Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

DEVOCIONAL - 12 de Agosto de 2017

Ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas. (2 Pe 1.4)

O navio é construído para ficar sobre as armações? Absolutamente! Ele é feito para navegar, e preparado para as tempestades. Quem o construiu preparou-o tendo em mente os temporais e furacões; e se não, foi um construtor muito falho.

Quando Deus fez de nós crentes em Cristo, Ele tinha em mente provar-nos; e quando nos deu promessas e mandou que confiássemos nelas, deu-nos promessas que podiam aguentar tempestades e embates. Você acha que Deus fabrica imitações, como aqueles fabricantes de salva-vidas, que fizeram alguns, que faziam bela vista na vitrina, mas sem utilidade alguma na água?

Já ouvimos falar de espadas que não tinham utilidade na guerra; e até mesmo de sapatos que foram feitos para se comprar mas nunca para se calçar. Os sapatos que Deus faz são de ferro e de bronze, e podemos percorrer com eles todo o caminho para o céu, sem que se gastem; e com os salva-vidas que Ele faz, podemos atravessar mil Atlânticos sem perigo de afundar. Suas promessas foram feitas para serem experimentadas e provadas.

Nada desagrada tanto a Cristo como Seu povo fazer alarde dEle, mas nunca se utilizar de Seu poder. Ele Se deleita em que nos sirvamos dEle. As bênçãos da aliança que Deus fez conosco não estão ali só para serem admiradas, mas para serem utilizadas por nós. Mesmo o Senhor Jesus nos é dado para nosso uso. Não estamos nos apropriando de Cristo como devíamos.

Ó leitor, eu lhe rogo, não trate as promessas de Deus como se fossem curiosidades para um museu, use-as como fontes de conforto diário. Confie no Senhor toda vez que lhe sobrevier uma dificuldade. — C. H. Spurgeon

Como poderá Deus negar uma bênção que Ele mesmo prometeu?