Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Apóstolo Paulo segundo a Bíblia

(Atos 13:9) “Todavia, Saulo, que também se chama Paulo”...

Saulo era de Tarso da Cilícia, criado aos pés de Gamaliel, doutor da Lei (Atos 22:3) “Quanto a mim, sou varão judeu, nascido em Tarso da Cilícia, mas criado nesta cidade aos pés de Gamaliel, instruído conforme a verdade da lei de nossos pais, zeloso para com Deus, como todos vós hoje sois”. Foi perseguidor dos Apóstolos e discípulos de Cristo. Consentiu na morte de Estevão fiel servo de Jesus Cristo (Atos 8:1) “E também Saulo consentiu na morte dele. E fez-se, naquele dia, uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e da Samaria, exceto os apóstolos”. Ele mesmo confirma isso em (Atos 22:20) “E, quando o sangue de Estêvão, tua testemunha, se derramava, também eu estava presente, e consentia na sua morte, e guardava as vestes dos que o matavam”.
Saulo foi para Damasco com autoridade para prender os fieis seguidores de Cristo (Atos 9:1 a 5) “E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns daquela seita, querem homens, quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém. E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?
E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões”.
Saulo agora era convertido ao cristianismo e por isso de perseguidor passou a ser perseguido. Pregava agora Jesus Cristo como Filho de Deus, deixando a todos surpresos, (Atos 9:21) “Todos os que o ouviam estavam atônitos e diziam: Não é este o que em Jerusalém perseguia os que invocavam este nome e para isso veio aqui, para levá-los presos aos principais dos sacerdotes”?
Ele falava com ousadia e coragem a todos sem distinção de raças, (Atos 9:29) “E falava ousadamente no nome de Jesus. Falava e disputava também contra os gregos, mas eles procuravam matá-lo”
Paulo viaja para Tarso (Atos 9:30) “Sabendo-o, porém, os irmãos, o acompanharam até Cesaréia e o enviaram a Tarso”. Barnabé foi buscá-lo e o conduziu à Antioquia (Atos 11:25) “E partiu Barnabé para Tarso, a buscar Saulo; e, achando-o, o conduziu para Antioquia”.
Paulo, ganhou confiança dos apóstolos e recebeu chamada de Deus para o trabalho, (Atos 13:1,2 e 3) “Na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé, e Simeão, chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo. E, servindo eles ao Senhor e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado. Então, jejuando, e orando, e pondo sobre eles as mãos, os despediram”.
Iniciava assim a carreira ministerial de Paulo, sofrendo lutas e perseguições, mas sem desânimo esse grande homem de Deus fez o mais brilhante trabalho para a Igreja de Cristo na terra, pregando a todos, (Atos 13:44 a 48) “E, no sábado seguinte, ajuntou-se quase toda a cidade a ouvir a palavra de Deus. Então, os judeus, vendo a multidão, encheram-se de inveja e, blasfemando, contradiziam o que Paulo dizia. Mas Paulo e Barnabé, usando de ousadia, disseram: Era mister que a vós se vos pregasse primeiro a palavra de Deus; mas, visto que a rejeitais, e vos não julgais dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios. Porque o Senhor assim no-lo mandou: Eu te pus para luz dos gentios, para que sejas de salvação até aos confins da terra. E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna. E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna”. Paulo empreende suas viagens missionárias sempre encorajando aos irmãos a permanecerem na graça de Deus.
Paulo, certa feita expulsou um demônio que usava uma jovem e por isso foi preso (Atos 16;16 a 19) “E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores. Esta, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens, que nos anunciam o caminho da salvação, são servos do Deus Altíssimo. E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E, na mesma hora, saiu. E, vendo seus senhores que a esperança do seu lucro estava perdida, prenderam Paulo e Silas e os levaram à praça, à presença dos magistrados. Na prisão, Paulo e seu companheiro oravam pregavam e cantavam glorificando ao Senhor, Deus se fez presente e o carcereiro e sua família foram salvos para glória de Jesus (Atos 16:26 a 31) “E, de repente, sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos. Acordando o carcereiro e vendo abertas as portas da prisão, tirou a espada e quis matar-se, cuidando que os presos já tinham fugido. Mas Paulo clamou com grande voz, dizendo: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos. E, pedindo luz, saltou dentro e, todo trêmulo, se prostrou ante Paulo e Silas.E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”.
Paulo pregou na Grécia (Atos 17:16, 17 e 23) “E, enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria. De sorte que disputava na sinagoga com os judeus e religiosos e, todos os dias, na praça, com os que se apresentavam (...) porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais não o conhecendo é o que eu vos anuncio”
Paulo é preso novamente e ameaçado de morte, apela para César (Atos 25:11) “Se fiz algum agravo ou cometi alguma coisa digna de morte, não recuso morrer; mas, se nada há das coisas de que estes me acusam, ninguém me pode entregar a eles. Apelo para César”. Ele é enviado para Itália (Atos 27:1) “Como se determinou que havíamos de navegar para a Itália, entregaram Paulo e alguns outros presos a um centurião por nome Júlio, da Coorte Augusta”. Paulo sofreu naufrágios. Deus sempre estava presente na vida de Paulo. Com muito sofrimento Paulo chega a Roma e continua a pregar a Cristo Jesus como Salvador tanto dos judeus como dos gentios, uns criam, outros não (28:24 e 28) “E alguns judeus criam no que se dizia, mas outros não criam. Seja-vos, pois, notório que esta salvação de Deus é enviada aos gentios, e eles a ouvirão.
Paulo escreveu 13 Epistolas que estão na Bíblia, alguns crêem que a Epistola ao Hebreus seja dele também, eu não duvido disso.
Paulo deu muita ênfase ao arrebatamento da Igreja, temos textos e contextos a respeito. Ensinou todas as doutrinas necessárias para salvação do pecador. Doutrinas essas que hoje as igrejas não estão se preocupando e sim se dedicando às grandezas desta vida, querendo números, status, nomes.
Paulo foi e é um grande herói do cristianismo. Não há como contestar.

Creia em Cristo, leia a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta
Assembléia de Deus - Ministério Várzea Paulista