Pesquisar este blog

domingo, 16 de julho de 2017

A Oliveira



A arca de Noé, o azeite da unção, o Jardim do Getsêmani, a Segunda Vinda e a reconciliação de Israel e a Igreja… O que todos esses têm em comum? Todos eles são representados por uma OLIVEIRA.

Depois do dilúvio, Noé enviou uma pomba para buscar um lugar para viver. Quando a pomba voltou com um ramo de oliveira, Noé e sua família entenderam que tudo ficaria bem (Gênesis 8.11). Desde aquele momento, a imagem da pomba e do ramo de oliveira passou a representar o símbolo de esperança e paz. Há uma esperança ao longo de todas as Escrituras de um reino messiânico futuro com paz na terra entre as nações (Isaías 2.4). Nós nos apegamos a essa visão profética da mesma forma que a pomba segurou o ramo de oliveira.

Há dois tipos de azeite no tabernáculo, um para luz e outro para unção (Êxodo 25.6). Esse azeite representa a presença do Espírito Santo para revelação e sabedoria (luz) e para cura e poder (unção). O tipo de azeite na Bíblia usado para luz e unção era o azeite da oliveira: era usado para iluminar a Menorá no tabernáculo, para ungir reis para governar, curar os doentes e santificar o sacerdócio.

Uma das orações mais importantes de todos os tempos é a intercessão de Yeshua no Getsêmani. Essa palavra no hebraico vem de gat – גת que significa prensar, e shemen – שמן que significa azeite. Getsêmani é o lugar onde as azeitonas são esmagadas para se transformarem em azeite. E onde fica o Getsêmani? No Monte das Oliveiras. Yeshua orou no jardim das oliveiras: “Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres…” (Mateus 26.39). Essa é uma oração de absoluta dedicação e obediência. A verdadeira unção do Espírito Santo vem desse tipo de dedicação e obediência.

É para esse mesmo Monte das Oliveiras, ao leste de Jerusalém, que Yeshua voltará. Seus pés estarão sobre esse Monte, enquanto ele lidera um exército de anjos para lutar contra os exércitos do mundo que vieram para atacar Jerusalém (Zacarias 14.2-4). É por isso que Yeshua ensinou sobre o fim dos tempos e eventos proféticos, enquanto estava sentado sobre o Monte das Oliveiras (Mateus 24.3). Yeshua voltará para estabelecer o reino de paz pelo qual Noé e sua família esperavam.

No capítulo 11 de Romanos, Paulo descreve a plenitude de Israel e da Igreja, a importância de um remanescente messiânico restaurado no fim dos tempos e a unidade de judeus e gentios pela fé. Todos nós somos descritos como ramos enxertados juntos na Oliveira da aliança de fé em Deus (Romanos 11.17-26). Você e eu temos o privilégio e a oportunidade de fazer parte do cumprimento deste cenário profético. A Oliveira e seus ramos estão entrando na posição e alinhamento corretos nos nossos dias. A plenitude da comunhão dessa Oliveira é o que produzirá a vinda do reino messiânico em poder e paz.