Pesquisar este blog

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Na casa de meu Pai há muitas moradas.

O que Jesus disse em João 14.1-3: "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também." Vamos examinar esta parte que diz "muitas moradas" e que Jesus "nos prepararia um lugar". As pessoas pensam que as moradas que Jesus está falando aqui são do tipo que vemos aqui na terra, com paredes, portas e janelas, fechaduras, lustres, etc. Também se crê que Ele Próprio virá nos receber durante o arrebatamento e todos nós seremos levados para a nossa mansão em glória.
O problema é que as pessoas param de ler nos três primeiros versículos, antes de se chegar ao fim da mensagem que Jesus realmente passa. Lemos no versículo 23, no mesmo capítulo, à que se refere: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada." (João 14.23)
Então, atente a este versículo. Observe muito atentamente: "Disse-vos agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós creiais." João:14.29 Pense nisto: Se Jesus estava falando sobre o Seu retorno, quando nos levará com Ele às nossas moradas no céu, você não acha que Ele está esperando muito tempo para crermos? Ele estava dizendo que nos falou aquilo com antecedência para que quando as moradas se tornassem visíveis para nós, disséssemos, "Oh, agora eu creio! Glória! Glória!"?
Bem, se Ele não estava falando de moradas que Ele prepararia para nós, então sobre o que Ele está falando? Tomé fez a mesma pergunta no versículo cinco: Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o caminho? Quando Jesus respondeu a esta pergunta, Ele o fez entender, sem deixar dúvidas, o que era este lugar que Ele estava preparando para nós. Jesus respondeu em João 14:6: Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. Então quando Jesus disse "Na casa de Meu Pai há muitas moradas: se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos um lugar", Ele não estava falando sobre lugares de habitação no natural. Ter casas não é o nosso problema. O problema todo é que por causa de um homem - Adão - o pecado entrou no mundo e a morte também através do pecado, e nisto, todos pecaram. (Romanos 5.12)
Em outras palavras, a humanidade toda herdou a morte espiritual de um só homem e, portanto, todos ficaram fora de Deus. Mas lembre-se que nossa provisão não foi nosso problema - não o lugar de habitação final, nem nossa roupa ou um lugar para morarmos. Nossa provisão não foi de modo algum um problema para Deus!!!
A palavra grega para morada no versículo 2, se encontra também no versículo 23 do mesmo capítulo. A primeira pergunta que podemos fazer ao texto é: Se morada no versículo 2 é literal, e se for interpretado como uma casa literal, como conciliar com o versículo 23 que não é uma casa física mas sim espiritual?
O versículo 23 fala de nosso corpo como morada de Deus. É importante verificar que o versículo está no plural “viremos para ele e nele faremos morada.” Como isso aconteceria? Jesus precisava ir para o Pai para (preparar lugar) que o outro consolador (Espírito Santo) viesse. Foi isso que ele foi preparar, e não outra coisa que ainda não estava pronta no céu. O fato de estar no plural é importante porque Jesus também volta para morar em nós, mostrando o que realmente ele queria dizer "vou e volto"
Os versículos estão todos na primeira pessoa mostrando que Jesus se referia a ele mesmo vindo morar em nós. Como ele viria morar em nós se não fosse pela vinda do outro consolador?
É fundamental lembrarmos do fato que para a teologia de Paulo, casa do Senhor, morada de Deus, pedras vivas, colunas do templo, somos nós e não algo físico.
O texto grego não tem divisória. Na tradução de João Ferreira, colocaram uma divisória entre os versículos 14 e 15, atrapalhando muito a interpretação.
Os primeiros versículos claramente introduzem sobre o assunto morada do Espírito, que será explicado nos versículos seguintes. Vamos ver?
No versículo 3 ele diz: E se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estou estejais vós também.
No versículo 4 ele diz: Vós conheceis o caminho para onde eu vou.
No versículo 17 diz: o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê e nem o conhece. Mas vós o conheceis, pois habita convosco, e estará em vós.
No versículo 18 diz: Não vos deixarei órfãos, virei para vós.
Note que ele está falando do Espírito habitando em nós, usando o verbo na primeira pessoa.
O versículo 23 diz: Se alguém me amar, guardará a minha palavra. Meu pai o amará, e viremos para ele e nele faremos morada. Veja: Mais uma vez ele usa o verbo na primeira pessoa para falar do nosso corpo como morada, e ainda fala no plural, significando que ele também viria morar em nós. Se ele também estaria em nós, e claro que a onde ele estiver, nós estaremos, porque ele habita em nós.
Veja que tudo isso aconteceria com eles vivos, segundo os versículos 25 e 29. Eles veriam acontecer. Se fosse algo no céu, como eles poderiam ver?
25 – Tenho-vos dito isto, estando convosco.
29 – Eu vos disse agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.
O que quer dizer “A casa do meu pai tem muitas moradas”

Casa é a plenitude da igreja. Somos pedras vivas, colunas do templo e etc. A igreja invisível está a cada dia fazendo com que essa casa alcance essa plenitude.
As moradas são todos aqueles em que o Espírito habita individualmente, já que a própria carta de Paulo aos Coríntios diz que nós somos essa morada, e que o Espírito Santo habita em cada um de nós.
Quando Jesus disse, Eu vou preparar um lugar para você, o lugar que Ele estava falando era A CRUZ. Ele iria pelo caminho da Cruz para nos levar de volta para a casa de nosso Pai. É por isso que Ele disse a Tomé, Eu sou o caminho, a verdade e a vida: NINGUÉM VEM AO PAI SENÃO POR MIM. Então no versículo 29, quando Jesus disse, digo-vos agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós creiais, Ele não estava falando sobre as moradas. E isto é similar em João 14.3, quando Jesus dissee, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também. Jesus estava falando que iria pelo caminho da Cruz, morrendo e tornando-se o primogênito de muitos irmãos, e então, voltando novamente para nós transportando-nos das trevas para o Reino (Colossenses 1.13).
Então, Ele poderia ter dito no terceiro versículo, "Eu o receberei a mim para que onde EU ESTOU vocês possam estar também", significando que Jesus nos receberia a Ele mesmo e nos daria o mesmo posicionamento Dele com o Pai, a nós, filhos e filhas.
Pois, tanto o que santifica como os que são santificados, todos vêm de um só. Por isso, é que ele não se envergonha de lhes chamar irmãos. Hebreus 2.11
Não é de se surpreender que Ele dissesse, Eu lhe disse antes do tempo para que quando isto acontecer você creia. Sabemos que o verdadeiro assunto aqui não é nosso lugar de habitação físico, mas espiritual, que mudou de fora de Deus para dentro de Deus porque Jesus, pela Sua redenção, nos deu todo o Seu posicionamento com o Pai.
Então o que são estas moradas que Jesus estava falando quando Ele disse na casa de meu Pai há muitas moradas? Se você pensar sobre isto, que tipo de casa caberia a estas moradas?
para entender isto, você precisa dar uma olhada na palavra "moradas" ou "mansões." A palavra morada em grego é derivada da palavra permanecer, permanente. Então, dos nove atributos que formam a essência de Deus, como a soberania, o amor, ou julgamento, o único atributo sobre o qual estes lugares de habitação se basearam seria o atributo da natureza de Deus que descreve a longevidade: A VIDA ETERNA. É por isso que as palavras gregas para mansões, moradas, residências e lugares de habitação na casa de Deus viriam da palavra permanente ou permanecer.
Já que estes lugares de habitação que sustentam as criações de Deus são eternas, ELAS FORAM CRIADAS PARA ESTAREM LÁ PARA SEMPRE!!! Deixe-me lhe dar um exemplo. Simplesmente digamos, para ilustrar o ensino, que nossa criação nunca tivesse falhado, que Adão nunca tivesse comido da árvore do conhecimento do bem e do mal. Naquele jardim perfeito, todas as fitas do DNA da criação de Deus - dois de cada tipo de todos animais, das plantas e gênero humano - cresceram, se multiplicaram e se espalharam por todo planeta. Uma vegetação viçosa em todo lugar, abundância de vida, uma paz e um planeta cheio das bem-aventuranças de Deus.
Isto não apenas pertenceria à nossa criação, mas, verdadeiramente, tem tudo a ver com o universo todo. Como eu sei disto? Veja Colossenses 1.16. Falando de Jesus, a epístola diz: Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele.
E no que diz respeito aos céus, aos mundos e às estrelas, olhe para Hebreus 1.2: [Deus] Nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, PELO QUAL TAMBÉM FEZ O UNIVERSO; (outra tradução diz “os mundos” - plural) Quando se trata da nossa criação, temos que entender que a terra, os planetas e as estrelas são todos parte da nossa criação, não apenas o planeta que Deus nos deu como uma moradia.
Se Adão não tivesse caído, seria difícil imaginar a magnitude do que Deus teria planejado para nós. Pense nisso: um planeta abundante como nossa moradia, Deus andando no Jardim conosco e o universo todo sendo nosso quintal.
Vamos continuar nossa ilustração da vida sem a queda e Deus lidando com uma outra criação em algum período de tempo sem ser o nosso. E para a ilustração do ensino, digamos que Jesus tenha dito a esta outra criação, "Na casa de Meu Pai há muitas moradas", – ou poderíamos dizer "residências" ou "mansões" ou "lugares de habitação", ou, como o grego original diz, "habitação permanente que permanece para sempre e sempre e sempre".
Então neste hipotético exemplo, Jesus diria a esta outra criação, "Você gostaria de ver um destes lugares de habitação - uma destas moradas que estão na casa de Meu Pai?" Então Ele as traria para o nosso universo e para nosso mundo e diria, "Esta é apenas uma residência na casa de Meu Pai".
Você pode imaginar quão imenso e incrível seria este lugar de habitação? Quando Jesus estava ensinando aos discípulos sobre estes lugares ele disse, "na casa de Meu Pai há muitas moradas", Ele usou a palavra "muitas" porque não havia como um ser infinito como Deus explicar o que é o infinito para alguém como nós. Tivemos um começo, mas Deus sempre existiu. A igualdade de Deus está calculada em um espaço infinito em todas as direções, no passado, no presente e futuro. Nunca houve um momento em que Ele NÃO EXISTIU! 
Quando Jesus disse, "muitas moradas", este foi o jeito de Deus dizer que havia muitas moradas em Sua casa, talvez milhões de criações, moradas individuais ou lugares de habitação de todos os tipos - o tamanho de universos inteiros!
Em nossa criação – nosso lugar de habitação – somos familiarizados com anjos, uma criação de seres sobrenaturais que assistem a Deus continuamente. Ele os usa para ministrar a nós como Sua família também. Não sabemos o que mais eles fazem, mas a Bíblia nos fala sobre anjos, o começo de Lúcifer e sobre sua queda.
Então quando Jesus disse, Eu vou preparar-vos um lugar e voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também, sabemos que Ele foi pelo caminho da Cruz para nos trazer de volta à família de Deus. Aliás, quando Ele terminar de redimir nossa criação, nosso planeta e nosso universo serão MAIORES do que nunca. Olhe para o sol, as estrelas, a lua - isto é simplesmente parte de nossa criação. Olhe para o nosso planeta. Você o acha bonito agora? Espere para ver quando Deus tiver terminado esta Dispensação da Redenção!!!
Deus fala sobre isso tudo em Hebreus, no primeiro capítulo: Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, Nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. (Hebreus 1.1-2)
Observe como Deus usou Jesus para fazer os mundos. Os mundos que Hebreus está falando são os NOSSOS mundos - eles pertencem à nossa criação, nosso planeta, nosso sol, nossa lua e nossas estrelas.
Este é o lugar de habitação que Deus fez para nós; esta é nossa "morada". Mas quando Adão caiu, algo aconteceu. Não foi apenas planejada a morte de Adão (pois Deus disse naquele dia você verdadeiramente morrerá (Gênesis 2.17), mas também o fim de todo o planeta. Aliás, mais adiante, neste capítulo, Hebreus fala da criação do universo todo: Ainda: No princípio, Senhor, lançaste os fundamentos da terra, e os céus são obra das tuas mãos; Eles perecerão; tu, porém, permaneces, sim todos eles envelhecerão qual veste; também, qual manto, os enrolarás, e, como vestes, serão igualmente mudados; tu, porém, és o mesmo, e os teus anos jamais terão fim.
Hebreus 1.10-12 A morte não estava apenas operando em nós, mas também em nosso planeta, e não somente em nosso planeta, mas em todo universo. Eles estão envelhecendo como uma veste e estão programados para serem trocados. Mas agora, o meu espírito foi mudado. Eu nasci de novo. A única coisa que falta ser mudada em mim é a minha veste aparente, e um dia em breve, o meu corpo será mudado e receberei um corpo glorioso.
Logo, a mesma coisa acontecerá com nosso planeta e não apenas com ele, mas com todo o universo. Tudo pertencente à nossa mansão - nossa casa, nosso lugar de habitação – será trocado. Do mesmo jeito que eu irei adquirir um corpo glorioso, nosso planeta, galáxias e universo mudarão de vestimentas e serão maiores do que já foram um dia.
Jesus não foi apenas preparar um lugar para nós como filhos de Deus, mas nós iremos adquirir nossas moradas - nossas mansões - de volta, muito maiores e mais poderosas do que nunca.
Olhe para o Grande Trono Branco do Julgamento. Com apenas uma simples olhada de Deus a terra e o céu passaram. Vi um grande trono branco, e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. (Ap 20.11)
Mas olhe para o primeiro versículo de Apocalipse 21: Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Você e eu teremos um novo lar para sempre! Se Deus fez tudo isso para prover este vasto lugar para nós vivermos, e então a redenção através da Cruz de Jesus para nos salvar do pecado, você não acha que Ele não nos ama o suficiente para nos suprir em todas as nossas necessidades diárias? Simplesmente olhe para a morada que Ele construiu para nós!
Se temos dificuldade em crer e receber é porque não O conhecemos muito bem. Sua graça e amor são imensos. Nossas situações não são impossíveis e se pensamos que são, simplesmente precisamos conhecê-Lo melhor.