, e soprou o fôlego da vida em suas narinas; e o homem foi feito alma vivente. 

Gn 2.22 E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou  uma mulher, e a trouxe até o homem.

Sl 103.14 Pois Ele conhece a nossa estrutura; lembra-Se de que somos pó.

1Tm 2.13 Porque primeiro foi dado forma a Adão, depois a Eva; 

c. "Soprou-lhe para dentro" sua parte imaterial (alma + espírito). Gên 2.7; Jó 33.4; Ecl. 12.7;

Gn 2.7 E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra, e soprou o fôlego da vida em suas narinas; e o homem foi feito alma vivente.

Jó 33.4 O Espírito de Deus me fez; e o sopro do Todo-Poderoso me deu vida.
Ec 12.7 E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. 

d. O fez "alma vivente" Gên 2.7 (o mesmo que "criatura vivente" de Lv 11.46 e Ez 47.9);

Gn 2.7 E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra, e soprou o fôlego da vida em suas narinas; e o homem foi feito alma vivente.
(Lv 11.46 Esta é a lei dos animais, e das aves, e de toda criatura vivente que se move nas águas, e de toda criatura que se arrasta sobre a terra;
Ez 47.9 E será que toda a criatura vivente, que se move, por onde quer que entrarem estes rios, viverá; e haverá uma muito grande quantidade de peixe, porque lá chegarão estas águas, e serão curados, e viverá tudo por onde quer que entrar este rio.) 

e. O criou como ser vivo (1Co 15.45; Atos 17.25) e pessoal (ver 2.d),
1Co 15.45 Assim também tem sido escrito: foi feito o primeiro homem, Adão, 'uma alma que está vivendo;' o último Adão 'foi feito um espírito que está vivificando'.
At 17.25 Nem tampouco por mãos de homens é servido, como que necessitando de alguma coisa, Ele está dando a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas;  ato criativo final e completo/perfeito. Gên 2.7 b; ler depois: Zac 12.1; Isa 43.7.
Gn 2.7 E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra, e soprou o fôlego das vidas em suas narinas; e o homem foi feito alma vivente.  Zc 12.1 Peso da palavra do SENHOR sobre Israel: Fala o SENHOR, Aquele que estende os céus, e que estabeleceu o fundamento da terra, e que forma o espírito do homem dentro dele.

Is 43.7 A todos os que são chamados pelo Meu nome e os que criei para a Minha glória, Eu os formei, e também Eu os fiz.

(Note: "bara" = criar a partir do nada; "asah" = fazer existir numa forma determinada; "yatzar" = preparar as disposições e arranjos definitivos, finais); 

f. A carne do homem é única no universo 1Co 15.39.

1Co 15.39 Nem toda a carne é a mesma carne. Mas um, em verdade, é o tipo de carne de homens, e outra é a carne de animais, e outra a de peixes, e outra a de aves.

2. Condição Original do Homem: Imagem e Semelhança de Deus

O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus: Gên 1.26-27; ler depois: Gên 5.1; 9.6; 1Co 11.7; Tia 3.9.

Gn 1.26-27  26 E Deus disse: "Façamos o homem à nossa IMAGEM, segundo a nossa semelhança; e domine ele sobre os peixes do mar, e sobre as aves do ar, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o animal rastejante que se arrasta sobre a terra." 27 Assim Deus criou o homem à Sua própria imagem: à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.

Gn 5.1 Este é o livro/rolo das gerações de Adão (Varão). No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus Ele o fez.
Gn 9.6 Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado;" porque conforme a imagem de Deus Ele fez o homem.
1Co 11.7 7 Porque, em verdade, o varão não deve ter coberta a sua cabeça, porquanto, o varão, a apresentação físico corporal (e a glória) de Deus (a Palavra) está sendo. A mulher, porém, a glória do varão é. nota Gn 1.26.  Com ela estamos bendizendo a Deus (a saber, ao nosso Pai) e com ela estamos amaldiçoando os homens, aqueles à semelhança de Deus tendo sido feitos.

"À nossa imagem e semelhança" (Gn 1.26, acima) não se refere a semelhança física com Deus-Pai, pois Ele é espírito. Col 1.15 (portanto imaterial); ler depois: Joã 4.24; 1.18; Luc 24.39; 1Sa 15.29.

Cl 1.15 O Qual é a apresentação físico- corporal do Deus invisível, é o primeiro nascido de toda a criação,
Jo 4.24 Espírito Deus é. E, àqueles que O estão adorando, é necessário O adorarem em espírito  e verdade.
Jo 1.18 A Deus nenhum homem tem visto, em tempo algum. O Seu Filho unigênito, Aquele estando no seio do  Pai, *Esse* O declarou.

Lc 24.39 Vede as Minhas mãos e os Meus pés, que *EU*, Eu mesmo, SOU. Apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como Me vedes tendo."
1Sm 15.29 E também Aquele que é a Força de Israel não mente nem Se arrepende; porquanto não é um homem para que Se arrependa.

Expressões de anelo por mais demonstrarmos plena semelhança com Deus, o Pai, referem-se apenas ao anelo por retidão. Sal 17.15; ler depois: 1Jo 3.2-3.

Sl 17.15 Quanto a mim, contemplarei a Tua face na justiça; eu me satisfarei, quando eu acordar, com a Tua semelhança. 

1Jo 3.2-3  2 Ó amados, agora filhos de Deus somos, e ainda não foi feito manifesto o que seremos. Mas temos sabido que, quando Ele for feito manifesto, então semelhantes a Ele seremos; porque O veremos assim como Ele é; 3 E todo aquele que está tendo esta esperança sobre Ele, purifica a si mesmo, assim como Ele puro é.

Moisés viu "a similitude" (ou "aparência", ou "forma") "do SENHOR (Deus Pai)" (Núm 12.8), mas não "Sua face" Êxo 33.20.

"Similitude", isto significa que Moisés: viu não a face (isto é, não a essência de Deus, em toda glória dEle), a qual nenhum homem pode ver e viver (Ex 33.20); viu não um trono, coroa, etc. emblemáticos da Trindade; mas viu alguma manifestação singular de gloriosa presença de Deus. O que ocorreu foi a própria Deidade manifestando-se de modo a ser percebida por olho mortal. Isto é, Deus, a eterna Palavra, apareceu a Moisés em uma forma humana, que assumiu por alguns minutos, a fim de que pudesse dar a Moisés uma visão antecipada que assumiria definitivamente em Sua futura encarnação. Mesmo assim, Moisés só O pode ver porque a Palavra refreou-se de permitir ver toda SUA Glória. Moisés O viu como pelas costas, Ex 33.23.

Nm 12.8 Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele contempla a similitude do SENHOR; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o Meu servo, contra Moisés?"

Ex 33.20 E disse mais: "Não poderás ver a Minha face, porquanto homem nenhum verá a Minha face, e viver."

Ex 33.23 E, havendo eu tirado a minha mão, Me verás pelas costas; mas a Minha face não se verá.

A única pessoa da Trindade a poder jamais ser vista é a da Palavra Eterno (mesmo assim, se tivermos uma visão da Palavra Eterno em toda a Sua glória, enquanto ainda estivermos com corpos não glorificados, morreremos. Gn 32.30, Dt 4.33; 5.24,26; Jz 6.22-23; Ex 13.22, Is 6.5.) 

Gn 32.30 E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel [Face de Deus], porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha vida está preservada.

Dt 4.33 Ou se algum povo ouviu a voz de Deus falando do meio do fogo, como tu a ouviste, e ficou vivo?

Dt 5.24 E dissestes: Eis aqui o SENHOR, nosso Deus, nos fez ver a Sua glória e a Sua grandeza, e ouvimos a Sua voz do meio do fogo; hoje vimos que Deus fala com o homem, e que este permanece vivo.

Dt 5.26 Porque, quem há de toda a carne, que ouviu a voz do Deus vivente falando do meio do fogo, como nós, e ficou vivo?

Jz 6.22-23  22 Então percebeu Gideão que era o Anjo do SENHOR, e disse Gideão: Ah, Senhor DEUS, pois vi o Anjo do SENHOR face a face. 23 Porém o SENHOR lhe disse: Paz seja contigo; não temas; não morrerás.

Ex 13.22 Nunca tirou de diante do povo a coluna de nuvem, de dia, nem a coluna de fogo, de noite.

Deus-Pai e Deus-Espírito Santo jamais poderão ser vistos por olhos físicos, de modo ou forma nenhuma, pois Eles são espíritos, são imateriais.

À nossa imagem e semelhança" pode incluir o fato de Adão, à semelhança do Deus Triúno, também, também ter a natureza e atributos a seguir listados:  

  a. Moralmente, o recém criado Adão tinha JUSTIÇA e SANTIDADE  (elaborado abaixo) (Gên 1.31), o que explica poder comungar diariamente com Deus (em Cristofania) Gn 3.8-10, o Qual não pode olhar para a impiedade Hab 1.13.

Gn 1.31 E Deus viu tudo quanto tinha feito, e eis que era MUITO bom; e houve anoitecer e houve manhã, o dia  sexto. 

Gn 3.8-10  8 E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração  do dia; e Adão e sua esposa esconderam-se da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim.  9 E o SENHOR Deus chamou Adão, e disse-lhe: "Onde estás tu?" 10 E ele disse: "Ouvi a Tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me."

Hc 1.13 Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal, e a opressão não podes contemplar. Por que olhas Tu sobre os que enganadora e traiçoeiramente procedem, e Te calas quando o ímpio devora o homem que é mais justo do que ele?

Santidade é caráter positivo e não mera inocência neutra. E esta santidade original de Adão tem que ser distinguida da santidade referida em Ef 4.24, a qual está sendo aperfeiçoada nos salvos;

Ef 4.24 E vos revestirdes do novo homem, aquele segundo a vontade de  Deus havendo sido criado em justiça e santidade da verdade.

     b. Tinha INTELECTO (mente, inteligência, razão, lógica, capacidade de conhecer, de aprender, de pensar ou raciocinar, de lembrar, de discernir e julgar), decorrente dele ter sido criado à imagem e semelhança de Deus Gên 1.26-27 (acima). Ver também letras a, d, e, g, i.

    c. Tinha MORAL (consciência do bem e do mal, sob um padrão embutido no seu coração e proveniente de Deus) decorrente dele ter sido criado à imagem e semelhança de Deus Gên 1.26-27 (acima). Ver também Ecl 7.29; ler depois: Gên 2.15-17; Rom 5.12, 14.

Ec 7.29 Eis aqui, o que tão-somente achei: que Deus fez ao homem reto, porém eles buscaram muitas astúcias.

Gn 2.15-17  15 E o SENHOR Deus tomou o homem (Adão), e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar. 16 E o SENHOR Deus ordenou ao homem, dizendo: "De toda a árvore do jardim comerás livremente. 17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."

Rm 5.12 Por causa disso, do mesmo modo como por operação de um só homem o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, entrou a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos os homens, para o que  todos pecaram.   
Rm 5.14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é figura dAquele que está vindo.

     d. Tinha PERSONALIDADE, isto é:

tinha natureza intelectual (mente, capacidade de conhecer e pensar, (letra b, acima) + moral (consciência do bem e do mal (letra c), + emotiva (coração, sentimentos Gn 3.6,8) + volitiva (livre arbítrio, vontade, capacidade de tomar decisão, Gn 3.6,8);

Gn 3.6,8  6 E quando a mulher viu que aquela árvore era boa para se comer e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e também deu a seu marido com ela; e ele comeu. ... 8 ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração  do dia; e Adão e sua esposa esconderam-se da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim.

    e. Tinha ESPÍRITO, Gn 2.7. (é por isso que tinha capacidade de comunhão com seu Criador Gn 2.7);

Gn 2.7 E o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra, e soprou o fôlego da vida em suas narinas; e o homem foi feito alma vivente.
 
     f. Tinha EXISTÊNCIA INTERMINÁVEL (o homem não pode ser aniquilado, transformado em nada, deixar de existir) Mat 25.46;

Mt 25.46 E partirão estes para dentro d[o] castigo eterno; os justos, porém, partirão para dentro da vida Eterna."


     g. Tinha NATUREZA TRÍPLICE (corpo, alma, espírito 1Ts 5.23; Heb 4.12), em semelhança ao fato de o único Deus ter 3 pessoas.

1Ts 5.23 E Ele mesmo, o Deus de paz, vos santifique completamente; e que o vosso completo espírito e alma e corpo, irrepreensíveis até  à vinda de o nosso Senhor Jesus Cristo sejam plenamente preservados.  

Hb 4.12 Porque está vivendo a Palavra  de Deus e é eficaz poderosa, e mais afiada do que toda espada de dois gumes, mesmo penetrando até o fazer separação entre ambos alma e espírito, e entre ambos juntas e medulas, e é juiz discernidor dos pensamentos e intenções do coração.

(Cristo tem "soma", "psiche" e "pneuma": Mat 26.12; 26.38; Mc 2.8; 8.12; Lc 10.21; Jo 11.33; 13.21; Mt 27.50 [ou Luc 23.46]);

Mt 26.12 Pois, havendo ela derramado este unguento aromático sobre o Meu corpo, para Me preparar para sepultamento o fez.

Mt 26.38 Então lhes diz: "Cheia de tristeza está a Minha alma até à morte; demorai-vos aqui, e velai  comigo." 

Mc 2.8 E, imediata e plenamente havendo Jesus conhecido no Seu próprio espírito que assim arrazoam dentro de si mesmos, lhes disse: "Por que estas coisas arrazoais vós dentro dos vossos corações?

Mc 8.12 E, havendo Jesus suspirado profundamente no Seu espírito, diz: "Por que esta geração pede um sinal? Em verdade vos digo: como se  será dado a esta geração um sinal!" 

Lc 10.21 Naquela mesma hora regozijou Jesus no Seu espírito, e disse: "Eu Te expresso toda a gratidão, ó Pai, ó Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas para longe dos sábios e entendidos, e as revelaste às criancinhas; sim, ó Pai, porque assim foi agradável diante de Ti.

Jo 11.33 Jesus, pois, quando a viu chorando, e também viu chorando os judeus com ela havendo vindo, moveu-Se muito no Seu espírito, e perturbou a Si mesmo.

Jo 13.21 estas coisas havendo dito, Jesus foi turbado no Seu espírito, e testificou, e disse: "Em verdade, em verdade vos digo que um só proveniente de entre vós Me trairá e entregará."

Mt 27.50 Ora, Jesus, outra vez havendo clamado com grande voz, entregou o Seu espírito [πνεῦμα].

Lc 23.46 E, havendo clamado com grande voz, Jesus disse: "Ó Pai, para dentro das Tuas mãos entrego  o Meu espírito [πνεῦμα]." E, isto havendo dito, expirou [ἐξέπνευσεν].

    h. Tinha NATUREZA SOCIAL, uma inata inclinação para comunhão. Nos seus primeiros dias, Adão teve comunhão perfeita com Deus Gên 3.8-9, e somente com Deus; depois, também a teve com outro ser humano perfeito, sua esposa, que presente provido por Deus Gên 2.18+24! Depois da queda, quanto tudo mudou! ...

Gn 3.8-9  8 E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração  do dia; e Adão e sua esposa esconderam-se da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim.  9 E o SENHOR Deus chamou Adão, e disse-lhe: "Onde estás tu?"

Gn 2.18 E o SENHOR Deus disse: "Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele."

    i. Tinha CONSCIÊNCIA DE SI MESMO (Gn 3.8 (acima): consciência é a inata capacidade mental de reconhecer se (e quando) nossas ações são moralmente corretas ou erradas).

- Adão tinha consciência de Deus (diariamente tinha comunhão com uma aparição de Deus, o Palavra Eterno, temporariamente manifestado (Cristofania) fisicamente antes de Sua encarnação definitiva, eterna!), e

- Adão tinha senso de moral (letra c, acima).

- E Adão podia identificar a Si mesmo, conhecer seu Criador, apreciar sua origem, e olhar para seu destino eterno.

    j. Mais um aspecto de Gn 1.26, "E Deus disse: 'Façamos o homem à nossa IMAGEM, segundo a nossa SEMELHANÇA' ...":

- (1) Muitos ensinam que isso não se refere a uma semelhança física com Deus (o Pai), mas, sim, à semelhança em ter intelecto (letra b, acima) e moral (letra c), ter personalidade (intelecto, moral, emoções, capacidade de decidir [letra d]), natureza tríplice (corpo, alma e espírito (letra g).

- (2) Outros ensinam que "imagem" e "semelhança" de Gn 1.26 pode apontar para o crente no seu estado eterno, já com o corpo glorificado e semelhante ao de o Cristo Flp 3.20-21; Rom 8.29; 1Jo 3.2.

Fp 3.20-21  20 Porque a nossa conversação e maneira de viver  nos céus está, proveniente de dentro de onde também estamos aplicadamente esperando o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,  21 O Qual transformará o corpo da nossa baixeza, para este passar a ser  no mesmo perfil do corpo da glória dEle, segundo a eficácia do Seu poder, de sujeitar a Si mesmo todas as coisas. 

Rm 8.29 Porque, aos homens a quem Ele pré-conheceu , também os predeterminou quanto fronteiras para serem conformados à apresentação físico corporal de Seu Filho, a fim de ser Este o primeiro nascido entre muitos irmãos. 

1Jo 3.2 Ó amados, agora filhos de Deus somos, e ainda não foi feito manifesto o que seremos. Mas temos sabido que, quando Ele for feito manifesto, então semelhantes a Ele seremos; porque O veremos assim como Ele é;

TSELEM
- (3) aceitamos ambos os grupos (1) e (2), acima, mas adicionamos que o sentido primário de {tselem} é "imagem," é "uma figura ou objeto representativo e semelhante a uma pessoa ou uma outra coisa," e adiciono que é possível se tomar, e eu tomo, este sentido primário e literal para Gn 126 (acima), a saber, cremos que Adão é quem foi criado À IMAGEM e SEMELHANÇA representativa do que a parte humana que o CRISTO seria! (Ao invés de [e muito mais que] a parte humana de Cristo ser como a que Adão permaneceria tendo, se não tivesse caído!).

    k. PARTE DA IMAGEM DE DEUS CONTINUA EM TODOS OS HOMENS, mesmo estando estes manchados pelo pecado. Evidências: Gên 96 (a razão da proibição de homicídio; a necessidade da pena de morte); Tg 38-9. Mesmo que não seja em todos, mesmo que não seja sempre para ninguém, e mesmo que seja apenas um pálido reflexo ocasional e distorcido pelo pecado, ainda podemos ver, na humanidade de hoje, um nítido rasto dos atributos que Deus antes concedeu aos homens. Atributos como amor, auto-consciência, justiça, graça e misericórdia, são distintos dos atributos associados a animais. Eles fazem parte da própria essência da humanidade.


Gn 96 Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque conforme a imagem de Deus Ele fez o homem.

Tg 38-9  8 Mas à língua nenhum dos homens é capaz de dominar; ela é um irrefreável mal; ela está cheia de peçonha  mortífera.  9 Com ela estamos bendizendo a Deus (a saber, a o nosso Pai) e com ela estamos amaldiçoando os homens, aqueles à semelhança de Deus tendo sido feitos.

Mas a mais importante parte da original imagem de Deus no recém-criado Adão (a habilidade de conhecê-Lo e o desejo de amá-Lo) foi perdida depois que ele pecou, e somente lhe é reenxertada na salvação (como semente que nunca morre, mas falta crescer), e somente será plenamente colhida na glorificação do corpo dos salvos (no Arrebatamento) Col 3.9-10; Efé 4.24.

Cl 3.9-10  9 Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, 10 E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;

Ef 4.24 E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. 

3. Unidade da Raça Humana 

Toda a humanidade é uma única raça, a raça humana, descendendo de um mesmo e único casal (Adão e Eva), criados por Deus (ler depois: Gn 1.27-28; 2.7,22; 3.20; 9.19; At 17.26 + 1Co 15.39; Rom 5.12,19; 1Co 15.21-22; He 2.16).
Gn 1.27-28  27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. 28 E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.   Gn 2.7 E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.

    Gn 2.22 E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.

Gn 3.20 E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes.

    Gn 9.19 Estes três foram os filhos de Noé; e destes se povoou toda a terra.

    1Co 15.39 Nem toda a carne é uma mesma carne, mas uma é a carne dos homens, e outra a carne dos animais, e outra a dos peixes e outra a das aves.

    Rm 5.12 Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.

Rm 5.19 Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.

    1Co 15.21-22  21 Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. 22 Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.

    Hb 2.16 Porque, na verdade, ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão.
A palavra "raça" é usada para descrever um grupo de indivíduos diferenciados de outros da mesma espécie, por compartilharem todas suas características (morfológicas e genéticas) em homogeneidade quase perfeita, cada indivíduo sendo praticamente igual a todos os outros, tanto em aspecto como em genética, às vezes até em comportamento (por exemplo, a raça dos cães Rottweiler e a raça dos cães Pequinês). Essas condições, no entanto, nunca são encontradas em grupos de seres humanos, portanto é anticientífico se tentar aplicar a palavra raça a homens. 
O genoma humano é composto de 25 mil genes, mas as diferenças mais aparentes (cor da pele, textura dos cabelos, formato do nariz) são determinadas por um grupo insignificante de genes. As diferenças entre um negro etíope e um branco sueco compreendem apenas 0,005% do genoma humano, isto é, apenas 1 em cada 20.000 pares base apresenta diferença, os outros 19.999 pares base são iguais.

Já a palavra "etnia" vem do substantivo grego "ethnos", que significa uma nação estrangeira, um conjunto não muito rígido de parentesco + religião + língua + costumes + cultura + território compartilhado, além de aparência física (por exemplo, a etnia dos curdos, a etnia dos aborígenes australianos, a etnia nipônica, etc.)

"A Bíblia nem mesmo usa a palavra 'raça' em referência a pessoas, mas descreve todos os seres humanos como sendo de 'um só sangue' (Atos 17.26). Isto, obviamente, enfatiza que somos todos muito aparentados, uma vez que todos os seres humanos são descendentes do primeiro homem, Adão (1 Coríntios 15.45), o qual foi criado à imagem de Deus (Gênesis 1.26-27). (O último Adão, Jesus Cristo (1 Coríntios 15.45), também se tornou um descendente de Adão.) Qualquer descendente de Adão pode ser salvo, porque o parente de sangue, de todos nós, (Jesus Cristo) morreu e ressuscitou em prol de todos os grupos de homens. É por isso que o evangelho pode (e deve) ser pregado a todas as tribos e nações."

At 17.26 E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação;

    1Co 15.45 Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.

    Gn 1.26-27  26 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. 27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

    1Co 15.45 Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.

Pela Bíblia, posso aconselhar cada minha filha e neta a não querer namorar nem casar com nenhum homem alcoólatra, descrente, mau caráter, preguiçoso, desonesto, violento, que trata mal seus pais, etc., mas ficaria feliz se casasse com qualquer verdadeiro crente de elevado caráter, não importam cor de pele, país de origem, etc. Pela Bíblia, não pode haver racismo, não se pode considerar uma etnia mental, moral, fisicamente superior e mais valiosa que nenhuma outra. Nesse aspecto, todos os homens somos um só, somos todos iguais. Os loucos evolucionistas e a "seleção do mais apto" é que têm historicamente levado aos mais violentos e cruéis racismo, escravidão, ódio entre etnias, nazismo, guerra, e genocídio.

Com tudo isto, concordam a História, a Linguística, a Fisiologia, e a Psicologia. 

4. Constituição (permanente) do Homem

4.1. Constituição Psicológica do Homem

Dicotomistas defendem a equação "homem = corpo + parte imaterial", sendo esta parte imaterial às vezes chamada de alma, às vezes de espírito, que seriam absolutamente idênticas, sinônimas, uma só e mesma coisa.


Tricotomistas defendem a equação "homem = corpo + alma + espírito", sendo alma distinta de espírito, embora ambas sejam imateriais.

Como literalistas, pendemos para Tricotomismo, que tem melhor base explícita na Bíblia (1Te 5.23; Heb 4.12); que explica os "natural, ... carnal, ... espiritual" de 1Co 2.14-3.4); e que diferencia o homem dos animais (que também são ditos ter nephesh = alma, em Gên 1.30; 2.19; 9.10; etc.). 

1Ts 5.23 E Ele mesmo, o Deus de paz, vos santifique completamente; e que o vosso completo espírito e alma e corpo, irrepreensíveis até  à vinda de o nosso Senhor Jesus Cristo sejam plenamente preservados.  

Hb 4.12 Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.

1Co 2.14-15 - 3.4  14 Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. 15 Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. 16 Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo. 3.1 E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. 3.2 Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, 3.3 Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? 3.4 Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais?

Gn 1.30 E para todo o animal da terra, e para toda a ave do ar, e para tudo o que se move sobre a terra, em que há fôlego de vida, toda a erva verde tenho dado para mantimento;" e assim foi.

Gn 2.19 Portanto, o SENHOR Deus, havendo formado da terra todo o animal do campo e toda a ave do ar, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a criatura vivente, isso foi o seu nome.

Gn 9.10 E com toda a criatura vivente, que está convosco, de aves, de gado, e de todo o animal da terra convosco; com todos que saíram da arca, até todo o animal da terra.

Mas observamos que muitas heresias dependem da tricotomia e a distorcem até o ponto em que alma e espírito são tão independentes uma do outro que podem ser para sempre antagônicos, um deles "dormir" ou ser aniquilada e não a outra, etc.

Adotemos "Tricotomismo modificado" (ver Thiessen):

H. C. thiessen
O homem tem duas partes: uma parte material (nosso corpo) e uma parte imaterial;

esta parte imaterial tem uma só natureza, mas tem dois níveis de poderes, um nível sendo inferior (alma) e outro sendo superior (espírito) os quais, às vezes, são drasticamente diferenciados um do outro 1Te 5.23; Heb 4.12; (isto explica os "natural, ... carnal, ... espiritual" de 1Co 2.14-3.4, acima),

1Ts 5.23 E Ele mesmo, o Deus de paz, vos santifique completamente; e que o vosso completo espírito e alma e corpo, irrepreensíveis até  à vinda de o nosso Senhor Jesus Cristo sejam plenamente preservados. 

Hb 4.12 Porque está vivendo a Palavra  de Deus e é eficaz poderosa, e mais afiada do que toda espada de dois gumes, mesmo penetrando até fazer separação entre alma e espírito, e entre ambos juntas e medulas, e é juiz discernidor dos pensamentos e intenções do coração.

E outras vezes, por metonímia (uma figura de linguagem que consiste no uso do nome de uma coisa em lugar de outra coisa da qual ela é um atributo, ou com a qual está associada), cada uma desses níveis de poder (alma ou espírito) pode ser usada em lugar de toda a parte imaterial do homem.

À alma pertencem a vontade, a emoção, e a motivação; ao espírito pertencem a consciência, a intuição e a comunhão com Deus.

A alma é o princípio da vida animal; o espírito é o princípio da nossa vida racional e da vida eterna.

É o espírito que tem capacidade de se relacionar com Deus (isto nos faz diferentes de todos os animais).

Repetimos: alma e espírito são diferenciáveis, mas têm uma só natureza, não são totalmente independentes um do outro, nem podem ser contrários um ao outro. 

4.2. Constituição Moral do Homem 

O homem tem poderes que o habilitam a ações boas ou más: 

4.2.1. Consciência

Is 30.21; Rm 2.15

Is 30.21 E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, quando vos tornardes para a direita, e quando vos tornardes para a esquerda.

Rm 2.15 Os quais mostram a obra da lei escrita dentro dos seus corações, testificando juntamente com as consciências deles, até mesmo enquanto os raciocínios da imaginação deles estão acusando ou também defendendo um ao outro), (em cada situação, a consciência ouve a lei moral que o Espírito Santo lhe fala e apresenta; depois, a consciência aplica tal lei sobre nós, e urge que a cumpramos):

Consciência é o conhecimento que meu eu tem do que é bom e do que é mau, ante uma lei, conhecida;

O ofício da consciência é dar testemunho (juntamente com a lei de Deus que Ele escreveu e embutiu dentro dos nossos corações) Rom 2.15;

Os quais mostram a obra da lei escrita dentro dos seus corações, testificando juntamente com as consciências deles, até mesmo enquanto os raciocínios da imaginação deles estão acusando ou também defendendo um ao outro,

O sentimento de remorso e o temor da punição não são propriamente produtos da consciência, mas sim da sensibilidade (capacidade de perceber e reagir ao fato de quão terrível é minha pecaminosidade, quanto ofende a Deus, quão terrível será minha condenação por isso).

- Pergunta 1: A que diversos tipos de consciência a Bíblia se refere?

a) Má consciência Heb 10.22;

Que nos cheguemos com coração verdadeiro, em inteira certeza de fé, tendo sido aspergidos os corações para longe da má consciência, e tendo sido totalmente banhado o corpo com água pura.

b) Consciência contaminada Tit 1.15;

Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.

c) Consciência fraca 1Co 8.7,12;

11 Mas nem em todos há conhecimento; porque alguns até agora comem, com consciência do ídolo, coisas sacrificadas ao ídolo; e a sua consciência, sendo fraca, fica contaminada. ... 12 Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo a sua fraca consciência, pecais contra Cristo.

d) Boa consciência Ato 23.1; 1Tm 1.5,19; Heb 13.18; 1Pe 3.16,21

At 23.1 Havendo, porém, Paulo fixado os olhos no Sinédrio, disse: "Ó varões irmãos, eu, com toda a boa consciência, tenho me conduzido diante de Deus até este dia."

1Tm 1.5 A terminação, porém, do mandamento, é o amor caridade  nascido proveniente de dentro de um coração puro, e de dentro de uma boa consciência, e de dentro de uma fé não fingida, 

1Tm 1.19 segurando a fé e a boa consciência (a qual alguns, a havendo rejeitado, quanto à Fé fizeram naufrágio).

Hb 13.18 Orai concernente a nós, porque temos confiado que uma boa consciência temos, em tudo desejando nos conduzir bem.

1Pe 3.16 Uma boa consciência tendo vós, a fim de que, naquilo em que falem mal contra vós, como de malfeitores, que sejam envergonhados aqueles que estão fazendo falsas acusações contra a vossa boa conversação e maneira de viver  em o Cristo. 

1Pe 3.21 Quem  o antítipo desta arca, também a nós agora salva (a submersão não sendo a remoção da imundície da carne, mas de uma boa consciência, a resposta em direção a Deus) através da ressurreição de Jesus Cristo,

e) Consciência pura 2Tm 1.3; ver depois: 1Tm 3.9;

2Tm 1.3 Expresso eu toda a gratidão a Deus (a Quem, desde junto de os meus ancestrais, presto culto com uma consciência pura), como sem cessar tenho lembrança de ti nas minhas súplicas, noite e dia;

1Tm 3.9 Em verdade, todas as comidas são puras para os puros; mas, para aqueles homens tendo sido contaminados e descrentes infiéis, nada é puro; ao contrário, tem sido contaminado até mesmo o entendimento e a consciência deles.

f) Consciência cauterizada 1Ti 4.2

Em hipocrisia de homens faladores de mentiras, tendo sido cauterizados com ferro em brasa quanto à própria consciência deles;

- Pergunta 2: Pode a consciência ser destruída, deixar de existir?
Não: a Bíblia a mostra que a consciência pode ser

- corrompida (1Co 8.7; Tit 1.15; ler depois: Heb 9.14; 10.22) e

1Co 8.7 Mas nem em todos há este conhecimento; mas alguns, com consciência do ídolo, até agora como de coisa sacrificada ao ídolo comem, e a consciência deles, fraca sendo, é contaminada. 

Tt 1.15 Em verdade, todas as comidas são puras para os puros; mas, para aqueles homens tendo sido contaminados e descrentes infiéis, nada é puro; ao contrário, tem sido contaminado até mesmo o entendimento e a consciência deles. 

Hb 9.14 Quanto, muito mais, o sangue do Cristo o Qual, através do Espírito eterno, a Si mesmo ofereceu (sem mancha ou falha) a Deus, purificará as vossas consciências para longe das obras mortas, para prestardes culto ao Deus que está vivendo? 

Hb 10.22 Que nos cheguemos com coração verdadeiro, em inteira certeza de fé, tendo sido aspergidos os corações para longe da má consciência, e tendo sido totalmente banhado o corpo com água pura.

- cauterizada (1Ti 4.2),

Em hipocrisia de homens faladores de mentiras, tendo sido cauterizados com ferro em brasa quanto à própria consciência deles; mas nunca é destruída. (Há muitos casos de pecadores endurecidos que foram movidos pelo testemunho acusador e condenatório da consciência; e a consciência provavelmente será um dos maiores tormentos no inferno Lc 16.23-31).

... ' 25 Disse, porém, Abraão: 'Ó filho, lembra-te que plenamente recebeste tu as tuas coisas boas durante a tua vida, e Lázaro, semelhantemente, as coisas más; agora, porém, este é consolado e tu és atormentado. 26 E, além de tudo isso, entre nós e vós um grande abismo tem sido estabelecido, de forma que aqueles querendo passar daqui para vós não possam, nem tampouco os de lá para nós passem.' 27 E disse ele: 'Rogo-te, pois, ó pai, que o envies à casa da família do meu pai, 28 Porque tenho cinco irmãos; de modo que ele lhes dê pleno testemunho, a fim de que, eles também, não venham para dentro deste lugar de tormento.' 29 Diz-lhe Abraão: 'Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam aos tais.' 30 Ele, porém, disse: 'Não, ó pai Abraão; mas, se um certo homem proveniente de junto dos mortos for até eles, eles se arrependerão.' ...."

- Pergunta 3: É a consciência infalível?

Não: Antes de ser convertido, Saulo fazia o mal (perseguia, prendia, entregava à morte e ajudava na morte de crentes! Atos 8.1,3; 9.3-6),

At 8.1 Saulo, porém, estava consentindo na morte dele. E fez-se, naquele dia, uma grande perseguição contra a assembleia  que estava em Jerusalém; e todos (exceto os apóstolos) foram dispersos através de todas as regiões da Judeia e Samaria. 

At 8.3 Saulo, porém, assolava a assembleia, por todas as casas entrando. E, arrastando varões e mulheres, os entregava para dentro da prisão.

At 9.3-6  ... 4 E, havendo caído sobre a terra, ele ouviu entendendo uma voz dizendo-lhe: "Saulo, Saulo, por que Me persegues?" 5 Disse ele, porém: "Quem és Tu, ó Senhor,?" E o Senhor disse: "EU SOU Jesus, a Quem tu persegues. Dura coisa é para ti desferir coices contra os aguilhões." ...." mas sua falha consciência encarava isso como um bem (Atos 23.1; 1Tm 1.12-15).

At 23.1 Havendo, porém, Paulo fixado os olhos no Sinédrio, disse: "Ó varões irmãos, eu, com toda a boa consciência, tenho me conduzido diante de Deus até este dia." 

1Tm 1.12-15  12 E expresso eu toda a gratidão Àquele me havendo fortalecido, ao Cristo Jesus (o Senhor nosso), porque fiel me estimou ser, havendo-me posto para dentro do encargo de servir, 13 A mim, aquele anteriormente sendo blasfemador e perseguidor e injuriador; mas fui alcançado pela misericórdia, porque sendo ignorante fiz isto na incredulidade, 14 E superabundou a graça de nosso Senhor, juntamente com a fé e o amor (o qual há em Cristo Jesus). 15 Fiel é esta Palavra, e de toda aceitação é digna: que Cristo Jesus veio para dentro do mundo para pecadores salvar, dos quais o principal sou eu;

A consciência julga de acordo com o padrão moral que lhe foi dado; na criação de Adão, tal padrão moral foi o conhecimento da existência de Deus e foi as qualidades morais que Ele concedeu ao homem; mas tudo isto foi pervertido pelo pecado e não mais forma uma base sã e infalível para julgarmos; o único padrão verdadeiro para a consciência é a Palavra de Deus, e ela interpretada pelo Espírito Santo (Rom 9.1).

Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo) 

4.2.2. Intelecto (mente, razão, pensamento) 

O homem foi criado com INTELECTO (mente, inteligência, razão, lógica, capacidade de conhecer, de aprender, de pensar ou raciocinar, de lembrar, de discernir e julgar entre o bem e o mal (o mal que depois entraria no universo). Sim, o homem foi criado com intelecto, em razão dele ter sido criado à imagem e semelhança de Deus. Ver letras 4.2.1.a,b,d,e,g,i, acima. 

4.2.3. Sensibilidade 

(atrai, leva nossos desejos e emoções para o lado do que é bom ou para o lado do que é mau) Pv 11.10.

No bem-estar dos justos exalta a cidade; e perecendo os ímpios, há canto retumbante. 

4.2.4. Vontade

(decide as questões, resolve o que fará). Vontade é o poder da alma escolher entre motivos e direcionar suas atividades subsequentes de acordo com o motivo assim escolhido

A vontade do homem é livre (livre arbítrio) somente no sentido que ele pode escolher fazer qualquer coisa que seja de acordo com sua natureza. 

a) Antes da queda, Adão: 

em cada situação, podia escolher pecar ou não pecar. Ele podia escolher não desobedecer Gn 2.17; mas escolheu dar ouvidos a Eva e não a Deus Gn 3.17; Adão não foi enganado por ninguém, pecou consciente de estar pecando 1Tm 2.14.

Gn 2.17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás  ." 

Gn 3.17 E disse a Adão: "Porquanto deste ouvidos à voz de tua esposa, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo 'Não comerás dela', maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.

1Tm 2.14 E Adão não foi enganado por sedução, mas a mulher, havendo ela sido enganada por sedução, em transgressão tem caído 

b) Do nascimento físico até antes do  nascimento espiritual, o não salvo: 

em cada situação, pode escolher não pecar Rm 3.10-12, 23.

Rm 3.10-12  
10 Como tem sido escrito: "Não há um justo, nem mesmo um só. 11 Não há ninguém que está entendendo; não há ninguém que está buscando a Deus. 
12 Todos se extraviaram, simultânea juntamente se fizeram inúteis. Não há ninguém praticando o bem, não há nem um só.

Rm 3.23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus,

O não salvo pode anelar mudar seu estado moral (Rom 7.18),

Rm 7.18 Porque tenho sabido que não habita  em mim (isto é, na minha carne) nenhuma coisa boa; porque o querer está presente em mim; mas, como realizar aquilo que é bom, não descubro.

Mas não tem poder para fazê-lo. É certeza que seu curso será pecaminoso, mas seu curso não lhe é forçado, e ele é responsável tanto pelos efeitos da sua vontade quanto por ela própria; tanto pelas afeições voluntárias quanto pelos atos voluntários. O Espírito de Deus opera sobre a vontade do homem para fazê-lo voltar-se para Deus, e assim ter a vontade de fazer a vontade de Deus Joã 7.17; Fp 2.13.

Jo 7.17 Caso algum homem deseje fazer a vontade dEle, conhecerá a respeito da Minha doutrina: se ela é proveniente de dentro de Deus, ou se Eu falo proveniente de mim mesmo.

Fp 2.13 Porque Deus é Aquele efetivamente operando em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a Sua boa vontade.

Note "... nem provenientes de dentro de vontade de varão, mas provenientes de dentro de Deus", em João 1.12-13.

12 A tantos, porém, quantos O receberam, Ele deu a estes a autoridade para serem tornados os filhos de Deus, àqueles que estão crendo para dentro do nome dEle, 13 Os quais não foram nascidos provenientes de dentro de sangue, nem provenientes de dentro da vontade da carne, nem provenientes de dentro da vontade do varão, mas provenientes de dentro de Deus.

c) Do nascimento espiritual até a morte ou arrebatamento, o salvo:  

em cada situação, pode escolher não pecar, Rm 6.12-18, embora saibamos que nenhum salvo sempre, infalivelmente o conseguirá 1Jo 1.8.

Rm 6.12-18  12 Não reine, pois, o pecado dentro do vosso corpo mortal, para obedecerdes a ele nas concupiscências dele; 13 Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos  de iniquidade; mas apresentai vós mesmos a Deus (na qualidade daqueles que, provenientes de entre os mortos, estão vivendo) e apresentai os vossos membros a Deus (como instrumentos de justiça).  14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois vós não estais debaixo de lei, mas debaixo da graça.  15 O que, pois? pecaremos nós porque não estamos debaixo de lei, mas debaixo da graça? Nunca seja assim! 16 Não tendes vós sabido que, a quem apresentais a vós mesmos por escravos para obediência, escravos sois daquele a quem obedeceis, quer do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? 17 Gratidão, porém, seja expressa a Deus porque éreis escravos do pecado, mas, provenientes de dentro do coração, obedecestes à forma de doutrina que vos foi entregue.  18 E, havendo vós sido libertados para longe do pecado, fostes tornados escravos para a justiça.

1Jo 1.8 Se dissermos que pecado não temos, a nós mesmos estamos enganando fazendo extraviar, e a Verdade não está em nós. 

d) Depois da morte ou arrebatamento, o salvo: 

Em cada situação, não pode escolher pecar. 1Jo 3.2,6,9

1Jo 3.2 Ó amados, agora filhos de Deus somos, e ainda não foi feito manifesto o que seremos. Mas temos sabido que, quando Ele for feito manifesto, então semelhantes a Ele seremos; porque O veremos assim como Ele é;

1Jo 3.6 Todo aquele que nEle está habitando não está pecando; todo aquele que está pecando  não tem visto a Ele, nem tem conhecido a Ele. 

1Jo 3.9 Todo aquele  tendo sido nascido de Deus, pecado não está praticando, porque a semente dEle nele permanece, e não pode estar pecando, porque Deus tem sido nascido.

Os seres angelicais foram criados na situação em que "podiam escolher pecar ou não pecar"; mas, depois que 1/3 deles escolheu pecar, estes tais eternamente passaram para a situação em que "não podem mais escolher não pecar", jamais podendo se arrepender nem crer, pela eternidade das eternidades, e 2/3 deles escolheu não pecar, eternamente passaram para a situação em que "não podem escolher pecar", jamais podendo deixar de crer, obedecer, amar e servir a Deus, pela eternidade das eternidades das eternidades. Tanto assim que jamais a Bíblia mostra nem sequer a menor sombra de possibilidade de um anjo caído jamais vir a ser salvo, nem de um santo anjo vir a cair, ambos os grupos já estão no seu estado definitivo, imutável, justo e eterno.

Da mesma maneira ocorre com os seres humanos: os homens perdidos que estão no inferno e que estarão no Lago de Fogo estão na situação em que "não podem escolher não pecar", jamais podendo se arrepender nem crer, pela eternidade das eternidades; e os homens salvos, após deixarem este corpo corruptível e ganharem corpo glorificado, passarão para a situação em que "não podem escolher pecar", jamais podendo deixar de crer, obedecer, amar e servir a Deus, pela eternidade das eternidades das eternidades. 

4.3. Origem da Parte Imaterial (alma + espírito) de Cada Homem

4.3.1. Teoria da Preexistência da Parte Imaterial (alma + espírito) de Cada Homem 

A parte imaterial (alma + espírito) de cada homem de hoje teria sido criada ao mesmo tempo de Adão, mas independentemente da criação dele; e, durante os milênios antes de ganhar seu corpo de hoje e nascer, a parte imaterial de cada homem teria pecado, em maior ou menor grau; segundo alguns isto foi no domínio puramente espiritual; segundo outros, foi em preencarnações: Ora, isto é frontalmente, explicitamente contradito por Deus na Sua Palavra: todo pecado e morte resultam do pecado de Adão Rom 5.14-19. Ademais, por que não nos lembraríamos de nada de antes do nascimento? (Heb 9.27 impossibilita reencarnação).

Rm 5.14-19  14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é figura dAquele que está vindo. 15 Mas não como a ofensa assim também é o dom gratuito. Porque se, pela ofensa do um só, os muitos morreram, muito mais a graça de Deus (e o dom gratuito dentro de a graça que é do um só Homem, Jesus Cristo), para os muitos abundou. 16 E não como o foi por operação de um só, havendo ele pecado, assim é o dom: porque o julgamento, em verdade, é proveniente de dentro de um em razão de muitas ofensas, para justificação. 17 Porque, se pela ofensa do um só, a morte reinou por operação do um só, muito mais aqueles que estão recebendo a abundância da graça e do dom gratuito da justiça reinarão em vida por operação deste outro Um só, Jesus Cristo). 18 Assim, pois, como através de uma só ofensa julgamento veio sobre todos os homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um só, o dom gratuito chegou para todos os homens, para justificação da vida. 19 Porque como, através da desobediência de um só homem, pecadores foram feitos muitos, assim também, através da obediência deste outro Um só, justos serão feitos muitos.

Hb 9.27 E, tanto quanto está determinado aos homens uma só vez por todas morrerem, e, depois disso, vem seu julgamento.


4.3.2. Teoria da Criação (por Deus) da Parte Imaterial (alma + espírito) de Cada Homem, Durante a Gravidez 

Esta teoria faz de Deus o criador direto do pecado (se Deus cria a parte imaterial já pecadora a Bíblia contraria isto!) ou faz de Deus o criador indireto do pecado. Se Deus deixa que o contato com o corpo infalivelmente corrompa a parte imaterial e pura (a Bíblia não dá nenhuma margem para isto!).

Além disso, e em qualquer das duas alternativas acima, esta teoria contraria frontalmente Gên 2.1-3 (criação a partir do nada foi encerrada no 6º dia).

 1 Assim os céus e a terra foram acabados, e todo o exército deles. 2 E Deus, havendo no sétimo dia ACABADO a Sua obra que fizera, no sétimo dia CESSOU de toda a Sua obra, que tinha feito. 3 E Deus abençoou o sétimo dia e o santificou; porque nele cessou de toda a Sua obra que Deus criara e fizera.

Há referências que parecem falar de Deus ainda operando em criar cada parte imaterial do homem. Mas, na realidade, tais referências somente implicam criação mediata (oposta de imediata), indireta, antiquíssima, através da longa cadeia dos processos e desenvolvimentos da geração natural, a natureza dos pais gerando as dos filhos, lembrando que "natureza corrompida só pode gerar natureza corrompida" Sal 139.13-14; Jer 1.5.

Sl 139.13-14  13 Pois tens possuído os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. 14 Eu Te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as Tuas obras, e a minha alma sabe disto muito bem.

Jr 1.5 "Antes que Eu te formasse no ventre Eu te conheci, e antes que saísses do útero, Eu te santifiquei; às nações te dei por profeta."

Mil louvores a Deus por ter suprido uma maravilhosa salvação desta trágica regra de herança da natureza pecaminosa e condenada do homem. Rom 5.12,18-19; 1Co 15.22.

Rm 5.12 Por causa disso, do mesmo modo como por operação de um só homem o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, entrou a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos os homens, para o que  todos pecaram.  ... 18 Assim, pois, como através de uma só ofensa julgamento veio sobre todos os homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um só, o dom gratuito chegou para todos os homens, para justificação da vida. 19 Porque como, através da desobediência de um só homem, pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste outro Um só, justos serão feitos os muitos.

1Co 15.22 Porque, assim como em Adão todos morrem, assim também em o Cristo todos serão vivificados. 

4.3.3. Teoria Traduciana, Traducionismo (bíblica, nela cremos) 

(etimologicamente, "traducionismo" vem de "tradux", que significa "um broto para propagação", portanto, secundariamente, "uma herança")

De uma forma que não entendemos bem, todos os homens que poderiam vir a existir foram imediatamente (diretamente) criados por Deus em (dentro de) Adão, tanto a parte imaterial (alma + espírito) quanto a parte material (o corpo). O processo de geração natural traz à existência essas duas partes do homem, a partir dos pais.

Esta teoria:

- Evita os problemas das duas posições anteriores;

- É provada com Escrituras que intimam que derivamos nossa natureza pecaminosa por geração natural: Jó 14.4; 15.14; Sal 51.5; 58.3; Joã 3.6; Efé 2.3;

Jó 14.4 Quem dará uma coisa pura proveniente de dentro de uma impura? Ninguém.

Jó 15.14 Que é o homem, para que seja puro? E o que nasce da mulher, para ser justo?

Sl 51.5 Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.

Sl 58.3 Alienam-se os ímpios desde o útero; andam errados desde que nasceram, falando mentiras.

Jo 3.6 Aquilo tendo sido nascido proveniente de dentro da carne, carne é; e aquilo tendo sido nascido proveniente de dentro de o Espírito, espírito é.

Ef 2.3 Entre os quais também, nós todos, em tempos passados mantivemos conversação e maneira de viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais homens.

- Explica nossa participação no pecado de Adão: estávamos nele (dentro dele, com ele, como parte dele) (do mesmo modo que Levi, ainda estando em Abraão, pagou dízimo a Melquisedeque Heb 7.9-10)! E cometemos o pecado de Adão juntamente com ele!;

9 E, por assim dizer, através de Abraão até mesmo Levi, aquele que dízimos está recebendo, pagou dízimos. 10 Porque ainda nos lombos do seu pai estava ele quando Melquisedeque saiu ao encontro dele.

- Harmoniza-se com Escrituras tais como: Gên 5.3 (semelhança inclui a parte imaterial); Gên 46.26 (pessoas completas saíram dos lombos de Jacó).

Gn 5.3 E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua própria semelhança, conforme a sua imagem, e pôs-lhe o nome de Sete.

Gn 46.26 Todas as almas que vieram com Jacó ao Egito, que saíram dos seus lombos, fora as esposas dos filhos de Jacó, todas foram sessenta e seis almas.

Respostas às objeções ao Traducianismo:

- "Faria Cristo ter herdado natureza pecaminosa de Maria". Resposta: Deus diz que o Palavra sempre existiu (Joã 1.1; 17.5), 
(Jo 1.1) No princípio era a Palavra, e a Palavra estava junto de Deus, e a Palavra era Deus.

(Jo 17.5) E, agora, glorifica-Me Tu, ó Pai, ao lado de Ti mesmo, com aquela glória que Eu tinha ao lado de Ti antes de o mundo existir.

Mesmo que somente na encarnação Ele tomou corpo humano e para sempre fez-se homem perfeito, além de continuar sendo o Deus eterno (Joã 1.14; Heb 10.5).

(Jo 1.14) E a Palavra se fez carne, e estendeu Seu tabernáculo  entre nós (e contemplamos a Sua glória, glória na Sua qualidade de o Filho unigênito  do Pai), cheio de graça e de verdade.

(Hb 10.5) Por isso, entrando para o mundo, Ele diz: "Sacrifício e oferta sacrificial não quiseste, mas um corpo preparaste para Mim;

A natureza pecaminosa vem do pai e não da mãe (pois a Bíblia sempre diz que a herdamos de Adão e nunca de Eva); Cristo não teve pai humano, a parte do pai foi suprida pelo Espírito Santo, em milagre sem paralelo; portanto, Cristo, sendo 100% homem e 100% Deus, não tem natureza pecaminosa.

- "Implicaria divisão da substância total do homem, e isto implica que ela é somente material." Resposta: Isto é verdade quando é o homem que divide algo tal como dinheiro: este tem que ser material e estar em algum local; mas, por um método acima do nosso conhecimento e compreensão, Deus pode ter posto em Adão trilhões de homens (corpo + alma + espírito) em estado potencial. Tudo semelhantemente à vida, que vem se dividindo e sendo transmitida, mas é imaterial.

- "Todos os pecados que Adão e Eva cometeram depois da queda, e nossos pecados, também teriam que ser imputados aos descendentes": Resposta: Não, pois tais pecados posteriores não são de natureza probatória (natureza de teste, de experiência) como o primeiro pecado o foi. 

5. Deveres e Responsabilidades Originais do Homem


a) Dominar sobre toda a natureza Gên 1.26; Heb 2.5-8.

Gn 1.26 E Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança; e domine ele sobre os peixes do mar, e sobre as aves do ar, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o animal rastejante que se arrasta sobre a terra."

Hb 2.5-8  5 Porque não aos anjos sujeitou o mundo que está vindo (a respeito do qual estamos falando), 6 Mas, plenamente testificou, em certo lugar, algum homem, dizendo: "Que é o homem, para que Te lembres dele? Ou o Filho do homem, para que olhes/cuides por Ele? 7 Tu O fizeste menor, por algum pouco, do que os anjos; com glória e com honra O coroaste, e O constituíste sobre as obras das Tuas mãos;  8 Todas as coisas sujeitaste debaixo dos pés dEle." Porque, no sujeitar-Lhe todas as coisas, Ele nada deixou que seja não sujeitado a Ele. Todavia, agora, ainda não vemos todas as coisas tendo sido sujeitadas a Ele. 

b) Cuidar do Jardim de Éden Gên 2.15.

E o SENHOR Deus tomou o homem [Adão], e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.

c) Escolher o nome para cada criatura vivente Gên 2.19-20.

19 Portanto, o SENHOR Deus, havendo formado da terra todo o animal do campo e toda a ave do ar, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a criatura vivente, isso foi o seu nome. 20 E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves do ar, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

d) Amar sua esposa, pondo-a em 1º lugar (depois de Deus, claro), cuidar dela, protegê-la Gên 2.24.

Portanto, o varão deixará o seu pai e a sua mãe, e se achegará e aderirá à sua esposa, e ambos serão uma só carne. 

e) Reproduzir-se e encher a terra Gên 1.28.

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: "Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves do ar, e sobre todo o animal que se move sobre a terra." 

f) Gozar de todos os frutos das inúmeras árvores, exceto de uma, a árvore do conhecimento do bem e do mal (a Bíblia não diz que não haviam árvores similares, do mesmo tipo daquela, só diz que o homem não devia comer daquela árvore individual, específica) Gên 2.16-17.

16 E o SENHOR Deus ordenou ao homem, dizendo: "De toda a árvore do jardim comerás livremente. 17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás." 

6. Prova em Que o Homem Caiu 

Gên 2.15-17

15 E o SENHOR Deus tomou o homem (Adão), e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar. 16 E o SENHOR Deus ordenou ao homem, dizendo: "De toda a árvore do jardim comerás livremente. 17 Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."

- O homem foi criado com uma natureza moral pura e santa, o que é mais que uma natureza sem nenhuma inclinação embutida para pecar: 
(a) se o homem tivesse sido criado pecador como agora o é, Deus teria sido o autor do mal, o que é absurdo por se chocar com Sua natureza e atributos, portanto o homem não foi criado pecador; 
(b) ademais, o homem não foi criado numa condição moral neutra, pois não existe neutralidade moral, neutralidade entre o bem e o mal; 
(c) portanto, o homem foi criado com uma natureza moral santa, pura, imaculada.

- Mas o homem tinha que ter livre arbítrio (a capacidade de escolher pecar ou não pecar contra Deus) senão seria um robô programado e incapaz de genuinamente amar a Deus. Só pode haver amor quando há liberdade de escolher amar e não amar.

- Tendo livre arbítrio, o homem tinha que ser provado, e provado através de proibição.

- O foi, e caiu.

Nenhum anjo jamais conhecerá o perdão, a graça e o amor de Deus: somente nós, os salvos, plenamente sabemos e conhecemos por experiência a infinita maravilha disso, e o conheceremos ainda mais quando estivermos livres deste nosso corpo que se degrada, e ainda mais quando recebermos o corpo glorificado e incorruptível estivermos no nosso estado eterno, definitivamente salvos do nosso pecado e de suas consequências, pelo maravilhoso plano e ação de Deus. Rm 11.33-36; Sl 136.26

Rm 11.33-36  33 Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os Seus juízos, e quão inescrutáveis  os Seus caminhos!  34 Porque quem compreendeu a mente do Senhor? Ou quem Seu conselheiro foi? 35 Ou quem primeiramente deu a Ele, e lhe será pago de volta? 36 Porque provenientes de dentro dEle, e por ação dEle, e para Ele, são todas as coisas. A Ele seja a glória para todos os séculos. Amém.  

Sl 136.26 Rendei graças ao Deus do céu; porque a Sua misericórdia dura para sempre. 

7. Queda do Homem - Fato e Modo 

(A Origem da Natureza Pecaminosa de Todo Homem, no Ato Pessoal de Adão)

Rom 5.12; Gên 3.1-6; ler depois: Rom 5.13-19; 1Ti 2.14

Rm 5.12 Por causa disso, do mesmo modo como por operação de um só homem o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, entrou a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos os homens, para o que  todos pecaram. 

Gn 3.1-6  1 Ora, a serpente era mais sutil que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E ele disse à mulher: "Tem Deus realmente dito: 'Não comereis de toda a árvore do jardim'?" 2 E a mulher disse à serpente: "Do fruto das árvores do jardim comeremos, 3 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: 'Não comereis dele, nem tocareis nele, para que não morrais'." 4 Então a serpente disse à mulher: "Certamente não morrereis." 5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes os vossos olhos se abrirão, e sereis como deuses, sabendo o bem e o mal. 6 E quando a mulher viu que aquela árvore era boa para se comer e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e também deu a seu marido com ela; e ele comeu.

Rm 5.13-19  13 (Porque, até à vinda da Lei, o pecado também estava no mundo. Mas o pecado não é imputado, não havendo lei? 14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é figura dAquele que está vindo. 15 Mas não como a ofensa assim também é o dom gratuito. Porque se, pela ofensa do um só, os muitos morreram, muito mais a graça de Deus (e o dom gratuito dentro de a graça que é do um só Homem, Jesus Cristo), para os muitos abundou. 16 E não como o foi por operação de um só, havendo ele pecado, assim é o dom: porque o julgamento, em verdade, é proveniente de dentro de um em razão de muitas ofensas, para justificação. 17 Porque, se pela ofensa do um só, a morte reinou por operação do um só, muito mais aqueles que estão recebendo a abundância da graça e do dom gratuito da justiça reinarão em vida por operação deste outro Um só, Jesus Cristo). 18 Assim, pois, como através de uma só ofensa julgamento veio sobre todos os homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um só o dom gratuito chegou para todos os homens, para justificação da vida. 19 Porque como, através da desobediência do um só homem, pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste outro Um só, justos serão feitos os muitos.

1Tm 2.14 E Adão não foi enganado por sedução, mas a mulher, havendo ela sido enganada por sedução, em transgressão tem caído.

Ó tremendo pecado de revolta da criatura contra Seu Criador, ó desobediência à lei divina, a mais odienta infidelidade (dar crédito antes ao Diabo do que a Deus), ó descontentamento e inveja contra Deus, ó pensar que Ele havia negado bem e felicidade ao homem, ó orgulho imenso ao desejar ser igual a Deus, ó furto sacrílego daquilo que é de Deus, ó suicídio e homicídio (condenando à morte todos os seus descendentes). Tudo isto com o inominável agravante de ter sido cometido na presença de Deus e por quem conhecia as bênçãos e a comunhão diária com Ele (face a face!), violentando as mais claras convicções da consciência e razão, ambas plenamente iluminadas pelo Espírito de Deus, e a vontade plenamente fortalecida para poder resistir à tentação e sem sofrer qualquer compulsão! 

7.1. Pecado não Existia Desde a Eternidade Passada 

O Dualismo Cósmico ensina: "Há dois princípios eternos e auto-existentes (existem sem nunca terem sido criados), que são inerentes e onipresentes (presentes e impregnando) toda a criação: o bem (ou luz, ou espírito) e o mal (ou trevas, ou matéria), em eterna luta um contra o outro alguns até dizem que dependem um do outro para existir."

Mas esta teoria:

a. Faz Deus finito e limitado (assim, Ele não seria realmente Deus, o único eterno, o todo-poderoso, o todo-soberano, etc.!);

b. Destrói o conceito de pecado como um mal moral (se a natureza pecaminosa é uma parte inseparável do homem e este foi assim criado, então pecar não pode ser moralmente mau);

c. Destrói a responsabilidade do homem. 

7.2. A Pecaminosidade do Homem não se Originou em Deus 

Comentários são totalmente desnecessários à esse respeito! Mas cabe ao leitor lembrar-se ao menos do que consta em Tg 1.13

Ninguém, quando sendo tentado, diga: "Proveniente de junto de Deus estou sendo tentado." Porque Deus é não possível de ser tentado pelo mal, e tenta, Ele mesmo, a ninguém. 

7.3. A Pecaminosidade do Homem não se Originou na sua própria Finitude 

Leibnitz e Spinosa afirmaram: "Pecado foi inevitável por causa da nossa finitude". Resposta: Adão (e nós estávamos dentro dele!) não tinha a mais leve sombra de limitação moral, portanto era capaz de obedecer a Deus perfeitamente.

Outros dizem: "Não conheceríamos o que é o bem moral se não houvesse o mal; este é um necessário elemento na educação do homem, um meio para progresso". Resposta: O que é necessário para o conhecimento do bem não é que o mal seja realmente praticado, mas que saibamos que poderia ter sido praticado. E há um Deus pessoal e bom que capacitou e advertiu o homem, portanto este é o indesculpável autor do seu pecado. 

7.4. A Pecaminosidade do Homem não se Originou no Fato de ter Sentidos, ter Parte Material 

Erram os gnósticos que, sob variados disfarces, ensinam que sentidos e matéria são inerentemente maus: isto é contradito e destruído por Deus em Gênesis 1.31 e outras escrituras, e sempre leva à negação da encarnação de Cristo, alegando que, se a matéria é má, então Jesus Cristo não poderia ser verdadeiro Deus e verdadeiro homem, porque Cristo não é mal de forma nenhuma, portanto Ele não encarnou, não teve corpo material, somente teve a aparência de ser homem e ter corpo. Mt 4.2; Mt 8.24; Mt 21.18; Mc 4.38; Mc 11.12; Lc 4.2; Lc 8.23; Jo 1.14; Jo 4.6; Jo 19.28; Rm 1.3; Gl 4.4; 1Tm 3.16

Mt 4.2 E, havendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois sofreu fome;

Mt 8.24 E eis que uma grande tempestade se levantou no mar, tanto que o barco estava sendo coberto pelas ondas. Ele, porém, dormia.

Mt 21.18 Ora, cedo de manhã, quando voltando para dentro da cidade, sentiu Ele  fome;

Mc 4.38 E estava Ele sobre a popa, sobre a almofada, dormindo. E O despertam, e Lhe dizem: "Ó Professor/Mestre, não Te importa que estamos perecendo?"

Mc 11.12 E, no dia seguinte, havendo eles saído para longe de Betânia, Ele sofreu fome.

Lc 4.2 Por quarenta dias sendo posto à prova pelo Diabo, e não comeu coisa nenhuma naqueles dias; e, havendo eles sido terminados, depois Ele sofreu fome.

Lc 8.23 Enquanto velejando eles, porém, Ele adormeceu. E sobreveio uma tempestade de vento ao lago, e eles estavam sendo enchidos de água, e estavam em perigo.

Jo 1.14 E o Palavra se fez carne, e estendeu Seu tabernáculo  entre nós (e contemplamos a Sua glória, glória na Sua qualidade de o Filho unigênito  de o Pai), cheio de graça e de verdade. 

Jo 4.6 E estava ali o poço de Jacó. Jesus, pois, tendo Se fatigado da Sua jornada, por causa disso estava assentado junto ao poço. Era isto quase à hora sexta . 

Jo 19.28 Depois disso, tendo Jesus conhecido que todas as coisas têm agora sido completadas, e a fim de que fosse cumprida a Escritura, diz: "Tenho sede."

Rm 1.3 Concernente a o Seu Filho (Aquele havendo nascido proveniente de dentro da semente de Davi, quanto à carne,

Gl 4.4 Quando, porém, veio a plenitude do tempo, enviou  Deus o Seu próprio Filho, havendo Ele sido feito proveniente de dentro de mulher, havendo Ele sido tornado debaixo da Lei, 

1Tm 3.16 A coluna e o fundamento da verdade (e unanimemente reconhecido como grande) é o mistério  da dedicação no seguir a Deus: Deus foi manifesto em carne, foi declarado justo em o Espírito, foi visto pelos anjos, foi pregado aos  gentios, foi crido no mundo, e foi recebido acima, dentro de glória! 

7.5. A Pecaminosidade do Homem se Originou no Ato Livre de Adão 

Como o "representante da raça humana" vergonhosamente transgredindo a Lei de Deus e trazendo sobre si (e seus descendentes e toda a criação) corrupção, separação, morte, e condenação de Deus Rm 5.14-19.

14 Todavia, reinou a morte desde Adão até Moisés, até mesmo sobre aqueles não havendo pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é figura dAquele que está vindo. 15 Mas não como a ofensa assim também é o dom gratuito. Porque se, pela ofensa do um só, os muitos morreram, muito mais a graça de Deus (e o dom gratuito dentro de a graça que é]do um só Homem, Jesus Cristo), para os muitos abundou. 16 E não como o foi por operação de um só, havendo ele pecado, assim é o dom: porque o julgamento, em verdade, é proveniente de dentro de um em razão de muitas ofensas, para justificação. 17 Porque, se pela ofensa do um só, a morte reinou por operação do um só, muito mais aqueles que estão recebendo a abundância da graça e do dom gratuito da justiça reinarão em vida por operação deste outro Um só, Jesus Cristo). 18 Assim, pois, como através de uma só ofensa julgamento veio sobre todos os homens, para condenação, assim também, pela justiça de Um só, o dom gratuito chegou para todos os homens, para justificação da vida. 19 Porque como, através da desobediência do um só homem, pecadores foram feitos os muitos, assim também, através da obediência deste outro Um só, justos serão feitos os muitos.

A raça humana estava/era parte de Adão em forma de semente, de modo que, quando Adão pecou, pecamos nele, portanto todos os homens nascem pecadores por natureza Ec 7.20; Sl 51.5; 143.2.

(Ec 7.20) Na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque.

(Sl 51.5) Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.

(Sl 143.2) E não entres em juízo com o Teu servo, porque à Tua vista não se achará justo nenhum homem vivente.

O pecado não ficou restrito somente a Adão e Eva, mas estendeu-se a toda a raça humana, como "culpa herdada" Rm 5.12. Toda a raça humana passou a ser pecadora por natureza. Aos olhos de Deus, o pecado de Adão foi o pecado de todos os seus descendentes. Todos os homens já nascem pecadores Rm 3.23; 7.23; Ef 2.1-2; Mt 15.18-19.

(Rm 5.12) Por causa disso, do mesmo modo como por operação de um só homem o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, entrou a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos os homens, para o que  todos pecaram.

(Rm 3.23) Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus,

(Rm 7.23) Vejo, porém, uma lei de diferente natureza, nos meus membros, batalhando contra a lei do meu entendimento e me levando cativo  para a lei do pecado, aquela estando nos meus membros.

(Ef 2.1) E Ele a vós vivificou, estando vós mortos nas ofensas e nos pecados

(Ef 2.2) Em que, em tempos passados, andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, o espírito que agora está efetivamente operando nos filhos da desobediência.

(Mt 15.18) As coisas, porém, que estão saindo provenientes de dentro da boca, de dentro do coração procedem, e estas são as que contaminam o homem.

(Mt 15.19) Porque provenientes de dentro do coração procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, fornicações, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. 

7.6. Os Passos na Queda de Adão 

Passo 1: Eva ficou sozinha, desprotegida, e próxima ao local proibido, portanto, muito vulnerável  (evitemos tudo isto). Gn 3.1

1 Ora, a serpente era mais sutil que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E ele disse à mulher: "Tem Deus realmente dito: Não comereis de toda a árvore do jardim?"

Passo 2: A Serpente sutilmente insinuou pequena dúvida acerca da Palavra de Deus Gn 3.1 "...Tem Deus realmente dito: 'Não comereis de toda a árvore do jardim'?..." (igualzinho aos críticos textuais e seminários modernos!...) (o Tentador usa instrumentos que não citam Deus completamente, ou não O citam corretamente, ou não O citam e tomam 100% literalmente, ou usam a Palavra distorcendo-a, ou usam verdades parciais mas para malévolos fins, ou enfatizam erradamente, ou enfatizam só uma parte do que Deus disse) evitemos tudo isto.

Passo 3: Eva deteve-se, deu tempo e ouvidos, "conversou" com o Pai da Mentira (evitemos tudo isto). Gn 3.2-3

2 E a mulher disse à serpente: "Do fruto das árvores do jardim comeremos, 3 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: 'Não comereis dele, nem tocareis nele, para que não morrais'."

Passo 4: Eva "educadamente" falsificou a Palavra de Deus (subtraiu a bondade de Deus em "todas" e "livremente" de Gn 2.16;

16 E o SENHOR Deus ordenou ao homem, dizendo: "De TODA a árvore do jardim comerás LIVREMENTE.

E livre e caluniosamente acrescentou "nem tocareis nele"; e abrandou "no dia em que dela comeres, certamente morrerás"  para "para que não morrais") (evitemos tudo isto). Gên 2.17; 3.2-3 (acima). Em contraste, leia, depois Apo 22.18-19; Pro 30.5-6.

(Ap 22.18-19) 18 Porque Eu juntamente testifico a todo aquele que está ouvindo as palavras da profecia deste livro rolo: caso algum homem acrescente a estas palavras, acrescentará Deus sobre ele os flagelos, aqueles tendo sido escritos neste livro/rolo. 19 E, caso algum homem remova proveniente de junto das palavras do grande livro rolo desta profecia, plenamente removerá Deus a sua porção para longe do grande livro rolo de a Vida, e para for da cidade santa, e das coisas  tendo sido escritas neste livro/rolo.

(Pv 30.5-6) 5 Toda a Palavra de Deus é pura; Ele é escudo para os que confiam nEle. 6 Nada acrescentes às Suas palavras, para que Ele não te repreenda e sejas achado mentiroso.

Passo 5: A Serpente encorajada pelos erros de Eva, frontalmente negou parte da Palavra de Deus, negou o castigo devido ao pecado, acusou Deus de mentiroso, egoísta, invejoso, tirano e mau para com Suas criaturas (evitemos tudo isto) Gên 3.4-5.

4 Então a serpente disse à mulher: "Certamente não morrereis."

5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes os vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus sabendo o bem e o mal.

Passo 6: Eva creu no Tentador. Olhou, sim, e Viu: que o fruto da árvore era boa para comer (concupiscência da carne; ler depois: 1Jo 2.16), agradável à vista (concupiscência dos olhos) e desejável para transmitir sabedoria (soberba da vida) Gn 3.6 (evitemos tudo isto).

6 E quando a mulher viu que aquela árvore era boa para se comer e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e também deu a seu marido com ela; e ele comeu.

Passo 7: Eva cedeu e obedeceu ao Tentador: decidiu, tomou, depois comeu Gn 3.6 (evitemos tudo isto)

6 E quando a mulher viu que aquela árvore era boa para se comer e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu, e também deu a seu marido com ela; e ele comeu.

(note que Eva foi enganada [mesmo que isto não deixe de ser pecado], Adão não o foi [pecado consciente, pior]).

Passo 8: Eva tentou a Adão Gn 3.6 (acima) (evitemos tudo isto).

Passo 9: Adão deu ouvidos, cedeu, tomou, depois comeu Gn 3.6. (a Bíblia não diz que Adão foi enganado: Ele pecou consciente e propositadamente, provavelmente por amar mais a Eva que a Deus!...). 

8. Queda do Homem - Consequências Imediatas

8.1. Para Adão e Eva 

a. Perda da aparência pessoal apropriada; consciência do pecado, e da nudez (vergonha dela) Gên 3.7; ler depois, em comparação: Sal 104.2; Mat 13.43; Dan 12.3;

(Gn 3.7) Então os olhos de ambos foram abertos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram aventais  para si.

(Sl 104.2) Ele Se cobre de luz como de uma vestimenta, estende os céus como uma cortina.

(Mt 13.43) Então os justos resplandecerão como o sol, no reinar de o Pai deles. Aquele que está tendo ouvidos para ouvir, ouça.

(Dn 12.3) Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que movem muitos para serem justificados, resplandecerão como as estrelas sempre e eternamente.

b. Medo, fuga, esconder de Deus Gên 3.8-10;

(Gn 3.8) E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração  do dia; e Adão e sua esposa esconderam-se da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim.

(Gn 3.9) E o SENHOR Deus chamou Adão, e disse-lhe: "Onde estás tu?"

(Gn 3.10) E ele disse: "Ouvi a Tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me."

c. Expulsão do jardim Gên 3.23-24;

23 O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. 24 E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que se revolvia ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.

d. Morte espiritual (imediata, a separação foi imediata Gên 3.24, acima)

e. Certeza da morte física Gên 2.17 (dentro do prazo máximo de 1000 anos Gên 5.5) (pois 1000 anos são para o SENHOR como 1 dia Sal 90.4; 2Pe 3.8); leia depois Gên 6.3 (máximo de 120 anos); depois, leia Sal 90.10 (média de 70 anos com saúde).

(Gn 2.17) Mas, da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."

(Gn 5.5) E todos os dias que Adão viveu foram novecentos e trinta anos, e morreu.

(Sl 90.4) Porque mil anos são aos Teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite.

(2Pe 3.8) Esta uma só coisa, porém, não seja ignorada escondida por vós, ó amados: que um só dia, diante de o Senhor, é "como mil anos, e mil anos são como um só dia."

(Gn 6.3) Então o SENHOR disse: "Não contenderá o Meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos."

(Sl 90.10) Os dias dos nossos anos chegam a setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o orgulho deles é labor (cansativo) e dores, pois cedo se corta fora e voamos para longe.

Somente escaparam da morte física Enoque (Gên 5.24) e Elias (2Rs 2.11) (ambos foram arrebatados para o céu, vivos, sem passar pela morte. Mas talvez passarão, se forem as duas testemunhas de Apocalipse). Também escaparão da morte os crentes que estiverem vivos no instante do Arrebatamento antes da 70ª Semana de Daniel e, portanto, antes da Segunda Vinda do Cristo 1Ts 4.15-17.

Gn 5.24 E Enoque andou com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus o tomou para si.

2Rs 2.11 E sucedeu que, ao irem eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu por meio de um redemoinho.

1Ts 4.15 Porque isto vos dizemos dentro da Palavra do Senhor (Jesus): que nós, aqueles (irmãos) vivendo, aqueles restando para a vinda de o Senhor (Jesus), de modo nenhum precedamos aqueles (irmãos) já havendo sido adormecidos. 1Ts 4.16 Porque Ele mesmo, o Senhor (Jesus), em um brado de comando, na voz do arcanjo  e no som da trompa de Deus, descerá proveniente de junto do céu. E os mortos (que morreram) dentro de o Cristo ressuscitarão primeiramente; 1Ts 4.17 Depois nós, aqueles (irmãos) que estaremos vivendo, aqueles (irmãos) que estaremos restando, simultânea e juntamente com eles seremos arrebatados para cima, dentro das nuvens, para o encontro de o Senhor (Jesus), para dentro do ar. E, assim (todos juntos), sempre com o Senhor (Jesus) estaremos.

f. Iminência da morte eterna Gên 2.17 (acima) + Gên 3.19b

(Gn 3.19) No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que retornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e ao pó retornarás ."

(a consumação da morte espiritual é a morte eterna, e esta advém inexoravelmente se não for abolida pela implantação da vida espiritual; ler depois Mat 25.41; Rom 20.14; Apo 21.8):

(Mt 25.41) Então Ele dirá também aos que estiverem à Sua esquerda: 'Apartai-vos para longe de Mim (ó aqueles) tendo sido malditos), para dentro do fogo, o eterno, aquele tendo sido preparado para o Diabo e para os seus anjos:

(Ap 21.8) Quanto aos  medrosos, porém, e aos descrentes, e àqueles tendo sido abominados (por Mim), e aos homicidas, e aos fornicários , e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a porção deles é dentro do lago, aquele que está ardendo com fogo e enxofre, o qual (lago) é a segunda morte."

ler também Rom 6.23; Eze 18.4;

(Rm 6.23) Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, em Jesus Cristo , o Senhor nosso.

(Ez 18.4) Eis que todas as almas são Minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é Minha: a alma que pecar, essa morrerá.

f. Sofrimentos para a mulher no parto;

desejo para (ou contra?) e sujeição ao seu marido. Gên 3.16.

(Gn 3.16) E disse à mulher: "Grandemente multiplicarei o teu sofrimento da tua gravidez; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para  o teu marido, e ele governará sobre ti." 

8.2. Para a Criação 

Reino vegetal: maldição de cardos, abrolhos, espinhos, etc. Gên 3.17-18. (Esta maldição será retirada no Milênio Isa 55.13.)

(Gn 3.17) E disse a Adão: "Porquanto deste ouvidos à voz de tua esposa, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo "Não comerás dela", maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. (Gn 3.18) Também te produzirá espinhos e cardos; e comerás a erva do campo.

(Is 55.13) Em lugar do espinheiro crescerá a faia, e em lugar da sarça crescerá a murta; o que será para o SENHOR por nome, e por sinal eterno, que nunca perecerá.

Reino animal: maldição de ferocidade, carnivorismo, inimizade com os homens e entre animais, nocividade, etc. Gên 9.1-3. (Esta maldição será retirada no Milênio Isa 11.6-9.)

(Gn 9.1) E Deus abençoou a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: "Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra. (Gn 9.2) E o temor de vós e o pavor de vós virão sobre todo o animal da terra, e sobre toda a ave do ar, sobre tudo o que se move sobre a terra, e sobre todos os peixes do mar; eles são entregues nas vossas mãos.(Gn 9.3) Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; como vos tenho dado a erva verde, tudo vos tenho dado agora.

(Is 11.6) E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o jovem leão e o animal cevado estarão juntos, e um menino pequeno os guiará. (Is 11.7) A vaca e a ursa pastarão juntas, seus filhos se deitarão juntos, e o leão comerá palha como o boi. (Is 11.8) E a criança de peito deleitar-se em brincadeiras sobre a toca da áspide, e a criança desmamada colocará a sua mão na cova da venenosa cobra basilisco. (Is 11.9) Não se fará mal nem dano algum em todo o Meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar.

Em particular, o animal serpente foi mais maldito que todos os outros animais, rasteja, Gên 3.14-15, e, mesmo no Milênio, comerá o pó da terra.  Isa 65.25;

(Gn 3.14) Então o SENHOR Deus disse à serpente: "Porquanto fizeste isto, és maldita mais que todo o gado, e mais que todos os animais do campo; andarás sobre o teu ventre, e comerás pó todos os dias da tua vida.(Gn 3.15) E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e o  Semente dela; Este  te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar dEle.

"(Is 65.25) O lobo e o cordeiro se apascentarão juntos, e o leão comerá palha como o boi; e pó será a comida da serpente. Não farão mal nem danificarão em todo o Meu santo monte, diz o SENHOR.

Trabalho: originalmente era somente enorme bênção, depois da queda ficou misturada com a maldição das dificuldade e frustração. Gên 3.17-19;

(Gn 3.17) E disse a Adão: "Porquanto deste ouvidos à voz de tua esposa, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo 'Não comerás dela', maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. (Gn 3.18) Também te produzirá espinhos e cardos; e comerás a erva do campo. (Gn 3.19) No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que retornes à terra  ; porque dela foste tomado; porquanto és pó e ao pó retornarás."

Toda a criação: geme sob maldição (Rom 8.22); Lei da Entropia ou Degeneração (Sal 102.25-27; Mat 24.35; Isa 51.6; 2Pe 3.12,13).

    Rm 8.22 Porque temos sabido que toda a criação  juntamente geme e juntamente sofre dores de parto até agora.

Sl 102.25 Desde a antiguidade fundaste a terra, e os céus são obra das Tuas mãos. Sl 102.26 Eles perecerão, mas Tu permanecerás; todos eles se tornarão velhos e degradados como uma vestimenta; como roupa os mudarás, e ficarão mudados. Sl 102.27 Porém Tu és o mesmo, e os Teus anos nunca terão fim.

    Mt 24.35 O céu e a terra passarão; mas as Minhas palavras nunca e de nenhum modo  passem.

Is 51.6 Levantai os vossos olhos para os céus, e olhai para a terra em baixo, porque os céus serão dissipados como a fumaça, e a terra se envelhecerá como uma roupa, e os seus habitantes morrerão de semelhante modo; porém a Minha salvação durará para sempre, e a Minha justiça não será abolida.

2Pe 3.12 Aguardando em expectativa e anelando e apressando até à  vinda do dia de Deus, por causa do qual (dia) os céus, estando em fogo, serão dissolvidos; e os elemento(s), estando sendo incendiados (com extremo calor), É  derretido e aniquilado? 2Pe 3.13 Mas "novos céus e nova terra," segundo a promessa dEle (Deus), estamos aguardando em expectativa, nos quais (só) a justiça habita; 

8.3. Para Satanás 

Intensa inimizade entre Cristo e Satanás. Eventualmente Cristo esmagaria a cabeça da verdadeira serpente (Satanás) que estava por trás da serpente (o animal), enquanto, para isso, Cristo seria ferido. Gên 3.15; ler depois: Rom 16.20; Isa 53.5.

    Gn 3.15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e o  Semente dela; Este  te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar dEle  ."

   Rm 16.20 E o Deus fonte da  paz despedaçará Satanás debaixo dos vossos pés, em breve. A graça de o nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.

    Is 53.5 Mas Ele foi traspassado por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo corretivo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. 

8.4. Para a Raça Humana 

(além das consequências herdadas de Adão, ver acima)

a. em "Hamartiologia", ver:

    "5. Universalidade do Pecado",

    "6. Imputação e Consequências Raciais (do Pecado de Adão)",

    "7. Pecado e Consequências Finais - Depravação Universal",

    "8. Pecado e Consequências Finais - Culpa Universal",

     "9. Pecado e Consequências Finais - Penalidade Universal".


b. Todos são pecadores e estão debaixo da condenação Rom 5.12; ler depois Rom 3.19; 3.9-10; 3.22-23; Isa 53.6; Gál 3.10; Efé 2.3; Joã 3.36.


Rm 5.12 Por causa disso, do mesmo modo como por operação de um só homem (Adão) o pecado para dentro do mundo entrou e, através do pecado, entrou a morte, também assim a morte atravessou para dentro de todos os homens, para o que  todos pecaram.

    Rm 3.19 Ora, nós temos sabido que tudo o que a Lei diz, aos que estão dentro da Lei o diz, a fim de que toda a boca seja fechada, e culpado  seja todo o mundo diante de Deus.

    Rm 3.9 O quê, pois se conclui? Somos nós (os judeus) mais excelentes do que os gentios? De maneira nenhuma, pois já previamente demonstramos todos (tanto judeus como gregos) eles estarem debaixo do pecado;    Rm 3.10 Como tem sido escrito: "Não há um justo, nem mesmo um só.

    Rm 3.22 Isto é, a justiça de Deus, (que é) através da fé de Jesus Cristo, em direção a todos os homens e sobre todos aqueles que estão crendo. Porque não há diferença,    Rm
3.23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus,

Is 53.6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu próprio caminho; mas o SENHOR fez cair sobre Ele a iniquidade de nós todos.

    Gl 3.10 Porque tantos quantos provenientes de dentro das obras da lei são, debaixo da maldição estão. Porque tem sido escrito: "Maldito é todo aquele que não permanece em todas as coisas, aquelas tendo sido escritas no livro/rolo da Lei, para as fazer."

   
Ef 2.3 Entre os quais também, nós todos, em tempos passados mantivemos conversação e maneira de viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também (o são) os demais homens.

    Jo 3.36 Aquele que está crendo  no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não está crendo nem submetendo-se ao Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele."


c. Os não redimidos estão em impotente cativeiro sob o pecado e Satanás, são filhos deste! Rom 7.14-15,23-24; 1Jo 3.8-10; Joã 8.33-35; Efé 2.3; Joã 8.44; 1Jo 5.19.


Rm 7.14 Porque bem temos sabido que a lei espiritual é; eu, porém,  carnal sou, tendo eu sido vendido sob o pecado.    Rm 7.15 Porque o (mal) que faço  não o aprovo. Porque não o (bem) que quero, isso eu faço. Mas o (mal) que aborreço, isso eu faço.

    Rm 7.23 Vejo, porém, uma lei de diferente natureza, nos meus membros, batalhando contra a lei do meu entendimento e me levando cativo  para a lei do pecado, aquela estando nos meus membros.    Rm 7.24 Ó miserável homem que eu sou! Quem me livrará para fora do corpo desta morte ?

    1Jo 3.8 Aquele que está praticando  o pecado, proveniente de dentro do Diabo é porque desde o princípio o Diabo peca. Para isto foi feito manifesto o Filho de Deus: a fim de que desfizesse as obras do Diabo. 
1Jo 3.9 Todo aquele já tendo sido nascido de dentro de Deus, pecado não está praticando, porque a semente dEle (Deus) nele (o salvo) permanece, e (o salvo) não pode estar pecando, porque proveniente de Deus tem sido nascido.    
1Jo 3.10 Nisto, manifestos são os filhos de Deus e os filhos do Diabo: todo aquele que não está praticando  a justiça não é de Deus, e não o é aquele que não está amando  o seu irmão.

    Jo 8.33 (Os descrentes) responderam-Lhe: "Semente de Abraão somos nós, e nunca a ninguém temos servido como escravos! Como dizes tu: 'Livres serei tornados?"    Jo 8.34 Respondeu-lhes Jesus: "Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que está cometendo pecado, escravo é do pecado.    Jo
8.35 Ora, o escravo não permanece na casa/família para o sempre; mas o filho permanece para o sempre.

    Ef 2.3 Entre os quais também, nós todos, em tempos passados mantivemos conversação e maneira de viver  nos desejos da nossa carne, fazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também (o são) os demais homens.

   
Jo 8.44 Vós sois provenientes de dentro de o vosso pai (o Diabo), e quereis fazer as concupiscências do vosso pai. Ele era homicida desde o princípio, e não se firmava em a verdade, porque não há verdade nele. Quando quer que ele (o Diabo) profira mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e o pai do homem mentiroso.

    1Jo 5.19 Temos sabido que provenientes de dentro de Deus somos, e que o mundo inteiro no Maligno jaz. 

9. Queda do Homem - Consequências Mediatas (longínquas)

9.1. A presente Condição do Homem 

Todos os homens vivos caem em 3 categorias: 

9.1.1. O Homem Natural, 1Cor 2.14 
  
1Co 2.14 O homem natural, porém, não aceita as coisas de o Espírito de Deus, porque loucura para ele são; e não pode chegar ao conhecimento delas, porque espiritualmente  são elas discernidas.

Todo homem ainda não salvo é espiritualmente depravado e é perdido, está a caminho do inferno, não importam suas cultura, esforços, religiosidade. Joã 5.42; Rom 3.10-12; 8.7-8; Efé 2.12.

    Jo 5.42 Mas bem vos tenho conhecido, que não tendes o amor de Deus dentro de vós mesmos.

    Rm 3.10 Como tem sido escrito: "Não há um justo, nem mesmo um só.    Rm 3.11 Não há ninguém que está entendendo; não há ninguém que está buscando a Deus.    Rm 3.12 Todos se extraviaram, juntamente se fizeram inúteis. Não há ninguém (que está continuamente) praticando o bem, não há nem um só.

    Rm 8.7 Porquanto o pensar da carne é inimizade contra Deus; porque à Lei de Deus ela (a carne) não submete a si mesma, porque nem mesmo o pode.    Rm 8.8 E aqueles homens na carne estando, a Deus não podem agradar.

    Ef 2.12 (Lembrai) que estáveis, naquele tempo, sem o Cristo (tendo vós sido separados da comunidade de Israel), e estrangeiros (em relação) às alianças da promessa, esperança não tendo, e sem Deus no mundo; 

9.1.2. O Homem Carnal, 1Cor 31-3 

1Co 3.1 E eu, ó irmãos, não pude falar a vós outros como a (varões) espirituais, mas como a (varões) carnais, a saber, como a bebês em Cristo.    1Co 3.2 Leite vos dei a beber, e não alimento sólido, porque ainda não podíeis suportar alimento sólido, nem tampouco ainda agora podeis.    1Co 3.3 Porque ainda carnais sois. Pois, em vista do fato de que há entre vós inveja, e contendas, e facções, porventura não sois vós carnais? E (porventura) segundo o homem não andais?

O homem canal é um crente, salvo, habitado pelo Espírito Santo, mas que ainda é mais frequente e intensamente controlado pelas paixões da carne do que devia, quando consideramos seu tempo como crente. É um deplorável bebê, que não cresceu, que cai e se machuca mais do que devia, que desejaria evitar isto tudo, mas que presentemente ainda não o está conseguindo.

Importante: não leve a extremos esta verdade de possibilidade de existência de crentes que estão agindo carnalmente, lembre-se de que o número de falsos convertidos (joio) é muitíssimo maior que o dos salvos carnais! Considerar que joio é crente carnal talvez seja a maior desgraça das igrejas atuais, levando a uma "contextualização", um pragmatismo, um falso evangelho que só produz joio a caminho do inferno, três vezes mais condenados que antes, mesmo que eles se considerem salvos e que todos os considerem apenas "crentes carnais, muito carnais, mas salvos, isto é o que importa". 

Se tivéssemos 100 filhos, que seria melhor?

a) Se a proporção fosse de 1 crente carnal para 99 joios indiferenciáveis dele, como parece ser a proporção de hoje, então agirmos como a maioria das igrejas alexandrinas modernas, e tratarmos a todos os 100 como "crentes carnais, muito carnais, mas salvos, isto é o que importa"? (assim, estaríamos ajudando os 99 joios a irem para o inferno). Ou

b) Se a proporção fosse de 99 crentes carnais para 1 joio indiferenciável deles, então tratarmos os 100 como perdidos, orarmos e choramos e jejuarmos por eles todos; falarmos o evangelho a todos eles; com amor e importunação exortarmos todos a se arrependerem crerem e depois viverem como verdadeiros crentes? (assim, provavelmente veríamos o perdido vindo a ser salvo).

Por um lado não queremos ir contra a Bíblia e negar totalmente a possibilidade de haver raros crentes que rara e excepcional e temporariamente agem carnalmente (mas usualmente dão frutos de ser verdadeiros crentes). Por outro lado, porém, cremos que isto deve ser muito raro e exceção, talvez haja 1 verdadeiro salvo agindo carnalmente para cada 10 ou 100 ou 1000 falsos crentes de hoje.

Algumas diferenças entre o crente carnal e o falso salvo:

O salvo carnal logo é severamente disciplinado por Deus 1Cor 5.5; 11.30; Heb 12.5-11; sempre se envergonha quando escorrega para a lama (a ovelha pode escorregar na lama mas tem vergonha disso, pede e aceita ajuda, quer se levantar e sair dela, mas o porco...); tem saudades do primeiro amor junto a Deus e aos irmãos; ao ser instruído tem vergonha da sua presente situação. Exemplos em Sansão, Ló, o incestuoso de Corinto, etc.

    1Co 5.5 Abandonarmos o tal a Satanás, para a destruição da carne, para o espírito vir a ser preservado no dia de o Senhor Jesus.

    1Co 11.30 Por causa disto, entre vós muitos estão fracos e doentes, e estão sendo adormecidos  muitos.

Hb 12.5 E já tendes completamente sido feitos esquecer da exortação, a qual convosco, como com filhos, de forma completa argumenta: "Ó filho Meu, não desprezes tu a paternal instrução até por castigos do Senhor, e não sejas tu afrouxado quanto a força, quando por Ele for repreendido.    Hb 12.6 Porque a quem o Senhor ama, Ele paternalmente instrui até por castigos, e açoita a todo filho a quem Ele recebe."    Hb 12.7 Se paternal instrução até por castigos pacientemente suportais, (percebes que) como a filhos vos está tratando Deus; porque quem é o filho a quem não paternalmente instrua até por castigos o seu pai?    Hb 12.8 Se, porém, estais sem paternal instrução até por castigos, da qual têm sido feitos participantes todos, então bastardos sois, e não filhos. ....    Hb 12.11 E toda a paternal instrução por castigos, quanto ao tempo sendo presente, em verdade não parece de gozo ser, senão de tristeza; mas, depois, um fruto pacífico de justiça (para aqueles tendo sido exercitados por intermédio dela) produz.

Quanto ao joio, talvez só sofra na ocasião da ceifa, e usual e costumeiramente não dá o menor sinal que jamais foi realmente um salvo.

Contraste Pedro contra Judas, Davi (mesmo tendo caído quanto Betsebá e Urias) contra Saul, Eli contra Balaão, etc.

Não vemos os corações, não sabemos diferenciar perfeitamente entre um crente sincero mas carnal, e um falso crente. Portanto, nem nós nem os anjos podemos bater o martelo de sentença definitiva e irrevogável "este é falso crente a caminho do inferno, e aquele é crente carnal mas vai para o céu". Mas, mesmo sem batermos tal martelo, podemos e devemos ver e tratar todas as pessoas segundo os seus frutos, as suas evidências externas Tia 2.14-26.

Tg 2.14 Qual é o proveito, ó irmãos meus, se fé disser algum homem ter, as obras, porém, ele não tenha? Porventura pode a tal fé salvá-lo?    Tg 2.15 Caso, porém, um irmão ou uma irmã nus estejam, e tendo falta estejam do quotidiano mantimento,    Tg 2.16 E lhes disser algum homem "Ide em paz, aquentai-vos e sede saciados," e vós não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo , qual é o proveito disso?    Tg 2.17 Assim, também a fé, se não tiver obras, morta  está quanto a si mesma.    Tg 2.18 Mas, porventura, dirá algum homem: "Tu fé tens, e eu tenho obras? Mostra-me esta tua fé sem  as tuas obras, e eu te mostrarei, a partir das minhas obras, a minha fé."    Tg 2.19 Tu crês que um só Deus há. Bem fazes. Mas até mesmo os demônios creem nisto, e estremecem! Tg 2.20 Mas queres tu saber, ó homem vão, que fé sem as obras morta é?    ... 

9.1.3. O Homem Espiritual, 1Cor 2.15 

1Co 2.15 O homem espiritual, porém, examina/ julga, em verdade, todas as coisas; ele mesmo, porém, por nenhum homem é examinado julgado.

O homem espiritual é o salvo que normalmente é controlado pelo Espírito Santo de Deus. Normalmente, todo crente deve a cada ano de vida ser mais controlado pelo Espírito, depender mais de Deus, ter mais comunhão com Ele, conhecê-Lo melhor, conhecer melhor Sua Palavra, ser mais firme na doutrina e na fé, crescer mais na direção da estatura de Cristo. Gál 2.20; Efé 4.13; Flp 1.23; 2Tim 4.7.

    Gl 2.20 Com o Cristo tenho eu sido juntamente crucificado; no entanto, vivo eu; todavia, não mais eu mas o Cristo vive em mim. Aquela vida, porém, que agora vivo na carne, eu a vivo dentro de a fé, aquela fé no Filho de Deus, Aquele havendo-me amado e havendo entregado a Si mesmo para benefício e em lugar de mim.

    Ef 4.13 Até que cheguemos, todos nós, à unidade de a Fé  e do pleno conhecimento do Filho de Deus, a varão completamente desenvolvido, à medida da estatura da plenitude de o Cristo,

    Fp 1.23 Porque sou imprensado dos dois lados, o desejo tendo eu para o soltar as amarras e partir, e juntamente com o Cristo estar, porque isto é ainda muito melhor.

    2Tm 4.7 A boa luta  tenho esforçadamente lutado. A minha carreira tenho completado. À Fé  tenho preservado e obedecido. 

10. O Destino do Homem

10.1. Falsas Teorias Sobre o Destino do Homem:

a. Nirvana 

Hindus e budistas ensinam que raros homens, ainda em vida, em raras ocasiões chegam a uma superação de todo apego aos sentidos, ao material e à existência pessoal e individual; que todos os homens, na morte (talvez depois de suficientes reencarnações), cessam toda sua existência pessoal e identidade individual, são "apagados" (como uma vela) na imperturbável serenidade da mente, após terem sido finalmente extintos todos os desejos, aversões e desilusões, e são "apagados"; despersonalizados; absorvidos pelo 'princípio doador de vida do universo.' Deus, destrói essa heresia em Mt 17.3; 1Co 15.12-20, 42-49

Mt 17.3 E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, conversando juntamente com Ele. Moisés tinha morrido mais de 2000 anos antes, Elias sido arrebatado vivo mais de 700 anos antes, mas continuavam pessoas, indivíduos conscientes e independentes.
    1Co 15.12-20  12 Uma vez, porém, que o Cristo é pregado, que dentre os mortos tem sido ressuscitado, como dizem alguns, de vós, que ressurreição de mortos não há?  13 Se, porém, a ressurreição dos mortos não há, então também o Cristo não tem sido ressuscitado. 14 E, se o Cristo não tem sido ressuscitado, então em vão é a nossa pregação, e em vão também é a vossa fé. 15 E, assim, somos considerados também como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos concernente a Deus, que Ele ressuscitou o Cristo, o qual, porém, Deus não ressuscitou, se assim fosse que os mortos não são ressuscitados. 16 Porque, se os mortos não são ressuscitados, então também não o Cristo tem sido ressuscitado. 17 Se, porém, o Cristo não tem sido ressuscitado, em vão a vossa fé é, e ainda permaneceis nos vossos pecados. 18 E também fizeram-se perecer aqueles havendo sido adormecidos já estando em Cristo. 19 Se somente nesta vida estamos tendo esperança em Cristo, os mais miseráveis de todos os homens somos. 20 Mas, de fato, o Cristo tem sido ressuscitado para fora de entre os mortos, e AS PRIMÍCIAS daqueles tendo sido adormecidos foi Ele feito. Cristo foi o primeiro a ressuscitar em corpo glorificado (mantendo personalidade e individualidade) e todos os crentes o seguirão (mantendo personalidade e individualidade). Em tudo seremos iguais a Cristo, exceto em Sua divindade.
  1Co 15.42-49  42 Assim também é a ressurreição dos mortos. O corpo é semeado em corrupção, é ressuscitado em incorruptibilidade. 43 É semeado em ignomínia, é ressuscitado em glória. É semeado em fraqueza, é ressuscitado em poder. 44 É semeado corpo natural, é ressuscitado corpo espiritual. Há corpo natural, há também corpo espiritual.  45 Assim também tem sido escrito: foi feito o primeiro homem, Adão, 'uma alma que está vivendo; 'o último Adão' foi feito um espírito que está vivificando. 46 Mas não veio primeiro o corpo espiritual, senão o natural; depois veio o corpo espiritual.  47 O primeiro homem, proveniente de dentro da terra, é de natureza de pó de terra; o segundo Homem, o Senhor, é proveniente de dentro do céu. 48 Tal como é aquele homem de natureza de pó de terra, assim também são aqueles homens de natureza de pó de terra. E, tal como é aquele Homem de natureza celestial, assim também são aqueles homens de naturezas celestiais. 49 E, assim como trouxemos a apresentação físico corporal daquele homem de natureza de pó de terra, assim traremos também a apresentação físico corporal daquele Homem de natureza celestial. 

b. Restauracionismo 

Orígenes distorceu 1Co 15.22; Ef 1.10; 1Tm 2.3-4; 4.10; 1Pe 3.18-19 (mas eles se aplicam aos já salvos!)

    1Co 15.22 Porque, assim como em Adão todos morrem, assim também em o Cristo todos serão vivificados.

    Ef 1.10 Para, na dispensação da plenitude dos tempos, tornar a pôr sob uma só cabeça todas as coisas, em o Cristo. Tanto as coisas nos céus, como as coisas sobre a terra; a saber, nEle:

    1Tm 2.3-4  3 Porque isto é bom e agradável aos olhos de o nosso Salvador, Deus, 4 O Qual deseja todos os homens serem salvos e, para dentro do pleno conhecimento da verdade, virem.

    1Tm 4.10 Porque, para isto, tanto estamos trabalhando como somos injuriados, pois temos esperado sobre o Deus que está vivendo, o Qual é o Preservador de todos os homens, principalmente dos crentes.  

    1Pe 3.18-19  18 Porque também o Cristo, de uma só vez por todas, por causa dos nossos pecados  padeceu, o justo em lugar dos injustos, a fim de que nos levasse a Deus; em verdade, tendo Jesus sido feito morrer na carne, mas havendo Ele sido vivificado pelo Espírito;  19 Em Quem, também, o Cristo, aos espíritos em prisão. 
Havendo ido, pregou, e ensinou que, após a morte, todos os homens (e até Satanás e os demônios) terão uma 2ª chance para crer e receber o Cristo como Salvador Senhor Deus, e todos (e até Satanás e os demônios) o farão, portanto tudo será restaurado à exata e perfeita situação de antes da queda de Adão. Deus destrói tal heresia em Pv 29.1; Jo 3.3,16-18; Lc 16.19-31;

    Pv 29.1 O homem que muitas vezes repreendido não dobra a sua nuca, de repente será completamente quebrado em pedaços, sem que haja cura.

    Jo 3.3 Respondeu Jesus e lhe disse: "Em verdade, em verdade te digo: se algum homem não for de novo nascido, não pode ver o reinar de Deus."

    Jo 3.16-18  16 Porque de tal maneira amou Deus ao mundo que ao Seu Filho, o Seu unigênito, deu, a fim de que todo aquele que está crendo  nEle não se faça perecer, mas tenha a vida eterna.  17 Porque Deus não enviou o Seu Filho para o mundo a fim de que condene o mundo, mas a fim de ser o mundo salvo através dEle. 18 Aquele que está crendo  nEle não é condenado; aquele, porém, que não está crendo nEle já tem sido condenado, porquanto não tem crido no nome do unigênito  Filho de Deus.

Lc 16.19-31  19 Ora, um certo homem rico havia, e vestia-se ele de púrpura e de linho finíssimo, regaladamente vivendo em esplendor todos os dias. 20 Também um certo mendigo havia, por nome Lázaro, que tinha sido lançado ao portão daquele, tendo sido enchido de chagas, 21 E intensamente desejando ser farto das migalhas que estão caindo da mesa do rico: mas até mesmo os cães, vindo, lambiam as suas chagas. 22 E aconteceu morrer o mendigo e ser ele levado pelos anjos para dentro do seio de  Abraão. E morreu também o rico, e foi sepultado.  23 E, dentro do inferno, havendo ele erguido os seus olhos, estando em tormentos, vê Abraão ao longe, e Lázaro nos seios  dele.  24 E ele, havendo clamado alto, disse: 'Ó pai Abraão, tem tu misericórdia de mim, e envia Lázaro a fim de que temporariamente mergulhe a ponta do seu dedo na água e refresque a minha língua, porque estou atormentado nesta chama.' 25 Disse, porém, Abraão: 'Ó filho, lembra-te que plenamente recebeste tu as tuas coisas boas durante a tua vida, e Lázaro, semelhantemente, as coisas más; agora, porém, este é consolado e tu és atormentado. 26 E, além de tudo isso, entre nós e vós um grande abismo tem sido estabelecido, de forma que aqueles querendo passar daqui para vós outros não possam, nem tampouco os de lá para nós passem.' 27 E disse ele: 'Rogo-te, pois, ó pai, que o envies à casa família do meu pai, 28 Porque tenho cinco irmãos; de modo que ele lhes dê pleno testemunho, a fim de que, eles também, não venham para dentro deste lugar de tormento.' 29 Diz-lhe Abraão: 'Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam aos tais.' 30 Ele, porém, disse: 'Não, ó pai Abraão; mas, se um certo homem proveniente de junto dos mortos for até eles, eles se arrependerão.' 31 Diz-lhe, porém, Abraão: 'Se a Moisés e aos Profetas eles não dão ouvidos, tampouco serão persuadidos, nem mesmo se algum certo homem ressuscitasse para fora de entre os mortos'." 

c. Materialismo 

Ateístas ensinam que não há Deus, nem alma, nem espírito, nem vida após morte, e cada morto deixa para sempre de existir, e apodrece para ser o eterno nada. A Palavra de Deus, a Bíblia, destrói tal heresia em 1Co 15.50-57.

1Co 15.50-57  50 E isto digo, ó irmãos: que carne e sangue o participar no reinar de Deus não podem herdar, nem a corrupção à incorruptibilidade herda. 51 Eis, aqui, um mistério  vos digo: em verdade, nem todos nós  seremos adormecidos; todos nós, porém, seremos transmutados;  52 Em um momento, em um abrir e fechar de um olho, no som da trompa final; porque ela trombeteará, e os  mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e, nós, seremos transmutados.  53 Porque é necessário isto que é corruptível revestir-se da incorruptibilidade, e isto que é mortal revestir-se da imortalidade.  54 E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então será cumprida a palavra, aquela tendo sido escrita: "Completamente tragada foi a morte para dentro da vitória". 55 "Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó sepultura, a tua vitória?" 56 Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. 57 Mas a Deus gratidão seja expressa, o Qual nos está dando a vitória por ação de o nosso Senhor Jesus Cristo. 

d. Aniquilacionismo 

Testemunhas de Jeová distorcem Sl 37.9; 145.20

    Sl 37.9 Porque os malfeitores serão desarraigados*; mas aqueles que esperam no SENHOR herdarão a terra. 
{*"karath" é aplicado a Cristo em Dn 9.26, mas Ele, no Calvário, não foi aniquilado, não se transformou em nada}

    Sl 145.20 O SENHOR guarda preserva a todos os que O amam; mas destruirá* todos os ímpios. 
{*"shamad" é usado sobre Egito e Israel, sem significar aniquilamento, a transformação em nada}

E ensinam que os ímpios serão, algum dia, "descriados", aniquilados, terão a criação e existência canceladas, serão transformados em nada. Deus destrói tal heresia em Mt 25.46; Ap 14.9-11.

    Mt 25.46 E partirão estes para dentro do castigo eterno; os justos, porém, partirão para dentro da vida eterna.

Ap 14.9-11  9 E o terceiro anjo os seguiu, dizendo em grande voz: "Se algum homem à Besta Feroz  adora, e à imagem dela, e se recebe a marca/sinal dela sobre a testa dele ou sobre a mão dele,  10 Também ele beberá do vinho da ira de Deus, aquele tendo sido derramado para fora, não diluído, no cálice da Sua ira. E será atormentado em fogo e enxofre na presença dos santos anjos e na presença do Cordeiro. 11 E a fumaça do tormento deles sobe para os séculos dos séculos. E não têm repouso, dia e noite, aqueles que estão adorando a Besta Feroz  e a sua imagem, e quem quer  que recebe a marca/sinal do seu nome. 

e. Sono da alma 

Adventistas do 7º Dia ensinam que, entre a morte e a ressurreição, todas as almas ficam dormindo, inconscientes. 2Co 5.6-9; Fp 1.23-24; Ap 6.9-12. A Bíblia destrói esse ensino. Lembre-se também da história (não parábola) do rico e de Lázaro.

    2Co 5.6-9  6  Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor. 7 (Porque andamos por fé, e não por vista). 8 Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor. 9  Pois que muito desejamos também ser-lhe agradáveis, quer presentes, quer ausentes.

Fp 1.23-24  23 Porque sou imprensado dos dois lados, o desejo tendo eu para o soltar as amarras e partir, e juntamente com o Cristo estar, porque isto é ainda muito melhor.  24 Mas permanecer eu na carne  julgo mais necessário, por amor a vós outros. 

   Ap 6.9-12  9 E, quando Ele abriu o quinto selo, vi, por debaixo do altar de holocaustos, as almas daqueles homens tendo sido mortos por causa de a Palavra de Deus, e por causa do testemunho que mantinham. 10 E clamavam com grande voz, dizendo: "Até quando, ó Dono e Senhor, o Santo e o Verdadeiro, não julgas e tomas vingança do nosso sangue desde aqueles que estão habitando sobre a terra?" 11 E foram dadas a cada um deles compridas vestes brancas, e lhes foi dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que se completasse  o número tanto dos seus companheiros escravos como dos seus irmãos, aqueles estando para ser mortos igualmente como também eles foram.  12 E olhei, quando Ele abriu o sexto selo, e eis que um grande tremor de terra houve; e o sol tornou-se negro como pano de saco de cilício  feito de crina pelo, e a lua tornou-se como se fosse sangue; 

f. Purgatório 

Católicos ensinam que os homens que morrerem em paz com a Igreja Católica, tendo somente "pecadinhos" veniais (e não mortais), passarão por sofrimentos penais e purificadores durante um tempo que é indeterminado, mas um tempo que poderá ser diminuído (não se garante quanto) através de ofertas, e de serviços prestados à Igreja Católica, e através de missas (quase sempre pagas) em favor deles. Deus, porém, destrói tal heresia em He 9.11-14,24-28;10.12,16-17.

   Hb 9.11-14  11 Mas, o Cristo havendo vindo (o sumo sacerdote das boas coisas que estão vindo), então, através do maior e mais perfeito Tabernáculo (não feito por mãos, isto é, não desta criação), 12 E não através do sangue de bodes e bezerros; através, porém, de o Seu próprio sangue, entrou de uma só vez por todas para os santos lugares, uma eterna redenção para nós havendo Ele obtido. 13 Porque, se o sangue dos touros e bodes (e as cinzas de uma novilha aspergindo aqueles homens tendo sido contaminados), os santifica para produzir a pureza da carne,  14 Quanto, muito mais, o sangue de o Cristo, o Qual, através de o Espírito eterno, a Si mesmo ofereceu, sem mancha ou falha) a Deus purificará as vossas consciências para longe das obras mortas, para prestardes culto a o Deus que está vivendo? 

   Hb 9.24-28  24 Porque não para os santos lugares  feitos por mãos entrou o Cristo (os quais são figuras em lugar dos verdadeiros), mas entrou para o próprio céu, para agora ser manifesto perante a face de Deus, para nosso benefício;  25 E também não entrou a fim de que muitas vezes ofereça (a Si mesmo), como o sumo sacerdote entra para os santos lugares  cada ano (com sangue de outro);  26 De outra maneira, era necessário Ele muitas vezes padecer desde a fundação do mundo. Agora, porém, de uma só vez por todas, sobre a consumação dos séculos, para aniquilamento do pecado por intermédio do sacrifício de Si mesmo, Ele tem sido manifestado.  27 E, tanto quanto está determinado aos homens uma só vez por todas morrerem, e, depois disso, vem seu julgamento, 28 Assim também o Cristo, uma só vez por todas havendo sido oferecido para de muitos homens carregar para cima  os pecados deles, da segunda vez, à parte do pecado deles, aparecerá àqueles que O estão aplicadamente esperando: para salvação. 

   Hb 10.12 Ele, porém, uma única vítima sacrificial em lugar dos  pecados havendo oferecido para a perpetuidade, assentou-Se à destra de Deus, 

   Hb 10.16-17  16 "Este é o testamento que Eu estabelecerei para com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Pondo as Minhas leis sobre os corações deles, e sobre as suas mentes as insculpirei", acrescenta:  17 "E dos pecados deles e dos seus desprezos às leis de modo nenhum seja Eu lembrado nunca mais." 

g. Limbo 

O católico Agostinho (pai de tantas heresias) e os demais católicos ensinam que, devido ao pecado original, os recém-nascidos (e os mentalmente incapazes) que morrerem antes de ser batizados receberão a mais branda condenação: não receberão penas pessoais, mas ficarão eternamente no local/estado do "limbo" ("esquecimento, em completa isolação"), não podendo jamais ser elevados ao Paraíso para gozar da beatífica visão e presença de Deus. Mas Deus destrói essas heresias em Mt 18.1-10; Mt 19.14; 2Sm 12.14-31.

Mt 18.1-10  1 Naquela mesma hora, chegaram os discípulos a Jesus, dizendo: "Quem, ora finalmente, o maior é no reinar dos céus?" 2 E, havendo Jesus chamado a Si um menininho, o pôs no meio deles, 3 E disse: "Em verdade vos digo que, se não fordes convertidos e não vos fizerdes como os menininhos, de modo nenhum entrareis para o reinar dos céus. 4 Quem quer, pois, que a si mesmo fizer humilde tal como este menininho o é esse o maior no reinar dos céus. 5 E todo e qualquer homem que, a um só menininho semelhante a este receba sobre o Meu nome, a Mim recebe. 6 Todo e qualquer homem, porém, que ponha pedra de tropeço para um só destes pequeninos (aqueles que estão crendo em Mim), melhor lhe é que seja pendurada sobre  o seu pescoço uma pedra de moinho movida a jumento, e ele seja afundado na profundeza do mar.  7 Ai do mundo, por causa das pedras de tropeço! Porque necessário é virem pedras de tropeço; no entanto, ai daquele homem por operação de quem a pedra de tropeço vem! 8 Se, porém, a tua mão ou o teu pé te escandaliza, corta-os fora, e atira-os para longe de ti: melhor te é entrar na vida destituído de pés, ou amputado, do que, tais duas mãos ou dois pés tendo tu, seres lançado para dentro do fogo, o eterno. 9 E, se o teu olho te é isca de armadilha, arranca-o e atira-o para longe de ti: melhor te é para a vida entrar com um só olho, do que, dois olhos tendo tu, seres lançado para dentro do Inferno  do fogo.  10 Vede, não desprezeis um sequer destes pequeninos, porque Eu vos digo que os seus anjos, nos céus, continuamente contemplam a face do Meu Pai, Aquele que está nos céus.

    Mt 19.14 Jesus, porém, disse: "Permiti vós aos menininhos, e não os impeçais de vir até Mim; porque dos semelhantes  a estes é o reinar dos céus."
    2Sm 12.21-23 ... 21 E disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém depois que morreu a criança te levantaste e comeste pão. 22 E disse ele: Enquanto a criança ainda estava viva, jejuei e chorei, porque dizia eu: Quem sabe se DEUS Se compadecerá de mim, e viverá a criança? 23 Porém, agora que está morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim. 

h. Reencarnação 

Espíritas e a maioria das religiões orientais ensinam que, algum indefinido tempo depois da morte, o espírito de cada pessoa toma novo corpo, ela reencarna (toma nova carne). Se na vida anterior fez mais bem que mal, reencarna num estado mais elevado e recebe recompensas, senão reencarna num estado inferior e recebe castigos para que, talvez, aprenda e evolua. Esta é a fatalista lei do karma: qualquer ato, por mais insignificante, será rebatido de volta à pessoa (na atual vida ou na seguinte) com igual impacto: bem (ou mal) será retornado em paga a cada bem (ou mal) feito. Deus fez escrever uma fatal negação da reencarnação:

Hb 9.27 E, tanto quanto está determinado aos homens uma só vez por todas morrerem, e, depois disso, vem seu julgamento. 

10.1. O que diz a Bíblia Sobre o Destino do Homem:

a. Antes da Cruz 

Primeiramente, vejamos o significado de Hades (Grego) e Sheol (Hebraico):

Eles são a mesma coisa: um local, local real (não um estado mental), inescapável, de sofrimento terribilíssimo e consciente, de todos os homens perdidos (todos os que não creram biblicamente), depois que morrerem. No julgamento do Grande Trono Branco, o inferno (com todos seus moradores) será lançado no Lago de Fogo, que é diferente (e muito pior) e eterno, imutável, definitivo, inescapável.

Antes da crucificação de Cristo (mas não depois!), o Hades/Sheol tinha um 2º compartimento, abençoado, dos salvos, chamado de Paraíso ou Seio de Abraão, e somente o contexto nos diz qual compartimento (de bênçãos ou de castigo, ambos eternos) está sendo referido, Lc16.23.

E, dentro do inferno, havendo ele erguido os seus olhos, estando em tormentos, vê Abraão ao longe, e Lázaro no seio  dele.

Transliterar {שְׁאוֹל}(pronúncia "shirról") para "Sheol", e transliterar "ᾅδης"(pronúncia ha'-d̮is) como "Hades" ao invés de sempre traduzi-los, é covardia, é não dizer toda a verdade, é permitir (ou mesmo desejar) que as pessoas entendam tudo erroneamente!

Quando o contexto possível é de castigo dos perdidos, usar as transliterações Hades/ Sheol é desejar que as pessoas entendam que significam apenas (ou também) sepultura ou morte, é mentir; portanto, a única tradução correta é a tradicional: inferno! Ver o verbete Hades em Vine's Expository Dictionary Of New Testament Words; e em E.W Bullinger A Critical Lexicon and Concordance to the English and Greek New Testament, page 369; e em C.I. Scofield Reference Bible, sob Lucas 16.23. 

Agora, continuemos:

Ao morrerem, antes da crucificação de Cristo, os salvos iam imediatamente para a metade do inferno chamada de Paraíso, ou Seio de Abrão, de indescritível felicidade, intransponivelmente separado das chamas da outra metade (compare com Dn 3.19-27) Lc 23.43; 16.19-31. Já os perdidos, iram imediatamente para a metade em chamas, de sofrimento inimaginável, real, inescapável Lc 16.19-31.

    Dn 3.19-27  .... 23 E estes três homens, Sadraque, Mesaque e Abednego, caíram atados para dentro da fornalha de fogo ardente. 24 Então o rei Nabucodonosor ficou atônito, e se levantou depressa; falou, dizendo aos seus conselheiros: Não lançamos nós, dentro do fogo, três homens atados? Eles responderam e disseram ao rei: É verdade, ó rei. 25 Nabucodonosor respondeu, dizendo: Mas eis que eu vejo quatro homens soltos, que andam passeando no meio do fogo, sem sofrer nenhum dano; e o aspecto do quarto é semelhante ao Filho de Deus.  26 Então, aproximando-se Nabucodonosor da porta da fornalha de fogo ardente, falou, dizendo: Sadraque, Mesaque e Abednego, servos do Deus Altíssimo, saí e vinde aqui! Então Sadraque, Mesaque e Abednego vieram à frente, para fora do meio do fogo. 27 E reuniram-se os sátrapas, os capitães, os governadores e os conselheiros do rei e, contemplando estes homens, viram que o fogo não tinha tido poder algum sobre os seus corpos; nem um só cabelo da sua cabeça se tinha queimado, nem as suas capas se mudaram, nem cheiro de fogo tinha passado sobre eles. 

    Lc 23.43 E lhe disse Jesus: "Em verdade, a ti digo Eu que: hoje mesmo comigo estarás tu, dentro do Paraíso." 

Lc 16.19-31.... 22 E aconteceu morrer o mendigo e ser ele levado pelos anjos para dentro do seio de  Abraão. E morreu também o rico, e foi sepultado.  23 E, dentro do inferno, havendo ele erguido os seus olhos, estando em tormentos, vê Abraão ao longe, e Lázaro nos seios  dele.  24 E ele, havendo clamado alto, disse: 'Ó pai Abraão, tem tu misericórdia de mim, e envia Lázaro a fim de que temporariamente mergulhe a ponta do seu dedo na água e refresque a minha língua, porque estou atormentado nesta chama.' 25 Disse, porém, Abraão: 'Ó filho, lembra-te que plenamente recebeste tu as tuas coisas boas durante a tua vida, e Lázaro, semelhantemente, as coisas más; agora, porém, este é consolado e tú és atormentado. 26 E, além de tudo isso, entre nós e vós um grande abismo tem sido estabelecido, de forma que aqueles querendo passar daqui para vós outros não possam, nem tampouco os de lá para nós passem.' 27 E disse ele: 'Rogo-te, pois, ó pai, que o envies à casa/família do meu pai, 28 Porque tenho cinco irmãos; de modo que ele lhes dê pleno testemunho, a fim de que, eles também, não venham para dentro deste lugar de tormento.' 29 Diz-lhe Abraão: 'Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam aos tais.' 30 Ele, porém, disse: 'Não, ó pai Abraão; mas, se um certo homem proveniente dos mortos for até eles, eles se arrependerão.' 31 Diz-lhe, porém, Abraão: 'Se a Moisés e aos Profetas eles não dão ouvidos, tampouco serão persuadidos, nem mesmo se algum certo homem ressuscitasse de entre os mortos'." 

Note: 
a) anjos acompanham/levam os crentes ao Paraíso; 
b) talvez haja um corpo intermediário pré-ressurreição, para os salvos e para os perdidos; 
c) irônico, um perdido, no inferno, orando pela evangelização e salvação de vivos; 
d) pouco depois, Jesus ressuscitou um outro Lázaro, mas os judeus que viram (ou ouviram a respeito de) este milagre não abriram seus corações para salvação, ao contrário, decidiram matar o Cristo e Lázaro Jo 11.53; 12.10-11.

    Jo 11.53 Desde aquele dia em diante, pois, eles se consultaram juntamente, a fim de que O matem.

    Jo 12.10-11  10 E tomaram deliberação os principais dos sacerdotes, a fim de que também a Lázaro matem, 11 Porque, em razão dele, muitos dos judeus se retiravam e criam em Jesus. 

b. Entre a Crucificação e a Ressurreição/Ascensão de o Cristo 

Nosso Salvador desceu ao Hades, retirou todos os salvos (desde Abel e Adão) que lá estavam (na metade feliz, o Paraíso ou Seio de Abraão), e os liderou até dentro do terceiro céu. Scofield dá Ef 4.8-10 como prova disso. (Acreditamos que os salvos que estavam na metade Paraíso do Hades foram todos levados ao terceiro céu, embora demos outro sentido a Ef 4.8-10. Vide nota em Ef 4.8.)

    Ef 4.8-10  8 Por causa disso Ele diz: "Havendo ascendido ao alto, Ele levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens." 9 (Ora, isto, "Ele ascendeu", que é, senão que também Ele desceu, antes, para dentro das partes mais baixas da terra? 10 Aquele havendo descido, o mesmo é também Aquele havendo ascendido muito acima de todos os céus, a fim de que tornasse plenas  todas as coisas.) 

c. Depois da Ressurreição e Ascensão de Cristo 

Após a ressurreição de Cristo, aquela metade feliz do Hades foi transladada para o terceiro céu. Portanto, o Paraíso está, hoje, no céu (Jo 14.2-4; Atos 7.56 (abaixo); 2Co 5.8 (abaixo); 2Co 12.2; Rv 2.7).

    Jo 14.2 Na casa do Meu Pai muitas mansões há. Se não fosse assim, Eu vos contei isto. Estou indo preparar o lugar para vós outros. Jo 14.3 E, quando Eu for e vos preparar lugar, outra vez venho e vos levarei e receberei para Mim mesmo, a fim de que, onde estou Eu, também vós estejais ali. Jo 14.4 E para onde Eu estou indo vós tendes sabido, e o caminho tendes conhecido."

    2Co 5.8 Estamos confiando e estamos considerando haver benefício muito mais em estar fora de lar (fora deste corpo) e em vir a estar em lar (com o Senhor).

    2Co 12.2 Tenho conhecido um homem em o Cristo, antes de catorze anos atrás (se no corpo, não tenho podido dizer, ou, se fora do corpo, não tenho podido dizer: Deus o tem sabido), havendo este tal varão sido arrebatado para CIMA, até ao terceiro céu.

    Ap 2.7 Aquele que está tendo um ouvido, ouça ele o que o Espírito diz às assembleias: àquele que está vencendo, Eu mesmo lhe darei comer proveniente de dentro da árvore da Vida, a qual está no meio do PARAÍSO de Deus.'

Hoje, ao morrerem, os salvo vão imediatamente para o terceiro céu Atos 7.55-60; 2Co 5.6-8; 2Tm 4.6-8.

    At 7.55-60  55 Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus; 56 E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus. 57 Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele. 58 E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo. 59 E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. 60 E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.

    2Co 5.6-8  6 Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor 7 (Porque andamos por fé, e não por vista). 8 Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor.

    2Tm 4.6-8  6 Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. 7 Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. 8 Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.

Os perdidos, ao morrerem, sempre foram, estão indo e irão imediatamente para o inferno de sofrimento terrível, consciente, incessante e inescapável Lc 16.19-31;

    Lc 16.19-31  19 Ora, um certo homem rico havia, e vestia-se ele de púrpura e de linho finíssimo, regaladamente vivendo em esplendor todos os dias. 20 Também um certo mendigo havia, por nome Lázaro, que tinha sido lançado ao portão daquele, tendo sido enchido de chagas, 21 E intensamente- desejando ser farto proveniente de junto das migalhas que estão caindo provenientes de junto da mesa do rico: mas até mesmo os cães, vindo, lambiam as suas chagas. 22 E aconteceu morrer o mendigo e ser ele levado pelos anjos para dentro do seio de  Abraão. E morreu também o rico, e foi sepultado.  23 E, dentro do inferno, havendo ele erguido os seus olhos, estando em tormentos, vê Abraão ao longe, e Lázaro no seio  dele.  24 E ele, havendo clamado alto, disse: 'Ó pai Abraão, tem tu misericórdia de mim, e envia Lázaro a fim de que temporariamente mergulhe a ponta do seu dedo na água e refresque a minha língua, porque estou atormentado nesta chama.' 25 Disse, porém, Abraão: 'Ó filho, lembra-te que plenamente recebeste *tu* as tuas coisas boas durante a tua vida, e Lázaro, semelhantemente, as coisas más; agora, porém, este é consolado e tu és atormentado. 26 E, além de tudo isso, entre nós e vós um grande abismo tem sido estabelecido, de forma que aqueles querendo passar daqui para vós outros não possam, nem tampouco os de lá para nós passem.' 27 E disse ele: 'Rogo-te, pois, ó pai, que o envies à casa- família do meu pai, 28 Porque tenho cinco irmãos; de modo que ele lhes dê pleno testemunho, a fim de que, eles também, não venham para dentro deste lugar de tormento.' 29 Diz-lhe Abraão: 'Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam aos tais.' 30 Ele, porém, disse: 'Não, ó pai Abraão; mas, se um certo homem proveniente de junto dos mortos for até eles, eles se arrependerão.' 31 Diz-lhe, porém, Abraão: 'Se a Moisés e aos Profetas eles não dão ouvidos, tampouco serão persuadidos, nem mesmo se algum certo homem ressuscitasse para fora de entre os mortos'."

E, no julgamento do Grande Trono Branco, os perdidos (quer estejam há milênios sofrendo dentro do inferno, ou se foram mortos segundos atrás, na rebelião final contra Deus ao final do Milênio) serão lançados no Lago de Fogo, em sofrimento consciente, terrível, e eterno Ap 20.10,14 - Ap 20.10 E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. - Ap 20.14 E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.



 ========================




Bibliografia:


Em grande parte, esta apostila é um resumo e adaptação livres de 3 dos mais excelentes livros de Teologia Sistemática ("adaptação livre": frequentemente, mas nem sempre, captura a organização e o sentido geral deles, mas não necessariamente sua forma, e frequentemente insiro meus próprios pensamentos e palavras):
    - Thiessen, Henry Clarence, Lectures in Systematic Theology, Grand Rapids, Mich., William B. Eerdman Publishing Company, 1949.

    - Bancroft, Emery H., Elemental Theology, 1932, Baptist Bible Seminary, 1945, 1960, Zondervan 1977.

    - Willmington, Harold L., Willmington's Guide to the Bible, Wheaton, Ill,  Tyndale House Publishers, 1981.

E também as notas de:

    - Pr. Bob Redding, em suas Theology Classes em First Baptist Church of Waterloo, Ont, 1977-1981.