Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de junho de 2011

A MULHER CRISTÃ E O SEU MINISTÉRIO

Pv 31.10-30.

Introdução: A mulher no projeto de Deus, através do seu exemplo de fé, amor, trabalho especial exercido com simpatia, dedicação e compromisso de vida cristã, torna-se notável e singular; capaz de interferir na história e influenciar o mundo.
Deus quer e espera que a mulher cristã na atualidade faça a diferença, e contribua decisivamente para a transformação desta nossa sociedade. Para isso acontecer é necessário:

I – FAZER O QUE POSSO, ENQUANTO POSSO FAZER
Obs: Fatores ou situações a observar, Ec 9.10.

A) – A Idade, Ec 12.1;

B) - A Saúde, Ec 12.2-7;

C) – O Tempo, Ec 3.1
 - Existe o tempo de plantar
 - Existe o tempo de edificar;
 - Existe o tempo de ajuntar pedras;
 - Existe o tempo de abraçar;
 - Existe o tempo de buscar;
 - Existe o tempo de guardar;
 - Existe o tempo de cozer;
 - Existe o tempo de falar;
 - Existe o tempo de estar calado;
 - Existe o tempo de amar;
 - Existe o tempo para evangelizar;
 - Existe o tempo para fazer o bem.

D) – A Condição intelectual, social, econômica, teológica e espiritual;

E) – A Disposição para fazer, Mc 14.3; Lc 7.37, (animo, motivação, força ou coragem, garra, etc...).

F) – Não deixar passar ou perder a oportunidade de fazer o que se deve ou pode fazer, Ec 11.1-2; Ec 11.6; Ec 3.1; Ec 3.17; Ec 3.15.

II – O QUE FEZ A MULHER DE BETÂNIA - (Maria de Betânia), Jo 12.3 - Mc 14:3-9

A) – Veio ao encontro de Jesus na casa de Simão (o homem da casa era leproso), Mc 14.3;

B) – Adquiriu e trouxe em suas mãos um vaso preciosissímo (vaso de alabastro);

C) – Adquiriu um ungüento caríssimo (nardo puro), e encheu o vaso que trazia daquele perfume, Mc 14.3;

D) – Quebrou o vaso, Mc 14.3;

E) – Derramou o perfume sobre a cabeça de Jesus, (ungiu a Jesus);

F) – Perfumou todo aquele lugar, (a casa de Simão, o leproso);

G) – Não Deixou escapar a oportunidade de praticar aquele ato de amor e devoção ao Senhor Jesus.

III – O QUE ACONTECE QUANDO FAZEMOS AQUILO QUE SE DEVE FAZER

A) – O Senhor Jesus vê, Mc 14.8 (o esforço, o trabalho feito, a dedicação, a devoção, a fidelidade, a obediência, etc...);

B) – Jesus reconhece e elogia a nossa atitude, Mc 14.6; Mc 14.8;

C) – Causa inquietação aos negligentes, omissos e murmuradores, Mc 14.4-5;

D) – A pessoa faz história (a mulher foi imortalizada), Mc 14.9;

E) – Deus tem recompensa e galardões, I Co 15.58; Mt 10.41-42.

IV – O QUE ACONTECE QUANDO DEIXAMOS DE FAZER O QUE SE DEVE E PODE FAZER.

A) – Perdemos a oportunidade de praticar grandes ações, Ec 9.10;

B) – Perdemos a oportunidade de sermos úteis a Deus, à Obra de Deus, ao nosso semelhante, e as vezes até a nós mesmo.

C) – Uma oportunidade perdida constituirá em um prejuízo irreparável;

D) – O tempo não pára – se fizermos o tempo vai passar, se não fizermos o tempo passará da mesma forma;

E) – Temos facilidade de criticar, e murmurar contra àqueles que fazem, Mc 14.4;

F) – Temos facilidade para ficar dando palpites naquilo que os outros estão fazendo, Mc 14.5a.

G) – Temos facilidade para vivermos reclamando e revoltados, Mc 14,5b.

V – AS QUALIDADE ESSENCIAIS DA MULHER CRISTÃ, Pv 31.10-31.

A) – É mulher virtude, Pv 31.10; Pv 31.29;

B) – É mulher Valor, Pv 31.10, o seu valor é maior que rubins;

C) – É mulher fidelidade, Pv 31.11;

D) – É mulher benegnidade, Pv 31.12;

E) – É mulher habilidade, Pv 31.13; Pv 31.19;

F) – É mulher trabalho, Pv 31.14; Pv 31.22; Pv 31.24;

G) – É mulher administração, Pv 31.15-16; Pv 31.27; Pv 31.21;

H) – É mulher assistente, Pv 31.20;

I) – É mulher dignidade, Pv 31.25;

J) – É mulher sabedoria, Pv 31.26;

K) – É mulher exemplo, Pv 31.28;

L) – É mulher reconhecida pelo seu marido, Pv 31.28-29;

M)– É mulher louvada, Pv 31.30.

VI –MULHERES NOTÁVEIS DA BÍBLIA

A) - ANA – mulher poderosa no ministério da oração, I Sm 1.9-20; I Sm 2.19-21;

B) – ABIGAIL – mulher que se destacou como pacificadora e grande conselheira, I Sm 25.3; I Sm 25.18-35;

C) – DÉBORA – mulher de liderança, visão e patriotismo (foi juíza em Israel), Jz 4.4; Jz 4.9;

D) – ESTER – mulher de coragem, abnegação e determinação, Et 4.15-17; Et 5.1-3, foi capaz de expor a sua própria vida para defender uma causa nobre, (defender o seu povo, a nação de Israel);

E) – RAABE – a mulher que teve fé para acolher e oferecer proteção aos servos de Deus, Jos 2.1-18; Jos 6.17; Jos 6.22-23;

F) – A SUNAMITA – praticou com sabedoria a difícil tarefa da hospitalidade, II Re 4.9-11;

G) – MIRIÃ, HULDA E AS FILHAS DE FELIPE – mulheres que se destacaram como profetizas, Ex 15.20; II Re 22.14; At 21.8-9;

H) – A SIRO-FENÍCIA (Cananéia) – mulher de fé extraordinária e sobrenatural, Mt 15.28;

I) – DORCAS – uma mulher generosa e grande na prática da filantropia, At 9.36-39;

J) – A SAMARITANA – mulher evangelista, que com sabedoria e graça levou uma cidade inteira a conhecer Jesus, o Salvador do mundo, Jo 4.28-30;

K) – FEBE, TRIFENA, TRIFOSA, PERSIDE E OUTRAS – mulheres que foram notáveis pelo serviço que exerceram na Igreja, Rm 16.1,12; Fl 4.3;

L) – MARIA MADALENA, JOANA, SUZANA, etc... – mulheres que contribuíram financeiramente no ministério de Jesus, Lc 8.2-3;

M)– MARIA DE BETÂNIA – mulher imortalizada e um grande exemplo de devoção, Mc 14.3-9;

N) – MARIA MÃE DE JESUS – mulher santa, agraciada e escolhida por Deus, para ser a mãe do salvador do mundo, Lc 1.26-38.

Pr. João da Cruz Gomes Feitosa
Pastor

quarta-feira, 29 de junho de 2011

DEVOCIONAL

Houve silêncio, e ouvi uma voz. (Jó 4.16.)

Há tempos um amigo deu-me um livro para ler, intitulado Paz Verdadeira. Era uma mensagem antiga, dos tempos medievais, e continha apenas um pensamento: que Deus estava aguardando no íntimo do meu ser, para poder falar-me. Bastava que eu ficasse bastante quieto para ouvir a Sua voz.
Achei que isto seria muito fácil, e então comecei a ficar quieto. Porém, mal eu havia começado, e uma multidão de vozes atingiram meus ouvidos, mil e um sons de fora e de dentro, exigindo a minha atenção até que eu nada podia ouvir, senão a sua bulha e ruído.
Alguns eram a minha própria voz, minhas perguntas, minhas próprias orações. Outros eram sugestões do tentador e vozes vindas do tumulto do mundo.
De todos e para todos os lados eu era empurrado e puxado e saudado com ruidosas aclamações e um indescritível desassossego. Parecia-me que era necessário atender a algumas delas e responder a outras; mas Deus me disse:
"Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus." Então surgiu o conflito de pensamentos pelo dia de amanhã com seus deveres e cuidados; mas Deus disse: "Aquietai-vos".
E enquanto eu ouvia, e ia aprendendo devagar a obedecer e fechar os ouvidos a todos os sons estranhos, percebi, depois de algum tempo, que quando as outras vozes cessaram — ou eu deixei de ouvi-las — uma voz mansa e suave começou a falar bem dentro do meu ser, com ternura e poder, trazendo-me grande conforto.
Ao ouvi-la, ela se tornou para mim uma voz de oração, de sabedoria e dever. Não precisei mais esforçar-me tanto para pensar, ou para orar, ou para confiar; aquela voz mansa em meu coração era a intercessão do Espírito, a resposta de Deus para todas as minhas perguntas; era a vida e a força de Deus para minha alma e corpo. Ela tornou-se a verdadeira essência do conhecimento, a minha oração e a minha bênção: o próprio Deus vivo como minha vida e meu tudo.  
É assim que o nosso espírito bebe a vida de nosso Senhor ressurreto, e seguimos para os conflitos e deveres da vida como uma flor que bebeu, na sombra da noite, as gotas frescas e transparentes de orvalho. Mas assim como o orvalho não cai em noites de tempestade, assim esses orvalhos da Sua graça não caem sobre a alma que não pára quieta. — A. B. Simpson

Deus fala comigo
No fundo do ser.
Deus fala comigo
Porque sou Seu filho,
Sou dEle nascido,
Pois creio em Jesus.

Porque sou Seu filho,
O Espírito Santo,
Por meio da Bíblia,
Me fala, me exorta,
Me anima e conforta,
No fundo do ser.

"Mananciais no Deserto" de Lettie Cowman
Livro publicado pela Editora Betânia.

sábado, 25 de junho de 2011

SEMINÁRIO BÍBLICO INTERATIVO

O CHAMADO DE DEUS

O propósito desse estudo é levar tanto os crentes como os não crentes a interagirem durante a ministração dos tópicos de estudo dessa apostila, sempre levando em consideração aquilo que está escrito em I Corintios 14:40 (Mas faça-se tudo com decência e ordem).
Através dessa interação, poderemos juntos aperfeiçoar o texto até atingirmos uma meta razoável. Nosso propósito não é debater a Biblia Sagrada e sim os tópicos desse estudo. "Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus." (Mateus 22.29)

O CHAMADO DE DEUS - Gênesis 3.9
Desde o principio Deus busca o homem que se perdeu (caiu) no jardim do Éden (Gênesis 3.9). Conforme lemos em I João 4.8 - vemos que Deus é amor ou seja, sua essência é o amor. Independente de toda rejeição que o ser humano sente por Ele, ainda nos ama e desde a queda do primeiro homem (Adão), o Senhor ainda nos busca (Lucas 19.10).

ONDE ESTÁS? - Gênesis 3.9
Em nosso coração, embora não admitamos ou reconheçamos, ouvimos esse ONDE ESTÁS?, ou seja, o Senhor continua nos chamando. Nosso coração, nosso interior, todo nosso ser não está totalmente vazio, pois essas palavras ainda ecoam em nós, elas estão em nós.

DEUS NOS CHAMA PARA QUE?
Deus nos chamou com um propósito; convém a nos sabermos que propósito é esse (Romanos 8.28). Nesse estudo veremos para que o Senhor nos chama e o plano maravilhoso que Ele tem para nossa vida envolvendo alma e espirito.

I TIMÓTEO 2.4 - Salvação e verdade.
Conforme o versiculo acima, o desejo de Deus é que todos se salvem e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

I - Chamados para salvação
Em Romanos 6.23 a Biblia nos revela a consequência principal do pecado (pois o salário do pecado é a morte...); também no livro do profeta Ezequiel, capitulo 18, versiculo 20 diz que alma que pecar, esta morrerá.
Na visão de Deus não importa o quanto vc pecou; a magnitude do seu pecado, etc., pois qualquer tipo de pecado é abominável pra Ele. Assim como um roubo é punido pela justiça independente do quanto ou do que o ladrão roubou, assim o pecado é punido por Deus independente do tamanho ou da quantidade do pecado. Se alguém rouba um carro vai preso, certo; mas se roubar só a roda, ele será preso? Nem precisamos meditar muito nisso, certo? Da mesma forma não precisamos meditar muito para sabermos nossa condição perante Deus. Ele é santo, e não pode contemplar o pecado.

O QUE É PECADO?
Pecado é tudo aquilo que fazemos ou até mesmo pensamos (cobiçamos, planejamos,etc.) que contraria a lei de Deus, ou melhor, seus mandamentos. Podemos dizer também que é desobediência â vontade soberana Dele. Todos nós estamos condenados a pagar pelo pecado cometido, quer sejamos católicos, protestantes, budistas, ou qualquer religião que possa existir, pois nenhuma religião ou homem pode nos livrar do castigo que justamente merecemos. Em Romanos 3.23 está escrito que todos nós pecamos e destituidos estavamos da gloria de Deus; também no Salmo 89.14 lemos que Deus tem como base a justiça. Deus executará cabalmente toda Sua justiça

CONCLUSÃO: Se estamos condenados à morte pelos pecados que cometemos, isso quer dizer que não existe saida ?

PODEMOS SER SALVOS SIM, EXISTE UMA SAÍDA
Vamos ler alguns textos da Biblia onde veremos como e por Quem podemos ser salvos do castigo .
João 3.16 ao 21 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigenito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não crê no nome do unigênito Filho de Deus. Acondenação é esta: A luz veio a mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz porque as obras deles eram más. Todo aquele que pratica o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que suas obras não sejam reprovadas. Mas quem vive de acordo com a verdade, vem para a luz, a fim de que se veja claramente que suas obras são feitas em Deus."

Marcos 16.16 - "Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer ja esta condenado".
Atos 2.37 e 38 - "Ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espirito Santo."

Mateus 10.32 - "Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai que esta nos céus".

I João 1.9 - "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça."

I João 2.1 e 2 - " Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, porém, alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. Ele é a propriciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo."

Romanos 10.9 - "Se com tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo."

Romanos 5. 8 ao 10 - " Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvo da ira. Pois se nós, quando eramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando ja reconciliados, seremos salvos pela sua vida."

Durante a ministração do estudo, opine sobre cada versiculo citado acima e procure levar todos a interagirem".
Agora que já conhecemos o caminho para a salvação e Quem nos salva, estudaremos agora outros chamados de Deus para nós, tão importantes como o primeiro

II - CHAMADOS PARA CONHECER A VERDADE
Já lemos I Timoteo 2.4, na primeira parte e vamos a segunda parte desse versiculo.

PARA QUE CONHECER A VERDADE?
Primeiro vamos ler esse texto de Joao 8.44: "Vós pertenceis ao vosso pai, o diabo, e quereis executar o desejo dele. Ele foi homicida desde o principio, e não se firmou na verdade, pois não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, pois é mentiroso e pai da mentira."
O arquiinimigo de Deus e do homem é o diabo, ele se levanta contra tudo que Deus faz. E em relação a nossa salvação ele procura roubá-la com todos seus ardis e astutas ciladas
A arma ou armas que ele usa contra o homem é a mentira e a dúvida, bombardeando-nos continuamente com elas com o intuito que venhamos a duvidar da salvação, e também da Palavra de Deus. Mas da mesma forma nós temos tambem nossas armas conforme os textos de II Coríntios 10.4 e Efesios 6. 10 ao 18. Por ora, fiquemos com o versiculo 16 de Efésios 6: "tomando sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno". Entendemos entao que será com a nossa fé que contra-atacaremos todo levante do diabo.

PERGUNTA: Como obter fé e como ela pode nos ajudar?
Primeiro temos que saber o que é fé. Na carta aos hebreus no capitulo 11, versiculo primeiro esta escrito:" Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem". Embora pela lógica humana o arrebatamento da igreja seja algo impossivel, nós crentes temos certeza que acontecera cabalmente (certeza das coisas que se esperam). Não temos esperança que o arrebatamento esta por vir, e sim certeza (pergunte a pessoa do seu lado: voce tem certeza?). Da mesma forma a outra caracteristica da fé é a morte do Senhor Jesus na cruz. Não vimos sua morte, mas ja provamos que sua morte nos trouxe perdão, salvação e vida eterna (prova das coisas que não se vêem).
Para obtermos fé, leiamos o que esta escrito na carta aos Romanos capitulo 10.17: de sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir a Palavra de Deus. O "ouvir" aqui significa obedecer; a medida que vamos obedecendo a Deus, vamos vivendo experiencias sobrenaturais com Ele e isso vai nos acrescentando fé. Em I Reis capitulo 17 do versiculo 2 ao 6 vemos que o profeta Elias obedeceu a voz do Senhor e o sobrenatural aconteceu. Isso se pra voce ser alimentado por corvos não seja coisa normal ou natural.
Ressalto que precisamos conhecer a Palavra de Deus, que é a verdade (João 17.17) para nos proteger e contra-atacar as investidas do diabo contra nossas vidas (leia salmos 40.11). A verdade que é a Palavra de Deus é uma arma poderosa.
Precisamos conhecer a verdade tambem para sermos libertos. Outrora eramos mortos espiritualmente e eramos escravos de Satanas, conforme Efesios 2. 1 e 2. Mas como ele nos mantinha cativos? através do unico recurso que ele sempre usou e usa: a mentira. Quando se afirma por ai que não existe Deus, diabo, salvação, Jesus, nada mais e nada menos que o diabo propagando suas mentiras. O ministro de propaganda de Adolf Hitler afirmava que uma mentira repetida continuamente acaba soando como uma verdade. Hitler afirmava continuamente que os judeus eram culpados pela bancarrota da Alemanha, e o resultado disso todos nos ja sabemos.
O diabo fica dizendo na mente do homem que ele não tem mais jeito, que não existe esperança, que é um fracassado, que o vicio das bebidas e das drogas vão trazer alivio e paz de espirito, que ele pode enriquecer atraves da jogatina, etc; essas mentiras vao aprisionando o homem de tal forma que quando percebe da-se a impresso que não tem mais saida.
Mas em João 8.32 diz:" e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertara" e no versiculo 36 : "Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres". Já lemos em João 17.17 que a palavra de Deus é a verdade, agora vemos que o Filho e a verdade nos liberta. Apenas pra meditar, comparemos a verdade com o Filho no capitulo 14, versiculo 6 de João: " Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguem vem ao Pai senão por mim". Descobrimos aqui que a verdade é uma pessoa, concordam?
RESUMINDO: precisamos conhecer a verdade pra repelirmos todas artimanhas do diabo e pra sermos liberto do seu cativeiro

III - CHAMADOS PARA SANTIFICAÇÃO

I Pedro 1.16: Pois esta escrito: "sedes santos, porque Eu sou santo."

Muito embora voce possa ouvir alguem dizer que ninguem é santo ou não podemos ser santos, isso contraria o que nos revela as Escrituras:

Atos 26.10 - "E foi isso que fiz em Jerusalem. Tendo recebido autoridade dos principais sacerdotes, encerrei muito dos santos nasprisões, e quando os matavam eu dava meu voto contra eles."

Efésios 3.8 - "A mim, o menor de todos os santos, me foi dada a graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas insondaveis de Cristo."

I Pedro 2.9 - "Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para sua maravilhosa luz."

II Pedro 1.21 - "Pois a profecia nunca foi produzida por vontade dos homens, mas os homens santos da parte de Deus falaram movidos pelo Espirito Santo."

Mencionei esses versiculos do Novo Testamento para demonstrar que podemos e devemos ser santos. Como mencionei anteriormente, nosso inimigo(o diabo) nos bombardeia com suas mentiras e duvidas, querendo nos levar a crer que não conseguiremos ser santos aqui na Terra. Podemos sim atingir a condição de santo, mas sem esquecer que o nivel de santidade de Deus nao se compara ao nosso (I Samuel 2.2).

I Tessalonicenses 4. 3 ao 8 - O apostolo Paulo nos mostra algumas das formas de como proceder em busca da santificação. Entendemos que nossa carnalidade sempre sera um obstaculo nesse processo, mas isso nao pode ser usado como desculpas para abrir mão da santificação; precisamos isso sim, vigiar para nao perdermos o foco.

COMO VIGIAR?
Em Romanos 8.13 esta escrito: "pois se viverdes segundo a carne, morrereis, mas se pelo Espirito mortificardes as obras do corpo, vivereis". A mortificação do nosso corpo é conseguida através de uma vida de jejum, mas seria muito pouco dizer que somente o jejum consumaria por completo o processo de santificação. Claro que jejuar é importante, mas não é tudo. Paulo diz: "se pelo Espirito..."
Vamos exercitar um pouco a hermeneutica biblica para chegarmos a um nivel maior de entendimento desse topico.
"Tomai tambem o capacete da salvação e a espada do Espirito que é a Palavra de Deus" - Efésios 6.17
O jejum, assim como a oração, que tambem é um dos meios de nos santificarmos tera um nivel melhor de aproveitamento quando estivermos alicerçados na Palavra. Repare bem, quando lemos em Joao 17.17 o Senhor Jesus nâo esta dizendo "santifica-os na verdade, o jejum é a verdade ou a oração é a verdade". Qualquer tentativa de nos santificarmos sem estarmos fundamentados na Palavra corremos o risco de se enganarmos, de atingir uma pseudo-santificação; ou seja, o resultado sera desastroso - (Lucas 6. 47 ao 49).
Concluindo: orar e jejuar é importante na santificação, mas o ingrediente basico sempre sera obedecer a Palavra de Deus

FOMOS CHAMADOS PARA A SANTIFICAÇÃO PRA QUE?
QUE RISCO CORREMOS DURANTE ESSE PROCESSO?

Leiamos Hebreus 12: do versiculo 14 ao 16 e essas 2 perguntas nos serão respondidas. De acordo com o versiculo 14 entendemos que a santificação é necessária, pois sem ela nao veremos a Deus. Nos 2 proximos versiculos observamos alguns risco que corremos durante a busca.

RAIZ DE AMARGURA: Muitas pessoas dentro da igreja aparentam uma vida santa e até são manifestos alguns gomos do fruto do Espirito(Galatas 5. 22 e 23). De repente essas pessoas começam a passar por tribulações, e tornam-se iracundas, queixosas, amargas e com procedimentos que nunca esperariamos delas. Elas justificam suas atitudes alegando que estão passando por lutas. Mas a biblia nos diz que as lutas, provações, tribulações não mudam o caráter de ninguém, e sim revelam a verdadeira natureza que estava camuflada numa mascara de "santidade". (I Corintios 3.13).
Muitas vezes essas raizes de amargura vem a tona porque existe no coração das pessoas magoas, rancor, perdão não liberado.
Quando essas amarguras tomam conta da nossa vida, anulamos o processo de santificação; por isso precisamos arrancar essa raiz para que a nossa busca de santificação prossiga de forma correta e sadia. Corremos o risco de perdermos até a nossa salvação se esse mal nao for extirpado - leia Mateus 6.14 e 18 do vs. 23 ao 35

DEVASSIDÃO: temos que observar quão preciosa é a santificação, pois é com ela que veremos a Deus e passaremos a eternidade com Ele. Assim como era valioso o direito de primogenitura nos tempos de Esaú e Jacó, muito mais é a santificação e não a troquemos por nada nessa terra. Satanás esta sempre oferecendo a nós os pratos de lentilha ou outras "guloseimas", mas que possamos dizer como Jesus: "Nem só de pão vivera o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus " (Mateus 4.4). Que nesse processo de santificação possamos ser como o homem que achou o tesouro escondido e troquemos o bom pelo melhor(Mateus 13.44 e 45).
Existem outros riscos que corremos quando buscamos a santificação (engodos). O inimigo de nossas almas não quer que nos santifiquemos porque isso é um duro golpe contra suas pretensões.

COMO SABER SE ESTAMOS NOS SANTIFICANDO?
Seria conveniente em termos humanos se tivessemos um aparelho para medir nosso processo de santificação, mas existe um processo mais genuíno. Em Mateus 7. 15 ao 20 a biblia nos mostra como podemos discernir nossa santidade, se pararmos para meditar sobre isso. Precisamos olhar nossos frutos, assim veremos se estamos realmente caminhando para a santificação.

QUAIS SÃO ESSES FRUTOS?
Na epistola aos gálatas, capitulo 5, versiculos 22 e 23 o apóstolo Paulo nos apresenta o FRUTO DO ESPÍRITO (não são os frutos e sim o fruto).

RELEMBREMOS: Espada do Espirito = Palavra de Deus em Efésios 6 e também João 17.17 = "Santifica-os na verdade, a Tua palavra é verdade."
O manejar correto da espada do espirito produzira o fruto da santificação que tanto precisamos. Podemos estar infrutiferos mas a medida que a Palavra vai podando areas de nossa vida que impede-nos de sermos produtivos, nossa situação estéril começa a se reverter (Lucas 13.6 ao 9 e João 15.2). Precisamos ser podados nas áreas que impedem a nossa santificação.
Para relembrar, o fruto do Espirito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e dominio próprio
Santificação é um tema muito amplo para ser abordado de forma completa, mas o básico eu creio que foi citado aqui.

IV - CHAMADO PARA O ARREPENDIMENTO - Mc. 5.32
Embora o arrependimento em si não seja suficiente para nossa salvação (necessitamos ser justificados), nem por isso ele é indispensável.
O arrependimento é o primeiro passo para uma nova vida, vida de liberdade, de alegria, esperança. Arrependimento não é um sentimento, mas sim uma mudança de atitude, uma manifestação visivel a todos que nos cercam (Hebreus 12.1).
Quando nos arrependemos verdadeiramente, nossas atitudes, nossas palavras e até mesmo nossos pensamentos mudam. Não é chorar por erros cometidos, derramar baldes de lágrimas e continuar a cometer as mesmas coisas, mas sim procurar dar tudo de si para que não se repitam.
Existem pecados que individualmente falando, temos tendência a sempre cometê-los, áreas onde somos vulneráveis e não existe em nós força suficiente pra resistir. Quando nos arrependemos de verdade vamos procurar fugir dessas áreas, se desviar delas e dizer nao. Devemos cortar relações com tudo e todos que possa nos atrair pra elas, se realmente o arrependimento esta em nosso coração. Isso inclui amizades, pontos de encontro e outras atividades relacionadas a essa área.
I Corintios 6.12 - "Todas coisas me são licitas, mas nem todas me convém. Todas coisas me são licitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas". Esse texto nos ensina que muitas coisas aparentam serem boas, proveitosas e quiças útil, mas não convem. Precisamos orar ao Espirito Santo para discernir bem essa questão. I Tessalonicenses 5.22 - Abstende-voss de toda especie de mal- algumas versões e traduções esta escrito para fugirmos de toda especie de mal.

V - CHAMADOS PARA VIGIAR
Agora que temos consciencia da salvação, do poder da verdade, da santificação e do arrependimento, vamos aprender sobre vigiar, pois o nosso inimigo trabalha dia e noite contra nossas vidas.
Mateus 26.41 - "Vigiai e orai, para que não entreis em tentação. Na verdade o espirito esta pronto, mas a carne é fraca".
Satanás procura de todos os meios para que nós, os crentes, caiamos em tentação e inclusive, ele sabe quais são os nossos pontos fracos. Ele vai explorar nossas tendencias; mas compete a nós vigiarmos debaixo da jurisdição da Palavra de Deus, jejuando e orando. I Pedro 5.8 - "sedes sobrios, vigiai! o vosso adversário, o diabo, anda em derredor, rugindo como leão, procurando a quem possa tragar".
A melhor maneira de vigiar esta escrito em Tiago 4.7. Estaremos vigiando corretamente quando nos sujeitarmos a Deus.

FINAL
Poderia citar nesse estudo muitos outros chamados que Deus tem para nós, tão importantes como esses citados; como por exemplo: o chamado para testemunhar Jesus, evangelizar, interceder, louvar, para perdoar etc, mas creio que se tomarmos posse de todos esses que mencionei teremos uma base sólida para uma vida cristã cheia de graça e verdade.
Não sou teólogo, professor de teologia, nem professor de escola dominical, mas preparei esses estudo, que através da ministração do mesmo, poderemos aperfeiçoá-lo, pois é um estudo interativo, visando o crescimento espiritual da Igreja do Senhor Jesus Cristo. Que todos possam colaborar comentando, acrescentando o que tiver que acrescentar, pois completa somente a Biblia é, não sendo preciso acrescentar e nem diminuir nada a ela.

QUE TODOS NÓS POSSAMOS SER EDIFICADOS, INSTRUIDOS E USAR TUDO QUE APRENDEMOS COM DEUS PARA ABENÇOARMOS OUTRAS PESSOAS, POIS UM GRANDE CHAMADO DE DEUS É PARA SERMOS CANAL DE BENÇÃOS NESSA TERRA.

Que Deus vos abençoe


PR. LUIZ KUSHIMIZO
IGREJA DO PODER E DA GLORIA DE DEUS
MINISTERIO MAANAIM
JAPÃO

O PECADO E SUAS CONSEQÜÊNCIAS

Gênesis cap 3

INTRODUÇÃO

Desde o ato da criação, se verifica que o ser humano para Deus sempre foi importante. Além de ser obra prima da criação, tem o domínio sobre a terra e todos os demais seres criados, Gn 1.26-28. Obs: a Bíblia diz que Deus os abençoou.
Todas as necessidades do homem sempre foram satisfeitas, Gn 1.29-30.
Deus colocou o homem em um paraíso chamado “Jardim do Édem” e mantinha comunhão intima e pessoal com Ele.
Infelizmente, o cenário idílico do jardim do Éden foi destroçado. O capítulo 3 de Gênesis relata a triste história do pecado no Éden e a conseqüente perda da comunhão e do relacionamento que Adão e Eva tinham com o criador.
Os efeitos da queda do homem foram drásticos, afetando a cada membro subseqüente da raça humana. Vejamos as conseqüências:
1) Medo e preocupação, Gn 3.10
 Uma das primeiras conseqüências manifestada por causa do pecado foi o medo e a preocupação;
 A humanidade a partir daí tornou-se atemorizada (com medo) e excessivamente cheia de preocupações, exemplo: medo do fracasso, medo em relação a tudo que lhe cerca, etc..
2) Sentimento de culpa e vergonha, Gn 3.7  
 Quando Adão e Eva viviam na inocência moral antes da queda a nudez não lhes era imoral, nem causava sentimento de vergonha, Gn 2.25;
 Depois que pecaram o sentimento de vergonha motivaram Adão e Eva a tentar esconder de Deus, e a procurar uma forma humana para cobrir a sua nudez, Gn 3.7,8;
 Muitas pessoas hoje estão como Adão e Eva tentando encobrir seu ser, temendo que os outros os vejam como na realidade eles o são;
 Não adiante porque Deus conhece a todos, Gn 3.21
3) Conhecimento distorcido a cerca de Deus (Conhecimento errôneo)
 Quando Adão e Eva pecaram suas mentes foram despojadas do verdadeiro conhecimento de Deus. Eles perderam a percepção correta da realidade;
 Em Gn 3.8, lemos que eles tentaram esconder de Deus..., isto nos revela um conhecimento errôneo de Deus. Como pode alguém esconder de Deus? Sl 139.23,24;
 Paulo em Efésio 4.18 fala acerca de pessoas que não possuem o verdadeiro conhecimento de Deus. A Bíblia diz que através de Cristo nós poderemos conhecer a Deus.
4) Perda da comunhão com Deus e do Paraíso (Éden), Gn .23-24
 Adão e Eva ao pecarem tornaram indignos da confiança divina e foram expulso do jardim do Éden (um verdadeiro paraíso), perdendo conseqüentemente a comunhão com o Criador;
 A serpente foi amaldiçoada por Ter servido como instrumento de Satanás, Gn 3.14;
 A mulher foi duramente repreendida, Gn 3.16; Além da mulher ficar sujeita a prolongadas dores na hora de dar a luz filhos (maternidade), seria sujeita ao seu marido, Ef 5.22-23;
 O homem foi punido com a pena de prover seu sustento com fadigas e aflições colhendo da terra espinhos e cardos, Gn 3.17b; Gn 3.18-19;
 A terra foi amaldiçoada, Gn 3.17; A terra que fora criada boa e perfeita tornou-se um vale de lágrimas, Gn 1.31; Is 60.2a; Rm 8.22; 2 Cro 7.14.
5) Possibilidade de tomar muitas decisões erradas.
 No Jardim do Éden o homem podia tomar apenas uma decisão errada.Tudo que eles fizesse estava bem exceto comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, Gn 2.16-17;
 A nossa vontade foi afetada ou atingida por um desejo e tendência maligna para o erro, Gn 3.6; Rm 7.15-24; Gl 5.16; Rm 8.13.
6) Morte espiritual, Gn 2.17; Rm 6.23.  
 A raça humana está ligada a Deus mediante a fé em sua Palavra;
 Satanás procurou destruir a fé que Eva tinha no que Deus dissera, colocando dúvida naquilo que Deus lhe havia falado, Gn 3.4,5;
 Um dos maiores problemas que se enfrenta hoje é a falta de fé na Palavra de Deus, Hb 11.6;
 Adão foi criado para viver eternamente, mais por causa do pecado e da desobediência, a união com Deus foi rompida e ele morreu espiritualmente, Rm 5.12; 1 Co 15.21,22.
7) Ira e depressão, Gn 4.5-7.
 De acordo com o relato bíblico, como conseqüência do pecado a humanidade tornou-se irada e deprimida;
 Caím um dos descendentes de Adão é um retrato desta realidade vivida por muitas pessoas da nossa sociedade, Gn 4.5-6.
8) O ser humano tornou-se independente.
9) O homem tornou-se sem forças espirituais e sem autocontrole.

Pr. João da Cruz Gomes Feitosa

quinta-feira, 23 de junho de 2011

DEVOCIONAL

Demandai-me acerca... das obras das minhas mãos. (Is 45.11)

Foi nesse tom que o Senhor Jesus falou, quando disse: "Pai... quero"; Josué falou dessa maneira quando, no supremo momento do triunfo, levantou a espada em direção ao sol que se punha e exclamou: "Sol, detém-te"!

Elias demonstrou a mesma ousadia, quando fechou os céus por três anos e seis meses e os abriu novamente.

Também Lutero falou com autoridade quando, ajoelhando ao pé do leito em que jazia Melâncton prestes a morrer, ele proibiu que a morte arrebatasse a presa.

Deus nos convida a entrar num extraordinário relacionamento com Ele. Estamos bem familiarizados com palavras dessa natureza: "As minhas mãos fizeram os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens"; mas, nas palavras do texto acima, em que Deus nos convida a demandar dEle alguma coisa, há uma surpreendente mudança de relacionamento!

Que diferença entre esta atitude e as orações hesitantes, duvidosas, sem fé, a que estamos acostumados e que, pela contínua repetição, perdem a sua eficácia e não alcançam o objetivo.

Quantas vezes, durante a Sua vida terrena, Jesus pôs homens numa posição de requererem dEle alguma coisa! Ao entrar em Jericó, Ele parou e disse aos cegos que mendigavam:
"Que quereis que eu vos faça?" Era como se dissesse: "Eu estou às suas ordens."

Não poderíamos nos esquecer de que Ele pôs na mão da mulher siro-fenícia a chave dos Seus recursos e lhe disse para servir-se deles.

Que mente mortal pode perscrutar o pleno significado da posição a que o nosso Deus amorosamente eleva os Seus pequeninos? Ele parece dizer: "Todos os meus recursos estão às suas ordens." "Tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei!' —F. B. Meyer

"Mananciais no Deserto" de Lettie Cowman
Livro publicado pela Editora Betânia.

quarta-feira, 22 de junho de 2011




DEVOCIONAL

O amor cobre. (Pv 10.12.) Segui o amor. (1 Co 14.1.)

Coloquemos todas as nossas aflições diante de Deus somente. Li certa vez a respeito de uma experiência vivida por uma preciosa serva de Deus, e a leitura me impressionou de tal maneira, que resolvi registrá-la aqui.
"Certa ocasião, já era meia-noite e eu não conseguia conciliar o sono, por causa de uma cruel injustiça que havia sofrido, e cuja lembrança me atormentava. O amor que cobre todas as transgressões parecia ter fugido do meu coração. Então, em agonia, clamei a Deus, pelo poder para obedecer à Sua determinação: 'O amor cobre'.
"Imediatamente o Espírito Santo começou a operar em mim o poder que produziu o esquecimento.
"Mentalmente cavei um túmulo. Tirei a terra até fazer uma cova profunda.
"Depositei ali dentro a mágoa que me feria. Depressa joguei a terra por cima.
"Sobre a terra coloquei grama, e sobre esta, rosas e miosótis. Depois fui-me embora.
"Suave me veio o sono depois disso. A ferida quase mortal foi sarada sem uma cicatriz, e hoje não sei o que me causou a dor."
Autor do amor,
Que por amor
Cobriste os meus pecados
E os apagaste,
E os perdoaste,
E me purificaste.

Que o mesmo amor,
Autor do amor,
Que em mim foi derramado,
Cubra também
Faltas de alguém
Que a mim haja magoado.

"Mananciais no Deserto" de Lettie Cowman
Livro publicado pela Editora Betânia.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O avô do mês

O SETEQUE parabeniza o seminarista Jorge e sua esposa Míriam pelo nascimento de sua netinha Isis.
Seja a graça de Jesus durante toda a sua vida.
Deus é bom. Nos ama.
Permite a continuidade da vida no seio da família.

FELICIDADES JORGE, MÍRIAM E TODA A FAMÍLIA.

domingo, 19 de junho de 2011

Gratidão: O Indicador da Maturidade Espiritual

Freqüentemente, deixamos de reconhecer e de agradecer a Deus pelas muitas bênçãos e só sentimos a falta quando elas cessam!

Se você conhece a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal, o texto de Efésios 1:3 deve ser de particular importância:

"Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo."

Observe que esse verso diz que Deus nos tem abençoado. Essa forma verbal indical que a ação iniciou no passado. Aqueles que são seus filhos - que nasceram na sua Família por meio do novo nascimento em Cristo - recebem e retêm essas bênçãos desde o exato momento em que aceitaram a Cristo. Observe também que recebemos toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais! Você crê na Palavra de Deus? Crê que ela é infalível e sem erros? Se crê, então não deverá ter dificuldades em aceitar o fato que cada um de nós tem sido abençoado - e continua a ser abençoado - com o que de melhor o céu tem a nos oferecer.
Não somente somos todos os receptores das bênçãos espirituais além da nossa capacidade de total compreensão, mas todos compartilhamos as muitas bênçãos temporais também - tais como o sol, a chuva, e o encanto com a beleza natural do planeta. A maioria de nós é cidadão em países relativamente livres, onde podemos viver nossas vidas (pelo menos por enquanto) com pouca interferência do governo e prosperar em proporção direta aos nossos esforços, criatividade e capacidade. Os avanços tecnológicos dos últimos anos facilitaram muito a vida e parece que até o aspecto de ganhar a vida com o suor do rosto foi grandemente reduzido para as massas. Claramente, cada um de nós teria que admitir que quando olhamos para nossas vidas e começamos a contar as bênçãos de todos os dias, verificamos que o número é muito grande - na verdade, elas são tantas que acabamos assumindo que são coisas normais da vida. 
Agradeço a Deus porque ele recentemente me permitiu passar por um marco na minha vida. Nasci há pouco mais de sessenta anos atrás em um mundo diferente - um mundo que lutava para libertar-se dos dez anos de depressão econômica e que estava na iminência de entrar na Segunda Guerra Mundial. Meus pais eram típicas pessoas nascidas em uma fazenda daqueles tempos e estavam bem acostumados com o trabalho duro e pesado. Lembro que na minha infância, minha mãe dizia que na sua adolescência ela trabalhava tanto na colheita do algodão que desejava a morte no fim do dia. Regar a plantação nos dias quentes e cortar o algodão era um encargo para todos os membros da família. A sobrevivência dependia disso, pois a receita obtida com a venda do algodão manteria a família nos meses de inverno. As roupas das crianças eram feitas com pano de saco, que minha mãe e a mãe dela faziam à mão no "tempo livre". Todos os dias elas se levantavam bem cedo, acendiam o fogo no fogão à lenha e preparavam o café da manhã. (Somente quem já precisou trocar de roupa em uma casa onde não há aquecimento durante os dias de inverno é que pode entender a utilidade do aquecimento central e do ar condicionado!)
Depois que todos estavam alimentados e iam à escola, o almoço precisava ser preparado (as sobras eram cobertas e deixadas na mesa para o jantar, pois não havia refrigeração). O dinheiro era curto e a maior parte do que eles consumiam era produzido na própria fazenda - o que significa que quando era a época de colheita de algum legume, as mulheres tinham de colher, cozinhar e preparar conservas ou enlatados. Lavar roupa também era uma dificuldade - uma grande bacia de ferro era colocada no quintal, enchida com água tirada do poço e depois acendia-se uma fogueira embaixo para aquecer a água. As roupas eram então mergulhadas naquela água, ensaboadas e esfregadas para remover as manchas. Em seguida, elas eram retiradas, esfregadas e enxaguadas em um tanque. Finalmente, eram colocadas em um varal para secar. Ainda tenho na lembrança a imagem das mãos vermelhas de minha mãe e da minha avó, após lavarem tanta roupa naquelas manhãs de inverno. Enquanto as mulheres estavam ocupadas com essas atividades domésticas do dia a dia, os homens trabalhavam nos campos, rachando lenha, alimentando os animais, consertando os equipamentos e fazendo uma infinidade de outros serviços. 
Algumas pessoas chamam aquela época de "velhos e bons tempos", mas honestamente creio que aquela bondade relativa era produzida pela severidade experimentada! Quase todos passavam por dificuldades financeiras e a manutenção do básico da vida requeria trabalho constantemente. Essa experiência comum produziu dentro de grande parte da sociedade um senso de empatia de uns para com os outros. A polidez e a gentileza eram muito mais comuns do que agora e os direitos da outra pessoa eram grandemente respeitados. E, falando de respeito, as mulheres naqueles tempos eram consideradas damas (fossem ou não fossem). Os homens moderavam seu vocabulário quando haviam mulheres por perto e procuravam ser cavalheiros, levantando ligeiramente o chapéu como um gesto de respeito ao encontrá-las na rua, abrindo as portas e cedendo seus lugares para que elas sentassem. Hoje, essas atitudes de cortesia são consideradas anacrônicas e algumas mulheres até se sentem ofendidas se um saudosista, como eu, esquecer que os tempos são outros e se atrever a abrir a porta para elas. Perdoe-me, pensei que você fosse uma dama!
Condescendência Esta é uma palavra que seguramente será de difícil compreensão para os jovens de hoje! Afinal, praticamente nem conhecemos nossos vizinhos e não temos tempo para nos incomodar com eles! Estamos muito atarefados correndo atrás das nossas ambições de ter dois carros (ou mais) na garagem e uma antena de TV que capte sinais de satélite no quintal! Se entrarem ladrões na casa do vizinho e fizerem uma limpeza lá - é problema deles. Acredite se quiser, houve um tempo - não tão longe assim - quando as pessoas respeitavam e davam valor aos seus vizinhos e faziam qualquer sacrifício para ajudá-los em casos de necessidade. Hoje, ninguém está muito preocupado com os outros - estejam eles bem ou mal! Ser mesquinho hoje é uma virtude e ai do idiota que tentar me ultrapassar na estrada! Amados, nossa sociedade está podre e, como resultado, poucas pessoas agora param para considerar o quanto Deus tem nos abençoado como nação. As maravilhas tecnológicas que facilitam o trabalho permitiram que tenhamos o tempo livre que nossos pais nunca sonharam! Entretanto, em vez de aproveitá-lo, redobramos nossos esforços trabalhando em horas extraordinárias para ganharmos mais e podermos gastar mais! Uma pessoa famosa, cujo nome não me lembro, disse: "Não há esperança para o homem que já está satisfeito". Isso bem poderia ser o lema nacional dos EUA hoje. Estamos correndo de um lado para outro, parecendo formigas que tiveram seu formigueiro destruído, muitos privando-se do sono e outros voando no "piloto-automático" - tentando decidir o que vão comprar em seguida. Poucos parecem satisfeitos com o que já têm e estão literalmente enlouquecendo tentando adquirir tudo. Você vê algo errado nesse quadro? Um estudo atento da história revela que estamos no caminho para a destruição. Todas as grandes civilizações humanas nos últimos 6.000 anos cometeram os mesmos erros fatais, até que Deus interveio para destruí-las. Falando em história, alguma vez já ouviu falar nos "ruidosos anos 20?" Os anos de 1920-1929 foram caracterizados pelo apetite insaciável por diversões e frivolidades. A Primeira Guerra Mundial tinha terminado e as pessoas queriam celebrar. A proibição à venda de bebidas alcoólicas atrapalhou um pouco as comemorações, mas mesmo assim o país caiu na festa. A economia estava robusta como nunca e tudo parecia tranquilo e promissor. Os analistas financeiros estavam convencidos que o mar estava calmo no horizonte e não poupavam palavras para garantir isso. No entanto, em 29 de outubro de 1929 ocorreu a quebra da Bolsa de Valores. Muitas fortunas desapareceram em questões de horas e muitos analistas financeiros e investidores falidos suicidaram-se saltando do alto dos edifícios de Nova York, temendo enfrentar a realidade. O país mergulhou imediatamente em uma prolongada depressão e o divertimento e a frivolidade dos anos anteriores foram rapidamente esquecidos. Alguns antigos corretores prósperos do mercado financeiro eram vistos vendendo frutas nas esquinas, tentando sobreviver. A euforia dos anos 20 acabou nas duras realidades dos anos 30, que a sociedade teve de enfrentar. Felizmente, naquela época, uma grande porcentagem (talvez a maioria) da população ainda vivia no campo ou em pequenas cidades cuja economia girava em torno da agricultura e da pecuária, de modo que o suprimento de alimentos nunca esteve em risco. Muitas pessoas foram forçadas a procurar seus parentes na zona rural para conseguir comida, mas a vida prosseguiu até que aquelas dificuldades foram superadas. É também interessante observar que durante aquela época houve uma ressurgência da "religião" e as igrejas experimentaram um grande crescimento. Deus tem formas de chamar a atenção do homem.
Hoje, porém, qual é a situação? O mercado acionário nunca esteve melhor e os investidores ganham fortunas diariamente. Os analistas estão otimistas e a mentalidade coletiva é: "Comamos, bebamos e alegremos-nos. Não há nada que possa nos incomodar" Enquanto isso, a sombra pavorosa de um sistema de produção de alimentos altamente centralizado está no segundo plano do quadro atual. Muita da comida necessária é distribuída pelo sistema JIT - "Just in Time", por frotas enormes de caminhões, aviões, e outros veículos. Os primos que vivem nas fazendas agora são poucos e estão em uma situação financeira pior do que a nossa. Quando examinamos nossa situação, vemos que em determinado momento passamos a depender excessivamente da tecnologia. Quase todas as atividades em nossas vidas podem ser realizadas apertando-se botões. Muitas pessoas são escravas das bugigangas eletrônicas. Antigamente, quando um rapaz saía pela primeira vez com uma moça, ele perguntava, "Você sabe cozinhar?". Hoje ele pergunta: "Sabe descongelar?"   
Alguma vez você já expressou sua gratidão a Deus por viver em uma época maravilhosa como esta? Tem uma remota consciência que a facilidade relativa do seu estilo de vida é superior a que muitos reis tiveram no passado? Já expressei este sentimento antes, em outro artigo, mas irrita-me ouvir o termo "pessoas pobres" ser usado para descrever aqueles em nossa sociedade que são "menos afortunados". Com algumas exceções, as "pessoas pobres" do nosso país são consideradas ricas pela maioria daqueles que vivem em países do terceiro mundo. Sei que um número crescente de pessoas está perdendo seu emprego e começando a enfrentar dificuldades, mas vamos ser francos, enquanto tiverem roupas, um teto e comida na barriga - estão em situação muito melhor do que milhões que vivem em outros países. Quantas pessoas neste país são consideradas pobres, mas têm um aparelho de televisão, um carro velho, fumam cigarros e nunca deixam de fazer suas três refeições diariamente? Pense nisto! Lembro da série de televisão "Os Waltons", que mostrava uma família crescendo durante a depressão dos anos 30 - e quantas dificuldades eles enfrentavam! No entanto, sempre observei que eles possuiam um caminhão velho, uma geladeira na cozinha, uma serraria elétrica, etc! Acredite-me, qualquer pessoa que naquele tempo tivesse todas essas facilidades estava "bem de vida".   
Ficamos tão acostumados com o conforto que perdemos todo o senso de proporção. As pequenas inconveniências tornam-se grandes obstáculos quando a pessoa está mal-acostumada. Paulo, escrevendo para "seu filho na fé", Timóteo, deu-lhe alguns conselhos, instruindo-o a que transmitisse a outros: "Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento, que pratiquem o bem, sejam ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir." [2 Timóteo 6:17-18]
Você já imaginou o que aconteceria se você tivesse que viver como nos anos 20 ou 30, ou até mesmo antes? Sua existência provavelmente dependeria de trabalho árduo diariamente. Sugiro que você separe um certo tempo para contemplar essa questão, pois não é algo que não possa voltar a acontecer! Por muitos anos os pregadores estão tentando advertir que o julgamento de Deus está próximo, mas a maior parte das pessoas não quer ouvir, continua divertindo-se, sem considerar a possibidade. Os sinais de advertência estão em toda a parte: a criminalidade e a violência estão crescendo, a feitiçaria agora é reconhecida como uma religião legítima, os governos estão atolados em corrupção, o assassinato dos inocentes no útero materno praticamente entrou na moda e a intolerância ao cristianismo está ficando mais explícita - somente para mencionar alguns sinais sociais.     
Em algum ponto no futuro, essa casa de cartas vai desmoronar e, quando isso acontecer, grande será a ruína. Eu ainda acredito que Deus poupará os cristãos genuínos da maior parte, se não de todo o desastre, por meio do arrebatamento da igreja, mas e se estiver enganado? Por outro lado, e se estiver certo e você ficar para trás? Em ambos os casos, alguns de vocês que estão lendo isto provavelmente ficarão face a face com a terrível realidade de lutar apenas para sobreviver. Devido à possibilidade real de isso acontecer brevemente, peço que você pare e analise seu relacionamento com Deus. Você conhece a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal? Tem certeza de que quando morrer estará com ele para sempre? Se ainda não tem, exorto-o a confiar nele hoje e a buscar sua misericórdia e graça, obtendo o perdão para seus pecados e a salvação da sua alma.
--------------------------------------------------------------------------------

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.
Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o Fim dos Tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente, e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente.

Autor deste artigo: Pr. Ron Riffe

DEVOCIONAL

O trigo é esmiuçado. (Is 28.28.)

Muitos de nós não podem servir de alimento para saciar a fome do mundo, porque precisam ser ainda partidos nas mãos de Cristo. "O trigo é esmiuçado." A bênção de Cristo muitas vezes significa sofrimento, mas mesmo o sofrimento não é preço alto demais a se pagar pelo privilégio de trazer bênção a outras vidas. O que há de mais precioso no mundo hoje veio-nos através de lágrimas e dor. — J.R.Miller
Deus me tornou em pão para os Seus eleitos, e se for necessário que o pão seja moído nos dentes do leão para alimentar os Seus filhos, bendito seja o nome do Senhor. — Inácio
"Para que possamos nos dar inteiramente, é preciso que sejamos consumidos. Nós cessamos de ser bênção, quando cessamos de sangrar."
"A pobreza, a necessidade e a desventura têm levado muitas vidas a atos de heroísmo moral e grandeza espiritual. A dificuldade lança um desafio à energia e perseverança. Ela apela para as mais fortes qualidades da alma. Nos relógios antigos, eram os pesos que os conservavam funcionando. Muitos pés-de-vento têm sido utilizados para levar embarcações ao porto. Deus envia as dificuldades, como um incentivo à fé e à ação.
"Os mais ilustres homens da Bíblia foram esmiuçados, trilhados, moídos e transformados em pão para o faminto. Abraão é conhecido pelo título de 'pai dos crentes'. Isto porque ele obteve o primeiro lugar na escola da aflição e da obediência.
"Jacó sofreu severas moeduras. José foi trilhado e padejado, e teve que suportar a cozinha de Potifar e a prisão do Egito antes de ir para o trono.
"Davi, caçado pelos montes como uma perdiz, cansado e alquebrado, com os pés feridos, foi triturado e transformado em pão para um reino. Paulo nunca, poderia ter sido pão para a casa de César se não tivesse passado pela moedura, açoites e apedrejamento. Ele foi moído até tornar-se em farinha da mais refinada qualidade para a família real." 
"Tal combate, tal vitória. Se Deus tem determinado para nós grandes aflições, estejamos certos de que no Seu coração Ele nos tem reservado um lugar muito especial. O crente grandemente atribulado é uma pessoa eleita."

"Mananciais no Deserto" de Lettie Cowman
Livro publicado pela Editora Betânia.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Portanto tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja se não desvie inteiramente, antes seja sarado. (Hb 12.12,13.)

Esta é uma palavra de encorajamento que Deus nos dirige, a fim de levantarmos as mãos da fé e firmarmos os nossos joelhos na oração. Muitas vezes a nossa fé se cansa, esmorece, afrouxa, e a oração perde a força e a eficácia.
A figura aqui usada é muito interessante. A idéia parece sugerir que ficamos desanimados e tão temerosos que um pequeno obstáculo nos deprime e assusta, de modo que somos tentados a contorná-lo, deixando de enfrentá-lo e escolhendo o caminho mais fácil.
Às vezes trata-se de uma perturbação física, que Deus está pronto a curar, mas a oração da fé exigiria desgaste de energias e talvez seja bem mais fácil buscar o auxílio humano, ou contornar o assunto de alguma outra forma.
Há várias maneiras de contornar as situações difíceis em vez de atravessá-las de frente. Quantas vezes deparamos com um obstáculo que nos amedronta, e procuramos fugir da questão com a desculpa:
"Não estou preparado para isto agora." É uma renúncia que devemos fazer ou a submissão que é exigida de nós; talvez seja alguma Jericó que precisa ser tomada, ou uma alma por cuja salvação não temos coragem de lutar em oração até alcançar a vitória ou pode ser também uma oração que não obtém resposta imediata.
Deus diz: "Levantai as mãos cansadas". Marchemos sobre as águas, e elas se dividirão — o mar Vermelho se abrirá, o Jordão se partirá em dois, e o Senhor nos fará atravessar em vitória. — A. B. Simpson
Procuremos prestar ao desânimo a mínima atenção possível. É preciso que singremos as águas como faz o navio: na tormenta ou na calma, sob chuva ou sol. O alvo é transportar a carga e alcançar o porto. — Maltbie D. Babcock

"Mananciais no Deserto" de Lettie Cowman
Livro publicado pela Editora Betânia.
Veio uma voz de cima do firmamento, que estava sobre as suas cabeças. Parando eles, abaixaram as asas. (Ez 1.25.)

O que é este abaixar de asas? Muitas vezes as pessoas dizem: "Como é que se ouve a voz do Senhor?" Aqui está o segredo. Eles paravam e abaixavam as asas.
Todos nós já vimos um passarinho adejando as asas; embora parado, suas asas continuam bulindo. Mas aqui lemos que aqueles seres pararam e abaixaram as asas.
Algumas vezes, quando nos ajoelhamos diante de Deus, temos a sensação de um adejar em nosso espírito. Não ficamos realmente quietos na Sua presença.
Uma pessoa amiga falou-me, há alguns dias, de um assunto sobre o qual tinha orado. "Mas", disse ela, "não esperei até a resposta chegar."
Ela não soube conservar-se quieta para ouvi-lO falar, mas desistiu de esperar e tomou suas próprias providências. O resultado foi desastroso e ela depois teve de voltar atrás.
Ah, quanta energia desperdiçada! Quanto tempo perdido por não deixarmos de agitar o nosso espírito e não permanecermos bem quietos diante dEle! Oh, a calma, o descanso, a paz que nos vêm quando esperamos na Sua presença até ouvirmos a Sua resposta.
Então, ah, então podemos sair imediatamente, sem nenhuma hesitação, e seguir avante na direção que o Espírito nos indicar.

"Mananciais no Deserto" de Lettie Cowman
Livro publicado pela Editora Betânia.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

PATRIARCAS, PROFETAS, HOMENS DE DEUS E A CIÊNCIA DO SENHOR...

Ouvi de um pregador há alguns dias que o SENHOR era o inventor do Out-Door... Consubstanciou o pregador em Habacuque 2:2 - “Então,o Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler o que correndo passa...”. 
A visão (publicidade, aviso, campanha política, etc...) escrita em tábuas... placas, night inns, out-doors. tabuletas, etc...) Para que o possa ler (ao alcance da visão de todos, grandes, legíveis...) O que correndo passa (o pedestre apressado, o motoqueiro, o carro, a ambulância, a viatura, o ônibus, o trem, o metrô, etc).
Sem dúvida o marketing perfeito, na acepção da palavra. (sem querer fazer trocadilho, mesmo porque com Deus não há acepção e nEle tudo é perfeito).
E o que dizer de MOISÉS com o controle remoto nas mãos, segundo as ordens do SENHOR que disse:
E tu, levanta a tua vara (controle), e estende a tua mão sobre o mar, e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco. Êxodo – 14:16.
Pegou o instrumento nas mãos (a vara, o controle remoto), apontou para o canal (que na verdade era um mar) e a “novela mais para drama do que tudo”, num próximo instante tinha se tornado num filme, longa metragem que terminava com um final feliz.
E ainda o próprio MOISÉS, que após 40 anos de faculdade de Ciências no Egito, quarenta anos de faculdade de veterinária, agronomia, Evangelismo, Mestrado em Administração Eclesiástica e tudo o mais, no deserto, estudando o idioma cabrês e ovelhês, se preparando para mais quarenta anos conduzindo as ovelhas do SENHOR e pastoreando-as pelos desertos afora, ainda conseguiu tempo para fazer uma faculdade de Engenharia e das melhores, pois eu já vi serem feitos muros de papelão, gesso, madeirite, tijolo, bloco, pedra, etc, mas ainda não vi ninguém fazer muros de água e ainda assim de dois lados.
Mas os filhos de Israel foram pelo meio do mar em seco: e as águas foram-lhes como muro à sua mão direita e a sua esquerda. Êxodo-14:31
Conforme o dito e escrito anteriormente já se tentou e se fez muros de diversos materiais, mas de água não tenho conhecimento isto só pode ser coisa Daquele que diz-se: ”mediu as águas na concha de sua mão...”
Ainda no mesmo assunto água temos também o discípulo de MOISÉS, o jovem JOSUÉ que por ter passado algum tempo, aperfeiçoou o invento se seu mentor (segundo a vontade do Grande Arquiteto do Universo [que não é o dos maçons], o Grande Inventor, o Grande TUDO.
Sim, pois JOSUÉ passou do controle remoto para a célula fotoelétrica ou sensor, conforme se vê:
E, quando os que levavam a arca (presença do SENHOR) chegaram até o Jordão, e os pés dos sacerdotes que levavam a arca se molharam na borda das águas...15 JOSUÉ 3
pararam-se as águas que vinham de cima, levantaram-se num montão... 16 JOSUÉ 3
porém os sacerdotes que levavam a arca do concerto do SENHOR pararam firmes em seco no meio do Jordão: e todo o Israel passou em seco, até que todo o povo acabou de passar o Jordão......17 JOSUÉ 3
E aconteceu que, como os sacerdotes que levavam a arca do concerto do SENHOR subiram do meio do Jordão, e as plantas dos pés dos sacerdotes se puseram em seco, as águas do Jordão se tornaram ao seu lugar e corriam, como antes, sobre todas as suas ribanceiras. 18 JOSUÉ 4
À proximidade (veja que este “a” é craseado, isto significa que é repetido “a,a”) dos sacerdotes, tal qual quando nós nos aproximamos das portas de lojas e supermercados, etc, as águas do rio Jordão se abriram para que o povo passasse e só tornaram,ou se “fecharam” se assim podemos dizer após o povo ter passado,se isto for diferente do exemplo que aqui deixei eu não sei mais o que é................
Não podemos deixar de nos referir ainda, aos fenômenos acontecidos no Vale de Aijalom e em Gibeão, quando o sol e lua “pararam” mas isto é outra história á qual ainda não temos comparação..........
O que se dizer de JACÓ quando por ocasião do nascimento dos filhotes dos rebanhos de LABÃO.
Então, tomou JACÓ varas verdes de álamo, e de aveleira, e de castanheiro e descascou nelas riscas brancas, descobrindo a brancura que nas varas havia.
E pôs estas varas, que tinha descascado, em frente do rebanho, nos canos e nas pias de água, aonde o rebanho vinha a beber, e conceberam vindo a beber.
E concebia o rebanho diante das varas, e as ovelhas davam crias listradas, salpicadas e malhadas. GENESIS-30: 37, 38, 39.
Este era o trato que LABÃO tinha com JACÓ:
E disse ele (Labão): Que te darei? Então disse JACÓ: Nada me darás: tornarei a apascentar e a guardar o teu rebanho se me fizeres isto:
Passarei hoje por todo o teu rebanho, separando dele todos os salpicados e malhados, e todos os morenos entre os cordeiros, e o que é malhado e salpicado entre as cabras: isto será meu salário.
E sucedia que, cada vez que concebiam as ovelhas fortes, punha JACÓ as varas diante dos olhos do rebanho nos canos para que concebessem diante das varas.
Mas quando enfraqueceu o rebanho não as pôs. Assim as fracas eram de Labão, e as fortes de JACÓ.
Existiria alguma outra conclusão para isto que não fosse a descoberta do código genético. O SENHOR já àquela altura tinha feito do até então pastor JACÓ um cientista futurista, dos mais completos.
Isto posto não iremos entrar no mérito das águas curativas do Jordão na vida de Naamã, do lodo que cura cegueira, do cuspe que cura surdez, do sal que “adoça” águas, do fogo que apaga água e de outras situações que são ciência pura.
Encerramos este nosso breve relato com um fato curioso, que aconteceu numa escola secular onde aquele professor de Geografia tentava impingir a qualquer preço, na cabecinha dos alunos, que o episódio de abertura do Mar Vermelho não passava de um fenômeno geológico onde na localização dos fatos ocorridos havia um adensamento de terras que deixavam as águas do mar muito baixas e que o seu volume tinha na sua maior altura no máximo quinze centímetros, ao que aquele aluno crente, o Joãozinho, contesta veementemente dizendo que estava na Bíblia que o mar havia se separado ao que o professor retrucava que não insistindo na sua teoria, como que querendo fazer descer goela abaixo do menino aquilo que dizia. Ao que Joãozinho como “homenzinho de Deus”, tardio para falar, calou-se repentinamente e só de vez em quando gritava um Glória a Deus e um Aleluia, o que foi irritando o professor que quis afinal saber o motivo daquela ovação ao que Joãozinho respondeu:
Sabe o que é professor? Eu estou dando Glória á Deus e Aleluia porque cheguei à conclusão que não existe menos nada que possa se comparar ao meu Deus. Ao que o professor indagou: Por quê?
Ele respondeu: Por que em um lugar que só tinha quinze centímetros de altura de água o meu Deus conseguiu afogar o exército de Faraó “inteirinho”.

Deus abençoe.

Prof. Pr. Roberto Camara